Edital Literário Joaquim Amorás Castro

1. DO OBJETO
1.1 – O I EDITAL LITERÁRIO JOAQUIM AMORÁS CASTRO – 2011 consiste na publicação, após processo seletivo público, de obra inédita em cada um dos seguintes gêneros literários: romance, poesia, conto, literatura infanto- juvenil e ensaio, de autores residentes e domiciliados no Estado do Pará, no mínimo, pelos 2 (dois) anos anteriores a abertura deste concurso;

Curta e mantenha-se atualizado!

1.2 – A obra literária deverá ser, obrigatoriamente, inédita.
1.2.1 – Entende-se por inédita a obra não-editada e não publicada, parcialmente ou em sua totalidade, em antologias, suplementos literários, jornais, revistas, internet ou qualquer outro meio de comunicação;
1.3 – A PREFEITURA DE CASTANHAL, por meio da FUNCAST, financiará as obras vencedoras neste Edital, no que concerne ao projeto gráfico, ilustração, impressão, acabamento, divulgação e coquetel de lançamento, estando os valores desta logística incluídos no montante do prêmio;
1.4 – A tiragem inicial será de 500 (quinhentos) exemplares de cada obra, para cada categoria, cabendo aos autores a cota de 60% da tiragem, de acordo com o orçamento;
1.5 – À FUNCAST caberá os outros 40%, os quais se destinarão à divulgação, intercâmbio cultural do projeto e doação para bibliotecas públicas;
1.6 – Os direitos autorais serão cedidos à FUNCAST, por meio de autorização, para efeito do produto deste prêmio;
1.7 – A reedição da obra pela FUNCAST não necessitará de autorização dos autores; respeitando-se o percentual de 50% da nova tiragem para o autor a titulo de remuneração do direito autoral.

2. DA PARTICIPAÇÃO
2.1 – O I Edital Literário Joaquim Amorás Castro é aberto a paraenses, maiores de 18 anos, domiciliados no estado há no mínimo 02 anos anteriores a abertura deste concurso;
2.2 – É vedada a participação dos servidores da FUNCAST e membros da comissão julgadora, bem como de cônjuges e parentes até o segundo grau dos acima mencionados;

3. DAS INSCRIÇÕES
3.1 – As inscrições serão gratuitas e estarão abertas no período de 05/12/11 a 10/02/12 contados a partir da publicação deste edital, de segunda a sexta, exceto feriados e pontos facultativos, no horário das 08h00 às 18h00, na FUNCAST;
3.2 – As inscrições devem obedecer às condições exigidas aos participantes, diretrizes e formas de apresentação dos trabalhos;
3.3 – A inscrição no edital se dará mediante o encaminhamento das obras literárias, que se dará com o seguinte protocolo para:
“I Edital Literário Joaquim Amorás Castro – FUNCAST – Prefeitura Municipal de Castanhal – End.: Rua Senador Lemos, 749, Castanhal-Pará.”
3.4 – O prazo de inscrição e encaminhamento das obras literárias iniciam-se no dia 05/12/11 e encerram-se em 10/02/12;
3.5 – Não serão aceitas inscrições de candidatos que protocolarem as obras literárias fora do prazo estabelecido no item anterior, considerando para tanto a data protocolada junto à FUNCAST;
3.6 – Cada participante só poderá inscrever um único trabalho inédito, por categoria;
3.7 – Será admitida participação em coautoria;
3.8 – A obra deverá ser apresentada em 01 (uma) via original, em língua portuguesa, digitada em uma face de papel tamanho A4, em fonte,Times New Roman, tamanho 12, com espaçamento de 1,5, perfeitamente legível, sem emendas, rasuras, ressalvas ou entrelinhas, com todas as páginas numeradas, bem como apresentada em CD, e não deverá ser identificada com o nome e pseudônimo do autor, apresentando esta, apenas, o título da obra e o gênero.
3.9 – A identificação do autor e pseudônimo, deverão constar apenas na cópia gravada em CD;
3.10 – O original e o CD deverão ser entregues diretamente na FUNCAST em envelope lacrado, assim identificado:
À FUNDAÇÃO CULTURAL DE CASTANHAL
Avenida Senador Lemos, 749- Centro
Castanhal – Pará – CEP______
I EDITAL LITERÁRIO JOAQUIM AMORÁS CASTRO – 2011
TÍTULO DA OBRA
________________________________________
PSEUDÔNIMO DO AUTOR
________________________________________
3.10 – O presente Edital e o modelo de Formulário de Inscrição (Anexo 1) ficarão à disposição dos interessados no endereço e horários descritos no item 3.1, e pelo site www.castanhal.pa.gov.br.

4. DA DOCUMENTAÇÃO
4.1 – No ato da inscrição, o proponente deverá apresentar a obra literária conforme disposto no item 3.9 contendo as seguintes informações:
4.1.1 – Dados cadastrais:
a) Ficha de inscrição devidamente preenchida.
b) Cópia do CPF, RG e do comprovante de residência do proponente;
c) Release do proponente;
e) Orçamento discriminando detalhadamente todos os itens de despesas necessárias à realização do projeto;
f) Uma declaração escrita e assinada pelo proponente, assumindo o compromisso de realizar o projeto;
4.2 – Todo o material enviado para inscrição não será devolvido, passando a fazer parte do acervo da FUNCAST.

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

5. DA SELEÇÃO
5.1 – É de inteira responsabilidade da FUNCAST instituir a Comissão de Seleção dos projetos, que por sua vez será composta por 05 (cinco) membros, sendo 04 (quatro) indicados pela FUNCAST e 01 (um) da Academia de Letras de Castanhal (ACL). A mesma, além de soberana, será responsável pela avaliação
dos projetos apresentados, selecionando os que julgarem mais adequados às exigências do edital;
5.2 – As obras literárias serão julgadas com base em critérios de exclusão e de seleção;
5.2.1 – Serão sumariamente eliminadas as obras que não seguirem as especificações técnicas descritas nos itens 3.8 e 3.9;
5.3 – Cada membro da Comissão Avaliadora receberá 01(uma) via da obra, sem a identificação de seu autor, conforme estabelecido no item 3.8 deste edital;
5.4 – A comissão Avaliadora é soberana para decidir sobre quais obras serão contempladas, não cabendo qualquer interferência sobre suas decisões por parte dos concorrentes;
5.5 – A Comissão Avaliadora observará para seleção das propostas os seguintes critérios:
a) obras adequadas à linha editorial em que se enquadra a proposta apresentada;
b) obras adequadas ao presente Edital;
c) a compatibilidade e qualidade da relação entre prazo, recursos e pessoas envolvidas no plano (cronograma de trabalho);
d) contrapartida social;
f) adequação orçamentária ;
5.6 – Após o julgamento dos projetos a FUNCAST deverá notificar os vencedores, que terão o prazo de 05 (cinco) dias úteis, contados após o recebimento da notificação, para se manifestar, por escrito, se aceitam ou desistem da participação no edital, caso contrário os mesmos serão tomados como desistentes;
5.7 – Em caso de desistência, a Comissão de Seleção terá 05 (cinco) dias úteis para escolher novos selecionados, sem prejuízos para os prazos determinados para a contratação dos demais selecionados;
5.6 – A decisão da Comissão julgadora será lavrada em ata, com menção expressa e pré-ordenada dos trabalhos classificados e encaminhada para posterior homologação pelo Superintendente da FUNCAST.

Acesse outros concursos

6. DA PREMIAÇÃO
6.1 – Serão selecionadas e premiadas (06) seis obras.
6.2 – O valor do prêmio para cada obra selecionada será de R$ 5.000,00 (Cinco mil reais);
6.3 – O recebimento do prêmio estipulado no item 6.2 fica condicionado à assinatura do Contrato de cessão de direitos autorais (ANEXO 03).

7. DA CONTRATAÇÃO E DA LIBERAÇÃO DOS RECURSOS
7.1 – O proponente que tiver seu projeto selecionado será notificado pela FUNCAST para que possa viabilizar seu processo de contratação e consequente liberação dos recursos nos termos e valores determinados por este edital;

8. DA EXECUÇÃO DO PROJETO E DA PRESTAÇÃO DE CONTAS
8.1 – O lançamento da obra, feito em meio a coquetel que acontecerá no hall da FUNCAST, com data a combinar, será de total responsabilidade do proponente;
8.2 – O contratado deverá apresentar à FUNCAST no prazo de 20 (vinte) dias a prestação de contas com os respectivos recibos e notas;
8.3 – O não cumprimento do projeto e do que consta nos itens 7.1 tornará inadimplente o proponente;
8.4 – O proponente inadimplente será:
8.4.1 – Obrigado a devolver o total da importância recebida do que consta neste Edital, acrescida da respectiva atualização monetária;
8.5 – O contratado deverá fazer constar em todo seu material de divulgação referente ao projeto aprovado, o apoio institucional da Prefeitura de Castanhal / FUNCAST através dos seguintes informações: Prefeitura de Castanhal (com logomarca) – Fundação Cultural do Município de Castanhal (com logomarca) – Prêmio de Incentivo à Cultura

9 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
9.1 Após a divulgação do resultado, os autores das obras vencedoras deverão apresentar: 9.1.1 – 01 (uma) cópia da obra em suporte eletrônico exatamente como foi inscrita, não sendo aceita nenhum alteração da versão original, após a inscrição;
9.1.2 – Termo de autorização de cessão de direitos autorais;
9.2 – O projeto deve ser realizado atendendo a todas as características definidas por ocasião da inscrição;
9.3 – Os casos omissos e controversos serão de inteira responsabilidade da FUNCAST, a quem cabe julgá-los.

*

A PREFEITURA DE CASTANHAL, inscrita no CPNJ Nº 05.121.991/001-84 e estabelecida na Avenida Barão do Rio Branco nª 2232; por meio da FUNDAÇÃO CULTURAL DE CASTANHAL – FUNCAST, Lei 8.666/93, torna público que se encontram abertas as inscrições do Concurso para seleção e concessão do I EDITAL LITERÁRIO JOAQUIM AMORÁS CASTRO, incentivo cultural, no âmbito literário do Estado do Pará e que se regerá pelos termos deste Edital, e demais legislação aplicável.

Fonte: Prefeitura de Castanhal (Pará)

8º Prêmio Barco a Vapor

RESULTADO:

VENCEDOR: Marcílio Godoi leva prêmio de literatura infantil e juvenil

1. A participação é aberta a maiores de 18 anos, de todas as nacionalidades, autores de obras literárias para o público infantil e juvenil. É vedada a participação de funcionários do Grupo SM e/ou de seus parentes em primeiro grau.

Curta e mantenha-se atualizado!

2. O prêmio contempla os gêneros romance, novela e narrativa curta (texto único). Obras em verso, peças de teatro e coletâneas de contos não serão aceitos.

3. Os originais deverão ser inéditos e escritos em língua portuguesa. Entende-se por inédito o original não publicado (parcialmente ou em sua totalidade) em antologias, coletâneas, suplementos literários, jornais, revistas, sites etc.

4. O candidato poderá apresentar mais de um original.

Acesse outros concursos

5. Quanto à extensão, os originais deverão enquadrar-se nas séries da coleção Barco a Vapor:

• Série Branca: Leitor iniciante
A partir de 6 anos: entre 8 e 15 laudas*

• Série Azul: Leitor em processo
A partir de 8 anos: entre 16 e 45 laudas*

• Série Laranja: Leitor fluente
A partir de 10 anos: entre 45 e 90 laudas*

• Série Vermelha: Leitor crítico
A partir de 12 anos: entre 70 e 150 laudas*

* Lauda de aproximadamente 1.200 caracteres com espaço.

6. A fim de assegurar o anonimato dos autores durante o julgamento, os originais serão apresentados sob pseudônimo em 4 (quatro) cópias de igual teor. Tais cópias serão acompanhadas de um envelope lacrado, com pseudônimo sobrescrito, dentro do qual serão incluídos os dados pessoais do candidato (nome completo, endereço, telefone, e-mail, RG, profi ssão) para identificação posterior.

7. Os originais devem ser enviados sem ilustração, formatados de acordo com os seguintes critérios:

• Word, fonte Times New Roman, corpo 12, espaçamento duplo, margem de 2,5 cm.
• Páginas numeradas e impressas em papel formato carta ou A4, grampeadas ou encadernadas, com folha de rosto na qual deverão constar o título da obra e o pseudônimo do autor.

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

8. Os originais e as cópias deverão ser encaminhados ao seguinte endereço:

Edições SM – Prêmio Barco a Vapor – Rua
Tenente Lycurgo Lopes da Cruz, 55 – Água
Branca – 05036-120 – São Paulo/SP.

O atendimento direto será efetuado no mesmo endereço de segunda a sexta-feira, no seguinte horário: das 9h às 12h e das 14h às 17h.

9. As inscrições ocorrerão de 10/10/2011 a 10/02/2012 (prazo prorrogado). No caso dos originais encaminhados por correio, será considerada a data de postagem.

10. O júri, formado por especialistas em literatura e escritores de reconhecido prestígio, será nomeado pela Fundação SM e mantido em segredo até a divulgação do ganhador.

11. A decisão do júri é irrevogável e será anunciada por ocasião da entrega do 8° Prêmio Barco a Vapor (segundo semestre de 2012), em data oportunamente divulgada por Edições SM.

12. Será outorgado apenas um prêmio, que consistirá na publicação do original na coleção Barco a Vapor, de Edições SM. O vencedor firmará um contrato de edição em comum acordo com a Editora.

13. No ato da assinatura do contrato de edição, o autor receberá R$ 30.000,00 (trinta mil reais) como adiantamento de direitos autorais.

14. A edição do original vencedor obedecerá aos critérios da coleção Barco a Vapor.

15. É facultado ao júri não outorgar o prêmio a nenhum dos candidatos inscritos. Todos os casos não previstos nas normas desta convocatória serão resolvidos diretamente pela Fundação SM.

16. Obras recomendadas pelo júri, ainda que não premiadas, podem eventualmente ser contratadas por Edições SM. Assim, durante o prazo de 3 (três) meses a contar da data de divulgação do vencedor, a Editora poderá entrar em contado com os autores dessas obras para adquirir os direitos de publicação.

17. Os originais e demais documentos entregues à Fundação SM não serão devolvidos.

18. A inscrição no Prêmio Barco a Vapor implica a aceitação expressa das normas aqui expostas.

Organização:
edicoessm@grupo-sm.com

*

Fonte: Edições SM

II Concurso Poesia na Biblioteca

Artigo 1º (Objecto)
No intuito de criar e consolidar hábitos de leitura e de escrita e de promover a poesia em língua portuguesa, foi instituído em 2011 o concurso “Poesia na Biblioteca” .

Artigo 2º (Natureza dos trabalhos)
O género literário elegível para efeito deste concurso é a poesia em língua portuguesa.

Curta e mantenha-se atualizado!

Artigo 3º (Condições de admissão)
Podem concorrer todos os cidadãos maiores de 15 anos.

Artigo 4º (Tema)
À semelhança da primeira, também esta segunda edição do Concurso “Poesia na Biblioteca”, é de tema livre.

Artigo 5º (Divulgação do concurso)
O anúncio do concurso será feito no sítio electrónico da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, na Biblioteca Municipal e eventualmente noutros locais.

Artigo 6º (Atribuição do Prémio)
Um dos prémios do Concurso “Poesia na Biblioteca” será a publicação de livro contendo os poemas das duas edições deste concurso realizadas até ao momento.

Artigo 7º (Admissibilidade dos trabalhos)
São admitidos a concurso trabalhos inéditos e não publicados, escritos em português e enviados por correio eletrónico (formulário disponível no seguinte endereço:http://www.cm-condeixa.pt ou entregues pessoalmente na Biblioteca Municipal de Condeixa (BMC) em envelope fechado, pelos próprios autores ou seus representantes, com o limite de um poema por participante.

Artigo 8º (Critério de admissão)
Todos os poemas terão de ser apresentados com um mínimo de 9 linhas e um máximo de 30 linhas, incluindo as linhas em branco. Deve salientar-se que o nome dos autores não poderá constar em qualquer parte do trabalho apresentado.
a) Os trabalhos entregues via correio electrónico terão de obedecer ao correcto preenchimento do formulário referente ao concurso;
b) os poemas entregues directamente na BMC, em envelope fechado, terão de ser redigidos em folha branca A4, ter boa apresentação gráfica e conter os elementos identificativos do autor (pseudónimo,
contacto telefónico e número de Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão).

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

Artigo 9º (Critérios de publicação)
a) Os trabalhos serão publicados com as seguintes condições:
b) Se não incluírem título será assumido como título o primeiro verso ou parte dele;
c) Se não estiverem assinados com pseudónimo serão assumidos como de autor anónimo;
d) Após serem recepcionados não serão alterados.

Artigo 10º (Critério de rigor)
Para garantir o rigor da apresentação de um poema por participante, e tal como referido no Artigo 8º, todos os trabalhos terão de ser acompanhados por um número de identificação legal do participante ( nº do B.I. ou de Cartão de Cidadão), que não será publicado, sendo que o participante se disponibilizará, se solicitado, a enviar uma cópia do respectivo documento.

Artigo 11º (Confidencialidade dos concorrentes)
Os concorrentes apresentam-se a concurso com o pseudónimo com o qual assinarão o poema. Para qualquer contacto será utilizado o número de telefone disponibilizado; no entanto, apenas será publicada a identificação do vencedor, após consentimento do mesmo.

Artigo 12º (Prazos)
O concurso rege-se pelos seguintes prazos:
a) Receção dos Poemas – 25 de Janeiro a 12 de Fevereiro de 2012;
b) Reunião do Júri do Concurso para avaliação dos poemas – 14 de Fevereiro;
c) Sessão de entrega dos prémios – 21 de Março;
d) Exposição de poemas na Biblioteca Municipal e em alguns locais da vila, e ainda, publicação dos poemas vencedores no site da Câmara – 22 de Março a 05 de Abril.

Acesse outros concursos

Artigo 13º (Direitos de autor)
Ao participarem neste concurso, os autores assumem que autorizam a publicação dos mesmos, quer durante o concurso, quer em publicações posteriores, eventualmente desenvolvidas pela Biblioteca Municipal de Condeixa.

Artigo 14º (Condicionamentos do concurso)
O concurso só se realizará após um número mínimo de 10 participantes e será limitado a um número máximo de 100 participantes.

Artigo 15º (Constituição do júri)
O júri do Concurso “Poesia na Biblioteca” tem os seguintes elementos na sua constituição:
– Bibliotecária da Câmara Municipal de Condeixa
– Historiador da Cultura e Poeta
– Professor de Português do Ensino Secundário

Artigo 16º (Ordenação dos poemas)
Durante o período de recepção, os poemas serão numerados por ordem de entrada, de acordo com a data registada na recepção dos mesmos.

Artigo 17º (Omissões)
Qualquer omissão a este regulamento será resolvida pela entidade promotora da atividade- Câmara Municipal

Artigo 18º (Entrada em vigor)
Este Regulamento entra em vigor imediatamente após a sua publicação.

*

Fonte: Câmara Municipal Condeixa

Premio Brasília de Literatura

REGULAMENTO

O Prêmio Brasília de Literatura 2012 será outorgado aos colocados em 1° e 2° lugares das categorias relacionadas a seguir, podendo concorrer apenas obras editadas e publicadas no Brasil, entre 1º de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2011.

I – Das Categorias Concorrentes
1. Melhor Livro de Biografia
2. Melhor Livro de Contos e Crônicas
3. Melhor Livro Infantil e Juvenil
4. Melhor Livro de Poesia
5. Melhor Livro de Romance
6. Reportagem

Curta e mantenha-se atualizado!

Descrição das categorias

1. Biografia

Textos, documentários ou analíticos, vistos sob a perspectiva biográfica.

2. Contos e Crônicas:

Conto: narrativa curta, geralmente ficcional;
Crônica: narrativa curta, baseada em assuntos do cotidiano ou de interesse geral, caracterizando-se pela transitoriedade dos temas abordados.

3. Infantil e Juvenil:

Infantil: Textos ficcionais ilustrados, que podem ou não mesclar elementos do “real” com o imaginado, destinados ao público infantil.

Juvenil: Textos ficcionais, que podem ou não mesclar elementos do “real” com o imaginado destinados ao público adolescente.

4. Poesia

Textos sintéticos com alto grau de poeticidade, caracterizando-se, fundamentalmente, por ritmo, sonoridade e outros recursos intrínsecos à criação literária que os diferenciem de textos em prosa.

5. Romance

Narrativas ficcionais, geralmente longas, que podem ou não mesclar elementos do “real”.

6. Reportagem

Textos, documentários ou obras analíticas, vistos sob a perspectiva jornalística.

Acesse outros concursos

II – Das Inscrições

1. Somente serão consideradas inscritas as obras que cumprirem todas as etapas do processo de inscrição e estiverem de acordo com o regulamento do Prêmio Brasília de Literatura 2012.

2. Poderão concorrer ao Prêmio Brasília de Literatura 2012 apenas obras editadas no Brasil, entre 1º de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2011.

3. Comprovação da data da publicação: a data da publicação deverá constar do colofão do livro. Caso o colofão não especifique a data, a editora deverá apresentar, juntamente com o livro, uma cópia da nota fiscal da gráfica como comprovante.

4. As obras poderão ser inscritas pela editora ou pelo autor, entre 12 de dezembro de 2011 a 15 de fevereiro de 2012.

4.1 As inscrições serão encerradas no dia 15 de fevereiro de 2012, às 18 horas.
4.2 Serão confirmadas as inscrições realizadas pela internet até esse prazo (4.1) se os livros e a ficha de inscrição forem entregues à Bienal Brasil do Livro e da Leitura em até cinco dias corridos após essa data-limite. Para inscrições realizadas de outra forma, será considerada a data de postagem pelos Correios, sendo concedidos os mesmos cinco dias corridos para a entrega do material necessário para sua efetivação.

As inscrições devem ser feitas conforme descrito a seguir:

Etapa 1:

Preenchimento completo da ficha de inscrição, preferencialmente pela internet, no site www.bienalbrasildolivro.com.br. Caso o interessado não disponha desse recurso, poderá solicitar a ficha de inscrição impressa à Bienal Brasil do Livro e da Leitura, pelo e-mail premiobrasiliadeliteratura@bienalbrasildolivro.com.br.

Etapa 2:

Remessa de cinco exemplares de cada título inscrito em cada categoria, juntamente com cópia da ficha de inscrição ao endereço abaixo:

1° Prêmio Brasília de Literatura
Bienal Brasil do Livro e da Leitura
SCRN 706/7 Bloco C Entrada 10 salas 103/104
Asa Norte, Brasília-DF, CEP 70740-640

5. Os livros enviados não serão devolvidos no final do concurso. Se necessário, poderão ser solicitados exemplares adicionais.

6. Cada obra poderá concorrer somente em uma categoria.
7. As obras coeditadas deverão ser inscritas por apenas um dos editores ou escritores.
8. Em caso de falsificação, além da desclassificação sumária, os responsáveis serão notificados judicialmente.

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

III – Da Composição do Júri e Do Sistema de Votação

1. O júri do Prêmio Brasília de Literatura será composto por profissionais especialistas, indicados pelo Conselho Consultivo da Bienal Brasil do Livro e da Leitura e escolhidos, por meio de sorteio, pela Comissão do Prêmio Brasília de Literatura, constituída pela coordenação da Bienal Brasil do Livro e da Leitura.

2. As obras inscritas serão analisadas por uma equipe de cinco jurados especialistas em cada categoria, que serão responsáveis por selecionar, em duas fases, os colocados em 1° e 2° lugares de cada uma das 6 (seis) categorias do Prêmio Brasília de Literatura 2012.

3. Para que o processo de seleção do júri de cada categoria seja totalmente transparente, a escolha dos jurados será realizada da seguinte forma:
3.1. Os especialistas indicados para serem jurados não poderão ter vínculo com a editora, com o autor ou com a obra inscrita, em qualquer categoria do prêmio.
3.2. Não participam da escolha dos jurados os membros da Comissão que sejam autores ou ainda que sejam ligados a editoras que tenham obras inscritas.
3.3. Os nomes dos jurados serão divulgados em ordem alfabética, somente após a conclusão das votações e o anúncio final dos premiados.
3.4. Na primeira fase, os jurados escolherão, dentre todos os concorrentes em cada categoria, os 10 livros que passarão para a segunda fase. Desse resultado consolidado da votação dos cinco jurados, serão extraídos os 6 (seis) livros que, na condição de finalistas, serão submetidos à nova avaliação pelo Corpo de Jurados.
3.5. Na segunda fase, os jurados avaliarão e atribuirão notas às 6 (seis) obras finalistas de cada categoria. A obra mais votada será escolhida como vencedora do Prêmio Brasília de Literatura 2012 em sua categoria, e a segunda mais votada consequentemente premiada como segunda colocada.
3.6. Em ambas as fases, cada jurado receberá Cédulas de Votação individuais com os Critérios de Avaliação para cada categoria.
3.7. Os jurados atribuirão uma nota fracionada de 5,0 a 10,0 para cada quesito proposto, sendo vedado abster-se de pontuar qualquer um deles.
3.8. Na Cédula de Votação de cada obra, as notas atribuídas pelo jurado aos quesitos deverão compor médias aritméticas que estabeleçam uma ordem classificatória decrescente entre os livros votados pelo jurado – do 1º ao 10º lugar, na primeira fase; e do 1° ao 5° lugar, na segunda fase. Não será permitido que duas ou mais obras votadas pelo mesmo jurado obtenham a mesma média final.
3.9. O não cumprimento do que está descrito nos itens 3.7 e 3.8 tornará o voto nulo e o jurado não receberá a remuneração aprovada pela Comissão.
3.10. Caso haja empate entre duas ou mais obras votadas pelo conjunto de jurados, tanto na primeira como na segunda fase, o critério de desempate será o de maior nota no primeiro quesito avaliado, e assim sucessivamente, uma vez que na Cédula de Votação os quesitos foram ordenados por grau de importância e relevância.
3.11. A Comissão do Prêmio Brasília de Literatura poderá, nos casos de impasse ou impossibilidade de desempate pelo critério de notas, solicitar nova rodada de avaliação dos julgadores, convocando-os para discutir e propor o desempate.
3.12. Nas duas fases, os jurados entregarão os votos em envelopes lacrados, à Bienal Brasil do Livro e da Leitura, aos cuidados da Comissão do Prêmio Brasília de Literatura.
3.13. A abertura dos envelopes e a apuração dos votos da primeira e segunda fases serão realizadas na sede da Bienal Brasil do Livro e da Leitura, em sessão pública, convocada pela Entidade, em datas e horários previamente divulgados, e abertas à imprensa e ao público.
3.14. Os resultados serão consignados em relatório consolidado, que discriminará a pontuação individual recebida pelos livros votados pelos 3 jurados e a ordem de classificação obtida no conjunto.

IV– Da Premiação

1. A obra escolhida em 1° lugar em cada categoria (de 1 a 6) receberá, além do troféu Prêmio Brasília de Literatura, um prêmio no valor bruto de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), sendo deduzidos os encargos legais. No caso de obras em coautoria, o prêmio em dinheiro será dividido.

2. A obra em 2° lugar em cada categoria (de 1 a 6) receberá, além do troféu Prêmio Brasília de Literatura, um prêmio no valor bruto de R$ 10.000,00 (dez mil reais), sendo deduzidos os encargos legais. No caso de obras em coautoria, o prêmio em dinheiro será dividido.

3. Além do prêmio em dinheiro, os vencedores residentes fora da cidade de Brasília, receberão uma passagem aérea de ida e volta, dentro do território nacional, e hospedagem individual por um dia, em Brasília, em hotel indicado pela Bienal Brasil do Livro e da Leitura, para seu comparecimento à cerimônia de entrega dos troféus. Os vencedores que não confirmarem sua presença até cinco dias antes da cerimônia não receberão essa ajuda de custo.

4. Nas categorias de 1 a 6, serão premiadas as obras de autores nacionais, ou radicados no Brasil, que foram publicadas no país em primeira edição e em língua portuguesa, aceitando-se, contudo, que a impressão tenha sido feita fora do país.

5. Quando a obra premiada for assinada por vários autores, o organizador mencionado no expediente da obra receberá o troféu, o valor em dinheiro e a ajuda de custo mencionada no item 3, como representante dos demais, exceto quando o responsável pela inscrição indicar outro beneficiário.

V – Das Disposições Finais

1. As atividades referentes à premiação ficarão a cargo da Comissão do Prêmio Brasília de Literatura 2012, constituída pela Bienal Brasil do Livro e da Leitura.

2. Os concorrentes que preencherem os requisitos deste Regulamento terão suas obras homologadas pela Comissão do Prêmio Brasília de Literatura 2012.

3. Para efeito deste concurso, é considerado livro a obra intelectual impressa e publicada.

4. A Inscrição, independentemente de qualquer outro documento, significa plena aceitação, pelo solicitante ou por quem o represente, dos termos deste Regulamento.

5. Ao inscrever obras de terceiros, o editor declara que o autor concorrente está ciente da inscrição e assume a responsabilidade, nos termos da lei, pela originalidade, autenticidade e autoralidade do material que, em qualquer categoria, dispute o prêmio, não respondendo a Bienal Brasil do Livro e da Leitura, a Comissão Organizadora e os jurados por reclamações de terceiros, a qualquer título e a qualquer tempo.

6. As decisões dos jurados são definitivas e irrecorríveis, não havendo reavaliação ou revisão das decisões proferidas, salvo em caso de impugnação fundamentada conforme o item 7 deste parágrafo e aceita pela Comissão do Prêmio.

7. Os eventuais pedidos de impugnação deverão ser encaminhados à Comissão do Prêmio Brasília de Literatura 2012 dentro do prazo de 30 dias após a divulgação dos resultados da fase que classificou a obra em questão. A impugnação deverá ser apresentada com as devidas justificativas e documentos que comprovem as irregularidades alegadas.

8. Os casos não previstos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão do Prêmio Brasília de Literatura. Se necessário, a coordenação da Bienal Brasil do Livro e da Leitura será consultada para deliberar em última instância.

9. Informações complementares poderão ser obtidas diretamente na Bienal Brasil do Livro e da Leitura, pelos sites www.bienalbrasildolivro.com.br, pelo e-mail premiobrasiliadeliteratura@bienalbrasildolivro.com.br.

* Fonte: Bienal Brasil do Livro e Literatura

Concurso Estância da Poesia Crioula

Durante a premiação dos concursos do 2º semestre de 2011, no Plenarinho da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul o Presidente da EPC, Cândido Brasil, anunciou o lançamento de dois novos concursos literários: 1º Concurso de Poesia Gauchesca Jayme Caetano Braun e 1º Concurso de Causo Gauchesco Apparicio Silva Rillo.

Abaixo seguem os regulamentos dos concursos:

Curta e mantenha-se atualizado!

I CONCURSO DE POESIA GAUCHESCA “JAYME CAETANO BRAUM”

A Estância da Poesia Crioula torna público que estão abertas as inscrições para o 1º Concurso de Poesia Gauchesca JAYME CAETANO BRAUM, em homenagem ao poeta JAYME CAETANO BRAUM, exímio Pajador e Sócio-Fundador desta entidade.

O seguinte regulamento normatiza o Concurso:

1) A partir desta data, até 15 de fevereiro de 2012 estão abertas as inscrições para o I Concurso de Poesia Gauchesca “Jayme Caetano Braum”.

2) O tema do Concurso é livre, porém, deverá abordar a história, lendas, tradições, usos ou costumes do Rio Grande do Sul.

3) Os trabalhos apresentados deverão ser inéditos, na forma de “décimas espinélas”, “oitavas” ou “sextilhas”, obedecendo métrica e rima, no estilo consagrado pelo grande poeta gaúcho.

4) O trabalho apresentado deverá conter o título e pseudônimo do autor. Em separado deve ser enviado os dados pessoais, com endereço, telefone e e-mail para contato.

5) Cada autor poderá concorrer com um trabalho em cada modalidade: “décima espinéla”, “oitava” ou “sextilha”

6) Os trabalhos deverão ser encaminhados, em três cópias, até o dia 15 de Fevereiro de 2012 para o seguinte e-mail: acandido@ghc.com.br ou endereço:

ESTÂNCIA DA POESIA CRIOULA – EPC Duque de Caxias, 1525, Conj. 49/D CEP: 90.010-283 – Porto Alegre – RS – BRASIL

7) Não será cobrado taxa de inscrição.

Acesse outros concursos

8) Os trabalhos serão julgados por comissão especializada, indicada pela instituição promotora do concurso.

9) PREMIAÇÃO: Os trabalhos selecionados do 1º ao 5º lugar receberão diploma.

Os trabalhos classificados em 1º, 2º e 3º lugares receberão Diploma e Troféu.

10) Os resultados serão proclamados e os prêmios conferidos em solenidade especial, em Porto Alegre, durante o mês de março de 2012, em local a ser definido.

Porto Alegre, 26 de novembro de 2011

_____________________________________

Cândido Brasil

Presidente E.P.C.

Siga @benfazeja mantenha-se atualizado!

I CONCURSO DE CAUSO GAUCHESCO “APARICIO SILVA RILLO”
A Estância da Poesia Crioula torna público que estão abertas as inscrições para o 1º Concurso de Causos Gauchescos APARICIO SILVA RILLO, em homenagem ao poeta APARICIO SILVA RILLO (1911-2002), exímio poeta e Sócio-Fundador desta entidade.

O seguinte regulamento normatiza o Concurso:

1) A partir desta data, até 15 de fevereiro de 2012 estão abertas as inscrições para o I Concurso de Causos Gauchescos “Aparício Silva Rillo”.

2) O tema do Concurso é livre, porém, deverá abordar a história, lendas, tradições, usos ou costumes do Rio Grande do Sul, sendo vedado o uso de termos chulos.

3) Os trabalhos apresentados deverão ser inéditos, na forma narrativa de causo gauchesco (galponeiro, campeiro, pulpeiro) no estilo consagrado pelo grande poeta gaúcho. OBS: Não confundir causo com conto.

4) O trabalho apresentado deverá conter o título e pseudônimo do autor. Em separado deve ser enviado os dados pessoais, com endereço, telefone e e-mail para contato.

5) Cada autor poderá concorrer com até dois trabalhos.

6) Os trabalhos deverão ser encaminhados, em três cópias, até o dia 15 de Fevereiro de 2012 para o seguinte e-mail: acandido@ghc.com.br ou endereço:

ESTÂNCIA DA POESIA CRIOULA – EPC

Rua Duque de Caxias, 1525, Conj. 49/D

CEP: 90.010-283 – Porto Alegre – RS – BRASIL

7) Não será cobrado taxa de inscrição.

8) Os trabalhos serão julgados por comissão especializada, indicada pela instituição promotora do concurso.

9) PREMIAÇÃO: Os trabalhos selecionados do 1º ao 5º lugar receberão diploma.

Os trabalhos classificados em 1º, 2º e 3º lugares receberão Diploma e Troféu.

10) Os resultados serão proclamados e os prêmios conferidos em solenidade especial, em Porto Alegre, durante o mês de março de 2012, em local a ser definido.

Porto Alegre, 26 de novembro de 2011.

_____________________________

Cândido Brasil

Presidente E.P.C.

Fonte:
Estância da Poesia Crioula

Concurso de Mini-Contos – 4ª Edição

O Instituto Superior Técnico e a Simetria convidam à participação na quarta edição do concurso de mini-contos, com o apoio da editora Saída de Emergência. Os trabalhos devem ser enviados para concursosliterariosISTTagus@gmail.com, até dia 20 de Fevereiro de 2012. A entrega dos prémios – duas colecções de livros da editora Saída de Emergência, uma para cada escalão a concurso – terá lugar em Abril de 2012.

Curta e mantenha-se atualizado!

Os trabalhos submetidos a concurso devem ser originais em português com um máximo de 150 palavras, de tema livre relacionado com a ficção científica e/ou fantástico.
No corpo do email enviado deverá constar:

Acesse outros concursos

a) A identificação do concorrente;
b) Pseudónimo do concorrente;
b) O email para o qual deve ser contactado;
c) O título do mini-conto;
d) O escalão a que concorre (Escalão 1 para menores que 18, Escalão 2 para maiores de 18).

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

O email enviado deverá conter um documento (rtf, doc ou docx) em anexo com:
a) o título do mini-conto;
b) o pseudónimo do concorrente:
c) o mini-conto.
Este documento deverá respeitar o seguinte formato: Arial, 11, justified.

Cada participante pode concorrer com um ou mais mini-contos.

Fonte: Facebook Evento

Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância

REGULAMENTO 2012

Cláusula Primeira – ÂMBITO

O Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância é uma iniciativa da Fundação Bissaya Barreto, iniciada em 2008 no âmbito das comemorações dos seus 50 anos, e realiza-se de dois em dois anos.

Cláusula Segunda – OBJETIVOS

O Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância tem como objetivos contribuir para a valorização e promoção da literatura de qualidade destinada à infância e valorização da dimensão estética do livro.

Curta e mantenha-se atualizado!

Acesse outros concursos

Cláusula Terceira – DESTINATÁRIOS

1. O Prémio distingue um livro que tenha sido publicado entre 1 de Janeiro de 2010 e 31 de Dezembro 2011.

2. Não se aceitam reedições de obras cuja 1.ª edição não se inclua no período referido no ponto anterior.

3. A este Prémio podem concorrer as entidades nacionais com atividade editorial e sede no território nacional, ou os próprios autores, portugueses ou residentes em Portugal.

Cláusula Quarta – PRÉMIO

O prémio, com um valor pecuniário total de 5.000,00€ (cinco mil euros) é atribuído aos autores da obra, em conjunto, destinando-se metade do seu valor a cada um (escritor e ilustrador).

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

Cláusula Quinta – CANDIDATURA

1. O prazo de candidatura decorre entre 2 de Janeiro e 24 de Fevereiro de 2012 (até às 17:00 horas).

2. A candidatura é formalizada através do envio, pelo correio, de 4 exemplares da obra a concurso, para:
Fundação Bissaya Barreto
Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância
A/c de Lúcia Santos
Quinta dos Plátanos, Bencanta
Apartado 7049
3046-901 Coimbra

3. A candidatura pode ser entregue em mão, no mesmo período e local, nos dias úteis, das 9:00 às 13:00 horas e das 14:00 às 17:00 horas, em envelope fechado e com indicação do concurso em referência.

4. Os exemplares das obras não serão devolvidos.

Cláusula Sexta – JÚRI

O júri é constituído por três elementos: a escritora Isabel Alçada, o professor de literatura para a infância Rui Veloso, e por Lúcia Santos, representante da Fundação Bissaya Barreto.

Cláusula Sétima – AVALIAÇÃO DAS CANDIDATURAS E ENTREGA DO PRÉMIO

1. O júri poderá deliberar a não atribuição do Prémio se as obras a concurso não tiverem a qualidade exigida.

2. Das decisões do júri não haverá recurso.

3. A Fundação Bissaya Barreto divulgará a obra vencedora no dia 26 de março de 2012 através do seu site www.fbb.pt.

4. Apenas a editora e autores da obra premiada serão individual e expressamente notificados da decisão.

5. A entrega do Prémio será feita em cerimónia pública no dia 2 de abril de 2012, em local a divulgar oportunamente.

Cláusula Oitava – DISPOSIÇÕES FINAIS

1. A Fundação Bissaya Barreto autorizará a editora da obra vencedora a divulgar, no próprio livro, a atribuição do Prémio utilizando para tal o logótipo da Fundação Bissaya Barreto e a menção “Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância 2012”.

2. Os casos omissos e dúvidas de interpretação deste regulamento serão estudados e resolvidos pela entidade instituidora do Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância e pelo júri.
Este regulamento está disponível no site da Fundação Bissaya Barreto: www.fbb.pt

Fonte: Fundação

Concurso Nacional De Poesias 2012 * encerrado

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cultura e Turismo e do Conselho Municipal de Política Cultural, com a finalidade de estimular a produção poética local e o intercâmbio com escritores brasileiros, institui o edital que regulamenta o Concurso Nacional de Poesias para o ano de 2012, que nesta edição homenageia o poeta ponta-grossense ADILSON REIS DOS SANTOS, atendendo às políticas culturais do Município aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura.

Curta e mantenha-se atualizado!

REGULAMENTO

1- Poderão participar escritores maiores de 18 anos.
2- O tema será livre e deverá ser produzido em língua portuguesa.
3- Cada pessoa interessada poderá inscrever até 3 (três) poemas inéditos (entende-se por inédito o poema nunca premiado em outros concursos, nem publicados em livros até a data do encerramento das inscrições deste concurso).
4- O candidato residente em Ponta Grossa poderá inscrever-se nos concursos Local e Nacional devendo, para isso, enviar trabalhos diferentes para cada concurso, em envelopes separados (nos envelopes deverão constar a categoria de cada inscrição).
5- Os vencedores da edição 2011, no concurso LOCAL, só poderão participar da edição 2012, no concurso NACIONAL.

Acesse outros concursos

PREMIAÇÃO

6- Serão conferidos 06 (seis) prêmios de R$ 1.000,00 (mil reais) cada um.
7- Do conjunto de 06 (seis) prêmios, 03 (três) serão concedidos para escritores residentes, na cidade de Ponta Grossa.
8- Poderão ser conferidas Menções Honrosas, por iniciativa da comissão julgadora.

INSCRIÇÕES

9- As inscrições estarão abertas de 1º a 29 de fevereiro de 2012, enviadas exclusivamente via Correios.
10- Os interessados deverão encaminhar os poemas em envelope (tamanho folha A4) , com AR , sem identificação pessoal no verso (a identificação virá apenas no recibo AR) para o endereço:
CONCURSO MUNICIPAL DE POESIAS ADILSON REIS DOS SANTOS – EDIÇÃO 2012
CONCURSO LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO
RUA JULIA WANDERLEY, 936, CENTRO, CEP 84010-170
PONTA GROSSA – PR.
11- Os poemas inscritos deverão ser encaminhados obedecendo aos seguintes critérios: 04 (quatro) vias digitadas em apenas uma face de papel tamanho A4; ESPAÇAMENTO 1,5 entre as linhas; FONTE: Times New Roman ou Arial, TAMANHO: 12; MARGEM superior: 3 cm, inferior: 2 cm, esquerda: 3 cm e direita: 2 cm: constando apenas o título no início de cada lauda, com a numeração das mesmas, SEM PSEUDÔNIMO, não ultrapassando 02 (duas) laudas.
Parágrafo único: Os trabalhos inscritos deverão ser encaminhados digitalizados em CD, no mesmo envelope, obedecendo todos os critérios do item 11 deste regulamento listando os títulos na capa e no CD, salvos na versão word 97, corrigido gramaticalmente, em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico.
12- Em envelope menor, lacrado, anexar as seguintes informações:
Na parte externa do envelope
– nominação do concurso
– título(s) inscrito(s)
– concurso LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
No interior do envelope
– nome e endereço completos
– telefones e endereço eletrônico para contato
– fotocópia de comprovante de residência em nome do inscrito
– fotocópia da cédula de identidade e CPF
– breve biografia pessoal de até 10 linhas
(os documentos acima serão necessários para o processo de pagamento dos prêmios)

JULGAMENTO

13- Os poemas serão julgados por uma comissão de alto nível literário, indicada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Conselho Municipal de Política Cultural, cuja decisão será soberana, à qual não cabem recursos sobre o resultado do concurso.
14- Os vencedores serão conhecidos no segundo semestre de 2012.

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

PUBLICAÇÃO

13- Os poemas premiados e as menções honrosas , serão publicados em antologia, numa edição especial dos concursos de Poesias, Contos e Crônicas de 2012, com 1.500 (mil e quinhentos) exemplares, editada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, no 2º semestre de 2012, cabendo aos participantes as seguintes cotas, a título de direitos autorais desta edição:
-30 (trinta) unidades para os seis primeiros colocados
-15 (quinze) unidades para as menções honrosas
14 – O restante dos 1.500 exemplares, será distribuído gratuitamente em bibliotecas, escolas, instituições e críticos literários.
15 – A antologia dos concursos de Contos, Poesias e Crônicas poderá também ser publicada em versão digital e disponibilizada para leitura e “download” via internet.

DISPOSIÇÕES FINAIS

16 – As inscrições fora das normas do concurso não serão aceitas.
17 – Não poderão participar do concurso funcionários da Secretaria Municipal de
Cultura e Turismo e integrantes dos Conselhos Municipais de Política Cultural, Patrimônio Cultural e Turismo de Ponta Grossa.
18 – O(s) poema(s) e os demais documentos entregues na inscrição não serão devolvidos após o concurso.
19- É de responsabilidade exclusiva do concorrente a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais sobre a obra inscrita.
20- Este edital atende ao disposto na Lei Federal nº 9.610 de 12/02/1998 sobre os direitos autorais.
21- A Comissão Julgadora tem o direito de não premiar nenhuma das obras concorrentes caso julgue que as mesmas não tenham qualidade suficiente que justifique a premiação e a publicação.
22- Os autores das obras selecionadas automaticamente autorizam a publicação das mesmas nas edições, física e digital, da antologia do concurso.
23- Os premiados concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem para a divulgação do concurso, sem qualquer ônus para os realizadores.
24- Os participantes declaram estar cientes e de acordo com este regulamento.
25- Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Secretaria
Municipal de Cultura e Turismo.

Elizabeth Silveira Schmidt
Secretária Municipal de Cultura

Fonte: Secretária Municipal de Cultura

Concurso Nacional De Literatura Infantojuvenil “Maria De Lourdes Osternack Pedroso” – 2012

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cultura e Turismo e do Conselho Municipal de Política Cultural, com a finalidade de estimular a produção literária local, e o intercâmbio com escritores brasileiros, institui o edital que regulamenta o Concurso Nacional de Literatura infantojuvenil para o ano de 2012, que nesta edição homenageia a escritora MARIA DE LOURDES OSTERNACK PEDROSO, atendendo as políticas culturais do Município aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura.

Curta e mantenha-se atualizado!

REGULAMENTO

1- Poderão participar escritores maiores de 18 anos.
2- O tema é livre e deverá ser produzido em língua portuguesa.
3- Cada interessado poderá enviar 01 (uma) história inédita para cada categoria (nacional e local) Entende-se por inédita a história infanto-juvenil nunca premiada em concursos anteriores e não publicada em livro até a data do encerramento das inscrições deste concurso.
4- O candidato residente em Ponta Grossa poderá inscrever-se nos concursos Nacional e Local devendo, para isso, enviar trabalhos diferentes para cada concurso, em envelopes separados.
5- Os vencedores da edição 2011 no concurso LOCAL, só poderão participar da edição 2012, no concurso NACIONAL.

Acesse outros concursos

6- Os interessados poderão concorrer em três categorias:
· CATEGORIA 1 (para leitores iniciantes de 05 a 07 anos) com textos sobre LENDAS FANTÁSTICAS cujos assuntos e personagens girem em torno do universo imaginário, nas seguintes características:
A) Não poderão ultrapassar 04 (quatro) laudas;
B) A estrutura narrativa deverá ser simples (começo, meio e fim);
C) A linguagem deverá ser acessível e de fácil compreensão, com frases curtas e claras;
D) A obra, uma vez publicada, terá mais ilustrações e menos textos.

· CATEGORIA 2 (para leitores em processo de 08 a 10 anos) com textos sobre LENDAS LÚDICAS cujos assuntos e personagens girem em torno de brincadeiras e situações engraçadas, apresentado de forma a estimular o envolvimento do leitor, nas seguintes características:
A) Não poderão ultrapassar 06 (seis) laudas;
B) A Estrutura narrativa deverá ter frases médias, contemplando temas sobre aventuras;
C) A obra, uma vez publicada, terá ilustrações criativas, visando o imaginário do enredo.

· CATEGORIA 3 (para leitores fluentes e críticos de 11 a 13 anos) com textos sobre LENDAS DE EFEITO cujos assuntos e personagens girem em torno de situações de confronto e dificuldades, exercitando a participação do leitor na compreensão da mitologia e da simbologia, nas seguintes características:
A)Não poderão ultrapassar 10 (dez) laudas;
B) A estrutura narrativa deverá ser mais delineada, com frases mais longas, criando expectativa sobre as personagens e o enredo;
C) Suscitar interesse no leitor pela história;
D) A obra, uma vez publicada, terá ilustrações mais esboçadas do que finalizadas.
7- Os concorrentes não deverão enviar ilustração(ões) da(s) história(s). Uma vez selecionadas as obras vencedoras, serão convidados ilustradores que, em conjunto com os autores, definirão detalhes visuais de cada obra;

PREMIAÇÃO

8- Cada categoria terá 02 (dois) prêmios no valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) cada um.
9- Um dos prêmios de cada categoria será conferido para escritores natos ou residentes na cidade de Ponta Grossa

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

INSCRIÇÕES

10- As inscrições estarão abertas de 1º a 29 de fevereiro de 2012, enviadas exclusivamente via Correios.
11- O interessado deverá encaminhar as histórias em envelope (tamanho folha A4), com AR, sem identificação pessoal no verso (a identificação virá apenas no recibo AR) para o endereço:
CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA INFANTOJUVENIL “MARIA DE LOURDES OSTERNACK PEDROSO” – EDIÇÃO 2012
CONCURSO LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO
RUA JULIA WANDERLEY, 936, CENTRO, CEP 84010-170
PONTA GROSSA, PR.
12- As histórias inscritas deverão ser encaminhadas obedecendo aos seguintes critérios: 04 (quatro) vias digitadas em apenas uma face de papel tamanho A4, ESPAÇAMENTO: 1,5 entre as linhas; FONTE: Times New Roman ou Arial, TAMANHO: 12; MARGEM superior: 3 cm, inferior: 2 cm, esquerda: 3 cm e direita: 2 cm; constando apenas o título no início de cada lauda, com a numeração das mesmas, SEM PSEUDÔNIMO, devidamente grampeadas.
Parágrafo único: Os trabalhos inscritos deverão ser encaminhados digitalizados em CD, no mesmo envelope, obedecendo todos os critérios do item 11 deste regulamento listando os títulos na capa e no CD, salvos na versão word 97, corrigido gramaticalmente, em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico.

13- Em envelope menor, lacrado, dentro do envelope maior, anexar as seguintes informações:
Na Parte Externa:
a. nominação do concurso na parte externa e categoria da inscrição
b. título(s) inscrito(s)
c. CONCURSO LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
No Interior:
d. nome e endereço completos
e. telefones e endereço eletrônico para contato
f. fotocópia de comprovante de residência em nome do inscrito
g. fotocópia da cédula de identidade e CPF
h. breve biografia pessoal de até 10 linhas
(os documentos acima serão necessários para o processo de pagamento dos prêmios)

Parágrafo único: Os trabalhos inscritos deverão ser digitalizados em CD, nominado por concurso, obedecendo todos os critérios do item 11 deste regulamento listando os títulos na capa, salvos na versão word 97/00, corrigido gramaticalmente, em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico.
JULGAMENTO

14- As histórias serão julgadas por uma comissão de alto nível literário, indicada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Conselho Municipal de Política Cultural, cuja decisão será soberana, à qual não cabem recursos sobre o resultado do concurso.
15- Os vencedores serão conhecidos no segundo semestre de 2012.

PUBLICAÇÃO

16- As histórias premiadas serão publicadas em uma edição de 1.000 (mil) exemplares, cada uma, pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo no 2º semestre de 2012, cabendo aos autores uma cota de 100 (cem) exemplares, a título de direitos autorais:
17- Os 900 (novecentos) exemplares restantes de cada história publicada serão distribuídos gratuitamente em bibliotecas, escolas, instituições e para críticos literários.
18- As histórias premiadas poderão também ser publicadas em versão digital e disponibilizadas para leitura via internet, desde que autorizadas pelos autores.

DISPOSIÇÕES FINAIS

19- As inscrições fora das normas do concurso não serão aceitas.
20- Não poderão participar do concurso funcionários da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e integrantes dos Conselhos Municipais de Política Cultural, Patrimônio Cultural e Turismo de Ponta Grossa.
21- As cópias da(s) histórias(s) e os demais documentos entregues na inscrição não serão devolvidos após o concurso.
22- A Comissão Julgadora tem o direito de não premiar as obras concorrentes, caso julgue que as mesmas não tenham qualidade suficiente que justifique a premiação e a publicação.
23- É de responsabilidade exclusiva do concorrente a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais sobre a obra inscrita.
24- Este edital atende ao disposto na Lei Federal nº 9.610 de 12/02/1998 sobre direitos autorais.
25- Os autores das obras selecionadas automaticamente autorizam a publicação das mesmas, nas versões físicas e digitais, dentro das regras do concurso.
26- Os premiados concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem para a divulgação do concurso, sem qualquer ônus para os realizadores.
27- Os participantes declaram estarem cientes e de acordo com este regulamento.
28- Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Elizabeth Silveira Schmidt
Secretária Municipal de Cultura e Turismo

Fonte: Secretária Municipal de Cultura e Turismo

Concurso Nacional De Crônicas “Altair Bail” – 2012

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cultura e Turismo e do Conselho Municipal de Política Cultural, com a finalidade de estimular a produção literária local, e o intercâmbio com escritores brasileiros institui o edital que regulamenta o Concurso Municipal de Crônicas para o ano de 2012, que nesta edição homenageia o escritor ponta-grossense ALTAIR BAIL atendendo às políticas culturais do Município aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura

Curta e mantenha-se atualizado!

REGULAMENTO

1- Poderão participar escritores maiores de 18 anos.
2- O tema será livre e deverá ser produzido em língua portuguesa.
3- Cada interessado poderá enviar até 3 (três) crônicas inéditas
4- Entende-se por CRÔNICA o texto literário que aborda assunto atualizado com opinião (comentário pessoal) do autor e normalmente não é fictício. Não é uma contação de história, mas um texto com requinte jornalístico. (segundo o cronista Vieira Filho Flávio Madalosso Vieira). Entende-se por inédita a crônica nunca premiada em concursos anteriores e não publicada em livros, revistas, jornais ou outra forma de publicação impressa, até a data do encerramento das inscrições deste concurso.
5- O candidato residente em Ponta Grossa poderá inscrever-se nos concursos Local e Nacional devendo, para isso, enviar trabalhos diferentes para cada categoria, em envelopes separados (nos envelopes deverão constar a categoria de cada inscrição).
6- Os vencedores da edição 2011, no concurso LOCAL, só poderão participar da edição 2012, no concurso NACIONAL.

Acesse outros concursos

PREMIAÇÃO

7- Serão conferidos 06 (seis) prêmios de R$ 1.000,00 (mil reais) cada um.
8- Do conjunto de 06 (seis) prêmios, 03 (três) serão concedidos para escritores residentes na cidade de Ponta Grossa.
9- Poderão ser conferidas Menções Honrosas, por iniciativa da comissão julgadora.

INSCRIÇÕES

10- As inscrições estarão abertas de 1º a 29 de fevereiro de 2012, enviadas exclusivamente via Correios.
11- O interessado deverá encaminhar as crônicas em envelope (tamanho folha A4) , com AR , sem identificação pessoal no verso (a identificação virá apenas no recibo AR) para o endereço:
CONCURSO NACIONAL DE CRÔNICAS “ALTAIR BAIL” – EDIÇÃO 2012
CONCURSO LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO
RUA JULIA WANDERLEY, 936, CENTRO, CEP 84010-170
PONTA GROSSA, PR.
12- As crônicas inscritas deverão ser encaminhadas obedecendo aos seguintes critérios: 04 (quatro) vias digitadas em apenas uma face de papel tamanho A4; ESPAÇAMENTO 1,5 entre as linhas; FONTE: Times New Roman ou Arial, TAMANHO: 12; MARGEM superior: 3 cm, inferior: 2 cm, esquerda: 3 cm e direita: 2 cm; constando apenas o título no início de cada lauda, com a numeração das mesmas, SEM PSEUDÔNIMO, não ultrapassando 02 (duas) laudas.
Parágrafo único: Os trabalhos inscritos deverão ser encaminhados digitalizados em CD, no mesmo envelope, obedecendo todos os critérios do item 12 deste regulamento listando os títulos na capa e no CD, salvos na versão word 97, corrigido gramaticalmente, em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico.

13- Em envelope menor, lacrado, dentro do envelope maior, anexar as seguintes informações:
Na parte externa do envelope
a. nominação do concurso
b. título(s) inscrito(s)
c. CONCURSO LOCAL (para residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
No interior do envelope
d. nome e endereço completos
e. telefones e endereço eletrônico para contato
f. fotocópia de comprovante de residência em nome do inscrito
g. fotocópia da cédula de identidade e CPF
h. breve biografia pessoal de até 10 linhas
(os documentos acima serão necessários para o processo de pagamento dos prêmios)
JULGAMENTO

14- As crônicas serão julgados por uma comissão de alto nível literário, indicada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Conselho Municipal de Política Cultural, cuja decisão será soberana, à qual não cabem recursos sobre o resultado do concurso.
15- Os vencedores serão conhecidos no segundo semestre de 2012.

Siga @benfazeja
mantenha-se atualizado!

PUBLICAÇÃO

16- As crônicas premiados e as menções honrosas , serão publicadas em antologia, numa edição especial dos concursos de Crônicas, Poesias e Contos de 2012, com 1.500 (mil e quinhentos) exemplares, editada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo no 2º semestre de 2011, cabendo aos participantes as seguintes cotas, a título de direitos autorais desta edição:
– 30 (trinta) unidades para os seis primeiros colocados
– 15 (quinze) unidades para as menções honrosas
17- O restante dos 1.500 exemplares, será distribuído gratuitamente em bibliotecas, escolas, instituições e críticos literários.
18 -A antologia dos concursos de Contos, Poesias e Crônicas poderá também ser publicada em versão digital e disponibilizada para leitura e “download” via internet.

DISPOSIÇÕES FINAIS

18- As inscrições fora das normas do concurso não serão aceitas.
19-Não poderão participar do concurso funcionários da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e integrantes dos Conselhos Municipais de Política Cultural, Patrimônio Cultural e Turismo.
20- A(s) crônica(s) e os demais documentos entregues na inscrição não serão devolvidos após o concurso.
21- A Comissão Julgadora tem o direito de não premiar nenhuma das obras concorrentes caso julgue que as mesmas não tenham qualidade suficiente que justifique a premiação e a publicação.
22- – É de responsabilidade exclusiva do concorrente a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais sobre a obra inscrita.
23- Este edital atende ao disposto na Lei Federal nº 9.610 de 12/02/1998 sobre direitos autorais.
24– Os autores das obras selecionadas automaticamente autorizam a publicação das mesmas nas edições, física e digital, da antologia do concurso.
25- Os premiados concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem para a divulgação do concurso, sem qualquer ônus para os realizadores.
26- Os participantes declaram estar cientes e de acordo com este regulamento.
27- Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Elizabeth Silveira Schmidt
Secretária Municipal de Cultura e Turismo

Fonte: Secretária Municipal de Cultura e Turismo

BACK