Prémio Literário Horácio Bento Gouveia

NOTA: Informa-se que em reunião de Câmara de 27 de Maio de 2011, foi decidido por unanimidade, alargar o período da candidatura ao “Prémio Literário Horácio Bento de Gouveia – Edição 2011” até dia 01 de Julho do ano em curso. Para mais informações consulte o regulamento, disponível nesta página.

O Prémio Literário em epígrafe existe à já alguns anos neste Município traduzindo-se pela atribuição de um prémio de valor pecuniário ao vencedor que se apresente a concurso com um texto inédito, sob a forma de conto.

O texto de regulamento base existente tem já vários anos, e é sujeito a aprovação camarária todos os anos. O único elemento do regulamento que muda é a indicação do ano a que se refere o regulamento, mantendo-se tudo o resto como nos primórdios.

O regulamento em causa não obedece a uma adequada sistémica, designadamente pela ausência de um preâmbulo, onde se faça referência à base legal que o sustenta, obrigatório, e não elenca as normas em articulados.

Por tudo afigurou-se necessário proceder a uma actualização do regulamento existente, o que ora se concretiza.



Capítulo I
Objecto e âmbito
Artigo 1º

1 – O Prémio Literário Horácio Bento Gouveia visa incentivar a produção literária, inédita, de cidadãos singulares nacionais, contribuindo, assim, para o enriquecimento do património linguístico nacional.

2 – A modalidade escrita é a prosa sob a forma de conto, redigida no idioma português, versando sobre qualquer temática à escolha do autor, mas cuja história se desenrole em São Vicente, ou que com esta comunidade se relacione directa ou indirectamente.

Capítulo II
Dos Prémios

Artigo 2º

A Premiação dos contos inéditos comporta as seguintes modalidades:
1 – Prémio pecuniário único, a perceber pelo autor do conto vencedor da edição, é de dois mil e quinhentos euros, caso a Câmara não aprove outro valor;
2 – Prémio não pecuniário a título de “Menção honrosa” para os autores dos contos, pelo júri achados merecedores, até um limite de 2 por cada edição.
3 – De ambos os prémios, pecuniários e não pecuniários, serão lavrados diplomas a serem entregues na cerimónia respectiva, revestindo-se de Sessão Pública, que ocorrerá durante as Festas do Município de São Vicente em Agosto de cada ano.

Capítulo III
Das Candidaturas

Artigo 3º
Prazo de Recepção dos Contos Inéditos

A recepção de candidaturas, nos serviços municipais (Divisão Administrativa da Câmara Municipal de São Vicente, Vila, 9240-225 – São Vicente, Madeira), deverá acontecer até ao dia 01 de Junho de cada ano.

Artigo 4º
Admissão de Candidaturas

A admissão far-se-á da seguinte forma:

1 – Os contos inéditos concorrentes deverão ser presentes em triplicado, com um mínimo de 20 páginas, uma por cada folha, e um máximo de 23, espaçamento entre linhas de 1,5, e margens de 3 cm, à esquerda, à direita, no cabeçalho e no rodapé, em estilo times new roman, tamanho 14.

2 – Os autores dos contos devem numerar e rubricar todas as folhas, na página impressa, no canto superior direito com o pseudónimo que escolheram.

3 – Os contos não se podem apresentar em folhas soltas.

4 – Os contos devem ser encerrados num envelope, que conterá para além do conto em triplicado, igualmente nele será introduzido um sobrescrito fechado e lacrado, em 3 pontos diferentes. O envelope ostentará, no exterior, como remetente a designação “Concorrente ao prémio Literário Horácio Bento Gouveia edição x (colocar o ano da edição em causa)”.

5 – O sobrescrito, conterá no seu interior, a identificação do autor do conto, 1 declaração sob compromisso de honra transmitindo a título gracioso os direitos autorais ao Município de São Vicente, caducando decorridos 5 anos sem que hajam sido utilizados pelo município para publicação, bem assim como declaração, separada ou não, conforme preferir o autor, da condição de conto inédito, e não concorrente a outros prémios no ano da edição em causa, e de não possuir prémio do presente concurso em edições anteriores, e ainda de não estar abrangido pelas disposições do artigo 14º, fotocópia do bilhete de identidade válido e em vigor, e no exterior deste apenas o Pseudónimo do autor.

6 – O incumprimento de qualquer destas disposições implica a sua não admissão a concurso, sem possibilidade de recurso.-

7 – As falsas declarações terão implicações penais nos termos da lei em vigor.

Capítulo IV
Do Júri

Artigo 5º
Nomeação

O Júri do concurso é nomeado pela Câmara Municipal de acordo com o estipulado no artigo 6º.

Artigo 6°
Composição

O júri será composto por 3 membros a indicar da seguinte forma:
1 – Um membro a indicar pela Associação de Escritores da Madeira;
2 – Um membro a indicar pela conferência de líderes da Assembleia Municipal;
3 – Um membro a indicar pela Câmara Municipal.

Artigo 7º
Idoneidade e Prestigio do Júri

Não poderão fazer parte do júri cidadãos com penas transitadas em julgado pela prática de qualquer crime, ou que mantenham processo litigioso, público ou judicial, com o Município de São Vicente, agentes e funcionários.

Artigo 8º
Deliberações e tarefas do Júri

1 – As deliberações do júri são tomadas à pluralidade de votos, não podendo este funcionar sem quórum constitutivo, e podem ser por maioria, unanimidade ou aclamação, e das mesmas não cabe recurso.

2 – Caso os contos admitidos a concurso não tenham a qualidade mínima para o efeito o júri pode não atribuir nenhum prémio ou atribuir só um deles.

3 – O Júri dará conhecimento da sua deliberação, à Câmara Municipal impreterivelmente, até ao dia 1 de Agosto do ano da respectiva edição.

4 – Recepcionados os trabalhos pelo Júri, cada um deverá rubricar e datar os originais
examinados (todas as folhas), e apor no final, de cada conto, breve nota fundamentando
a sua decisão, atendendo especialmente:
a) à criatividade utilizada pelo autor;
b) ortografia;
c) gramática atendendo porém à liberdade poética;
d) ligação ao município de São Vicente.
e) ineditismo do conto
f) outro aspecto que considere relevante.

Capítulo V
Dos Trabalhos enviados pelos autores

Artigo 9º
1 – Recebidos os trabalhos nos termos do artigo 3º, a Divisão Administrativa, regista a entrada dos mesmos, verifica a regularidade e cumprimento do presente regulamento, e informa os candidatos da admissão, ou não, dos contos enviados.

2 – Os contos em triplicado são posteriormente remetidos ao Júri do concurso, contra protocolo de recepção a visar pelos membros do júri.

3 – Os sobrescritos contendo a identificação dos autores, são guardados à responsabilidade da respectiva Chefia da Divisão Administrativa.

4 – Estes serão abertos, pelo Presidente da Câmara Municipal, na reunião em que a acta do júri será homologada para efeitos de publicação em edital do resultado do concurso.

5 – Na acta da Câmara Municipal constará a identificação do autor do conto premiado, bem como do pseudónimo por este utilizado no concurso.

6 – O edital público informativo da reunião de Câmara Municipal conterá o anúncio público do vencedor do concurso, bem assim como a data da entrega do prémio respectivo.

Artigo 10º
Edital Público

A Câmara Municipal anunciará nos termos do nº 6 do artigo anterior o vencedor do concurso e os autores com menções honrosas, caso sejam atribuídas pelo júri, em edital a afixar, impreterivelmente, até ao dia 10 de Agosto do ano da edição em causa.

Capitulo VI
Disposições Gerais

Artigo 11º

Os trabalhos originais não serão devolvidos, mesmo após decorridos 5 anos sem que sejam objecto de publicação por parte do Município de São Vicente.

Artigo 12º
Aceitação das regras do concurso

Com a recepção dos trabalhos as partes ficam vinculadas às regras constantes, no presente regulamento.

Artigo 13º
Remuneração do Júri

Os membros do júri têm direito a uma importância pecuniária de igual montante ao percebido por um deputado municipal de São Vicente, equivalente à presença em duas reuniões, caso a Câmara Municipal assim o delibere casuisticamente, em cada edição.

Artigo 14º
Impedimentos

Estão impedidos de concorrer:

a) os membros do júri, bem assim como familiares até ao 3º grau;
b) os membros dos órgãos executivo e deliberativo do município de São Vicente, e familiares até ao 3º grau;
c) os funcionários da Câmara Municipal, e familiares até ao 3º grau;
d) os premiados em anteriores edições do prémio, e familiares até ao 3º grau.

Artigo 15º
Casos Omissos

Os casos omissos e lacunas são resolvidas pelo Júri se ocorrerem antes do envio à Câmara Municipal para homologação, ou se após pela própria Câmara Municipal.

Artigo 16º
(Entrada em Vigor)

As regras aqui contidas serão observadas, após a publicação em Edital da presente postura municipal, com efeitos imediatos e publicada posteriormente em Boletim Municipal,

Fonte: C M São Vicente
Regulamento

Instruções Originais para IEL

Acesse outros concursos

Instruções Gerais para Encaminhamento de Originais 

A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Instituto Estadual do Livro, abre prazo para a apresentação de obras inéditas nas categorias poesia, conto e narrativa longa (romance ou novela), escritas por autores novos (sem livro publicado ou com até 1 livro com ISBN), nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul.

As obras selecionadas integrarão as Coleções IEL para o ano de 2011.

Inscrições

As inscrições ocorrerão de 4 de maio a 4 de julho de 2011, com previsão de publicação para outubro de 2011.

Os trabalhos deverão ser entregues ou enviados para a sede do Instituto Estadual do Livro, na Rua André Puente, 318, Porto Alegre – RS, CEP 90035-150.

Apresentação dos trabalhos
O original deverá ser apresentado em 1 (uma) via impressa, em formato A4, digitada em espaço 2 (dois), preferencialmente em Times New Roman, em corpo 12. A identificação do autor, seu endereço completo e um breve currículo deverão ser encaminhados em documento à parte.

Avaliação
Os originais serão avaliados pelo Conselho Editorial do IEL, assessorado pelo corpo técnico da instituição, não cabendo recurso das decisões.

Outras disposições
Os casos não previstos por este regulamento serão resolvidos pelo Conselho Editorial do IEL.

A inscrição de uma obra implicará, por parte do autor, a aceitação dos termos do presente regulamento, bem como a cessão dos direitos autorais para publicação.

Não serão aceitas inscrições via internet.

Não há previsão de ilustrações para as obras.

Finda a seleção, os originais estarão à disposição dos autores por 6 (seis) meses; após esse período, serão descartados.

INSTRUÇÕES PARA POESIA, CONTO E NARRATIVA LONGA – AUTORES COM LIVROS PUBLICADOS (mais de um ISBN)

Instruções Gerais para Encaminhamento de Originais

A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Instituto Estadual do Livro, abre prazo para a apresentação de obras inéditas nas categorias poesia, conto e narrativa longa (novela ou romance), escritas por autores com livros publicados (mais de um ISBN), nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul.

As obras selecionadas integrarão as Coleções IEL para o ano de 2011.

Inscrições

As inscrições ocorrerão de 4 de maio a 4 de julho de 2011, com previsão de publicação para dezembro de 2011.

Os trabalhos deverão ser entregues ou enviados para a sede do Instituto Estadual do Livro, na Rua André Puente, 318, Porto Alegre – RS, CEP 90035-150.

Apresentação dos trabalhos
O original deverá ser apresentado em 1 (uma) via impressa, em formato A4, digitada em espaço 2 (dois), preferencialmente em Times New Roman, em corpo 12. A identificação do autor, seu endereço completo e um breve currículo deverão ser encaminhados em documento à parte.

Avaliação
Os originais serão avaliados pelo Conselho Editorial do IEL, assessorado pelo corpo técnico da instituição, não cabendo recurso das decisões.

Outras disposições
Os casos não previstos por este regulamento serão resolvidos pelo Conselho Editorial do IEL.

A inscrição de uma obra implicará, por parte do autor, a aceitação dos termos do presente regulamento, bem como a cessão dos direitos autorais para publicação.

Não serão aceitas inscrições via internet.

Não há previsão de ilustrações para as obras.

Finda a seleção, os originais estarão à disposição dos autores por 6 (seis) meses; após esse período, serão descartados.

INSTRUÇÕES PARA COLETÂNEA DE ENSAIOS SOBRE AUTORES GAÚCHOS

Instruções Gerais para Encaminhamento de Originais
A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Instituto Estadual do Livro, abre prazo para a apresentação de obras inéditas na categoria ensaio, escritas por autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul.

As obras selecionadas integrarão as Coleções IEL para 2011-2012.

Inscrições

As inscrições ocorrerão de 4 de maio a 4 de julho 2011, com previsão de publicação para março de 2012.

Os trabalhos deverão ser entregues ou enviados para a sede do Instituto Estadual do Livro, na Rua André Puente, 318, Porto Alegre – RS, CEP 90035-150.

Apresentação dos trabalhos

O original deverá contemplar um estudo comparativo entre dois autores, sendo um deles obrigatoriamente gaúcho. O original deverá ser apresentado em 1 (uma) via impressa, em formato A4, digitada em espaço 2 (dois), preferencialmente em Times New Roman, em corpo 12, com até 40 páginas. A identificação do autor, seu endereço completo e um breve currículo deverão ser encaminhados em documento à parte.

Avaliação
Os originais serão avaliados pelo Conselho Editorial do IEL, assessorado pelo corpo técnico da instituição, não cabendo recurso das decisões.

Outras disposições

Os casos não previstos por este regulamento serão resolvidos pelo Conselho Editorial do IEL.

A inscrição de uma obra implicará, por parte do autor, a aceitação dos termos do presente regulamento, bem como a cessão dos direitos autorais para publicação.

Não serão aceitas inscrições via internet.

Não há previsão de ilustrações para as obras.

Finda a seleção, os originais estarão à disposição dos autores por 6 (seis) meses; após esse período, serão descartados.

INSTRUÇÕES PARA LIVRO DE HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Instruções Gerais para Encaminhamento de Originais
A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Instituto Estadual do Livro, abre prazo para a apresentação de obras inéditas na categoria história em quadrinhos, escritas por autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul. As obras selecionadas integrarão as Coleções IEL para 2011-2012.

Inscrições

As inscrições ocorrerão de 4 de maio a 4 de julho de 2011, com previsão de publicação para março de 2012.

Os trabalhos deverão ser entregues ou enviados para a sede do Instituto Estadual do Livro, na Rua André Puente, 318, Porto Alegre – RS, CEP 90035-150.

Apresentação dos trabalhos


O original deverá ser apresentado em 1 (uma) via impressa, em seu formato original. A identificação do autor, seu endereço completo e um breve currículo deverão ser encaminhados em documento à parte.

Avaliação

Os originais serão avaliados pelo Conselho Editorial do IEL, assessorado pelo corpo técnico da instituição, não cabendo recurso das decisões.

Outras disposições

Os casos não previstos por este regulamento serão resolvidos pelo Conselho Editorial do IEL.

A inscrição de uma obra implicará, por parte do autor, a aceitação dos termos do presente regulamento, bem como a cessão dos direitos autorais para publicação.

Não serão aceitas inscrições via internet.

Finda a seleção, os originais estarão à disposição dos autores por 6 (seis) meses; após esse período, serão descartados.

Fonte: Secretária da Cultura do Estado do Rio Grande de Sul

XIII Concurso Literário “Manuel Maria Barbosa Du Bocage”

Acesse outros concursos

CONCURSO DE POESIA e PROSA – 2011

REGULAMENTO

Art.º 1º – Objectivos

1 – A LASA, Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão leva a efeito, no ano de 2011, o XIII Concurso Literário “Manuel Maria Barbosa du Bocage”- Concurso de Poesia e Prosa, como forma de promover a criatividade no campo da poesia e do texto em prosa, de incentivar o aparecimento de novos valores e de divulgar a obra deste grande Poeta Nacional, nascido em Setúbal – Cidade do Rio Azul, e homenageando os 245 anos do seu nascimento.

Art.º 2º – Modalidades.

1 – As modalidades do Concurso são as de Poesia, Revelação, Ensaio e Conto, sendo as modalidades de Ensaio e Conto bienais.

2 – Para o Concurso Literário de 2011, os prémios são atribuídos nas modalidades de Poesia, Revelação e Ensaio.

2.1 – A modalidade de Poesia contempla qualquer versão inédita, de tema livre, em poesia, com os limites entre 20 e 30 páginas dactilografadas, em formato A4.

2.2 – A modalidade Revelação contempla trabalho inédito, com os limites entre 5 e 10 páginas dactilografadas, em formato A4, em poesia ou em prosa, com tema livre, produzido por jovens com idade até 20 anos, completados até 15 de Setembro de 2011.

2.3 – A modalidade de Ensaio contempla texto em prosa, inédito, que aborde a Temática Bocagiana ou Estudo Livre de Temática Local, de âmbito histórico-cultural, com os limites entre 15 e 30 páginas dactilografadas, em formato A4.

2.4 – Os trabalhos apresentar-se-ão com as folhas numeradas, agrafados ou presas por qualquer outro processo similar, devendo obedecer às seguintes normas de apresentação:

2.4.1 – A letra a utilizar será do tipo “times new roman” ou equivalente, com 12 como tamanho mínimo.

2.4.2 – A separação entre linhas terá o mínimo de 1,5 espaços.

2.4.3 – Nas modalidades de Poesia e de Revelação, um poema poderá ocupar mais do que uma página, mas não poderá haver mais do que um poema por página.

Art.º 3º – Apresentação de Candidaturas.

1 – Cada candidato só pode concorrer a uma das três modalidades.

2 – É possível o mesmo concorrente concorrer com vários trabalhos. Contudo cada trabalho concorrente deverá ter um pseudónimo diferente e respeitar sempre o ponto 2 do Art.º 2.º e respectivas alíneas.

3 – Poderão concorrer todos os autores de Língua Portuguesa do Continente e das Regiões Autónomas dos Arquipélagos dos Açores e da Madeira e ainda dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, Palop’s, e outros Países de Língua Oficial Portuguesa. Podem concorrer também residentes das comunidades portuguesas e quaisquer autores portugueses residentes em qualquer ponto do mundo.

4 – Os trabalhos concorrentes, obrigatoriamente em língua portuguesa, deverão manter-se inéditos até à sua publicação em livro, pela Lasa, nos termos do regulamento.

5 – Os trabalhos deverão ser enviados até ao dia 8 de Julho de 2011 (data de correio) e dirigidos a:

Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão
Apartado 292
2901- 901 SETÚBAL

6 – Os originais dos trabalhos deverão ser enviados em quatro exemplares, contidos num único envelope, assinados com pseudónimo, mencionando a categoria a que concorrem, para a direcção indicada no número anterior e com a indicação” Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage”.

7 – Cada trabalho(conjunto dos 4 exemplares) será acompanhado de sobrescrito lacrado contendo no exterior o pseudónimo do autor e, no interior, uma ficha de identificação com os seguintes elementos: nome, idade, nacionalidade, naturalidade, profissão, local de residência, telefone, fax, telemóvel ou endereço electrónico e fotocópia do Bilhete de Identidade.

8 – Não poderão ser candidatos a este concurso os vencedores das duas edições anteriores, nem os elementos dos Corpos Sociais da LASA e os membros do júri.

Art.º 4º- Organização

1 – Só serão abertos os sobrescritos de identificação relativos aos trabalhos premiados, após decisão do júri.

2 – Se o concorrente desejar a devolução do respectivo trabalho, deverá enviar junto com o mesmo um envelope devidamente franquiado, devendo no endereço constar o pseudónimo(nunca o nome verdadeiro) utilizado para o concurso.

Sugere-se para o efeito a utilização do correio verde dos CTT.

Art.º 5º- Júri

1 – Os prémios serão atribuídos por um júri de selecção, que avaliará todas as composições literárias concorrentes.

2 – O júri será constituído por três elementos convidados pela Direcção da LASA.

3 – A atribuição dos prémios, um para cada categoria, será decidida por maioria de votos, reservando–se ao júri o direito de não atribuir prémio em qualquer das modalidade se a qualidade das composições assim o justificar.

Art.º 6º Divulgação dos Prémios.

1 – A decisão do júri, de que não haverá recurso, será tornada pública e divulgada junto dos órgãos da comunicação social e no site da LASA, em www.lasa.pt.

2 – A apresentação dos trabalhos premiados e a entrega dos prémios será efectuada a 15 de Setembro, data comemorativa do nascimento de Bocage, Dia de Bocage e Dia da Cidade de Setúbal, em cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho e integrada nas comemorações oficiais levadas a efeito pela Câmara Municipal de Setúbal.

3 – A entrega dos prémios será efectuada pessoalmente aos vencedores ou aos seus representantes, desde que possuidores de procuração notarial (condição obrigatória), na cerimónia pública referida no número anterior.

Art.º 7º – Prémios

1 – Os trabalhos vencedores em cada uma das modalidades serão publicados em livro pela LASA, a quem pertencem os respectivos direitos relativamente à primeira edição, que terá uma tiragem não superior a 500 exemplares.

2 – A edição do livro com os trabalhos premiados dos vencedores das modalidades de Poesia, Revelação e Ensaio do XIII CONCURSO LITERÁRIO “MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCAGE, será apresentada no Salão Nobre da Câmara Municipal, a 21 de Dezembro, dia do falecimento do Vate.

3 – A cada autor dos trabalhos premiados serão atribuídos cinquenta exemplares da edição promovida pela LASA e um prémio monetário.

4 – O prémio monetário na modalidade de Poesia é de 2.500 euros.

5- O prémio monetário na modalidade de Revelação é de 1.500 euros.

6 – O prémio monetário na modalidade de Ensaio é de 1.000 euros.

7 – Não serão atribuídos prémios ex aequo nem menções honrosas.

Art.º 8º – Considerações Finais.

1 – Em caso de não levantamento do prémio, o seu valor reverterá a favor da LASA ou de instituição a favor da qual a entidade promotora do concurso decida.

2 – Os casos omissos e as dúvidas de interpretação deste “Regulamento” serão resolvidas pelo Júri, que, para questões não relacionadas com o conteúdo ou forma dos trabalhos concorrentes, poderá ouvir a Direcção da LASA.

3 – Uma vez enviados os trabalhos, considera-se que os concorrentes conhecem e aceitam as cláusulas do presente “Regulamento“.

4 – Os trabalhos não reclamados no âmbito do art.º 4.º. 2, serão totalmente destruídos sob a supervisão da Direcção da Lasa.

Fonte: Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, Lasa

9° Prêmio Contos, Crônicas E Poesias “Paulo Setúbal” (15/07)

Acesse outros concursos

INSCRIÇÕES: 02 DE MAIO A 15 DE JULHO DE 2011

R E G U L A M E N T O

Artigo 1° – A Prefeitura de Tatuí, por intermédio da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude, promove o 9° PRÊMIO CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS “PAULO SETÚBAL”, de abrangência nacional, tendo por objetivo:
Dar oportunidade de expressão e manifestação a todo segmento de escritores, visando a divulgar trabalhos inéditos nas categorias de conto, crônica e poesia.

Artigo 2° – O presente concurso será coordenado por uma comissão organizadora da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude. Tal comissão organizadora terá como responsabilidade:
divulgar o concurso nos diferentes meios de comunicação;
receber as inscrições;
indicar os membros a serem nomeados para composição do júri oficial.

Artigo 3° – Todo e qualquer interessado do território nacional, independentemente de idade ou sexo, poderá participar do presente prêmio.

Artigo 4° – Cada candidato poderá participar com 1 (um) conto, 1 (uma) crônica e/ou 1 (uma) poesia.

Artigo 5° – Os trabalhos, em língua portuguesa, deverão ser de autoria própria, inédito, versando sobre temas gerais, digitados em papel Sufilte A4, com espaço duplo (fonte Arial ou similar, tamanho 12), em 4 (quatro) vias, com no máximo 5 (cinco) laudas. No trabalho deverão constar somente o título e o pseudônimo do autor.

Parágrafo 1° – Envelope menor, anexo, tendo do lado de fora o título e o pseudônimo do autor, deverá conter nome completo, pseudônimo, título do trabalho, endereço completo, telefone e email para contato e um pequeno currículo literário de, no máximo, dez linhas.

Parágrafo 2° – Os trabalhos que não apresentarem as exigências citadas no presente regulamento serão desclassificados pela Comissão Organizadora.

Artigo 6° – As inscrições ao 9° PRÊMIO CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS “PAULO SETÚBAL” poderão ser feitas no período de 02 DE MAIO A 15 DE JULHO DE 2011, na sede do Museu Histórico Paulo Setúbal em Tatuí.

Parágrafo 1° – As inscrições poderão ser feitas pessoalmente à:
Praça Manoel Guedes, 98, Centro – Tatuí,
de Terça-Feira à Sexta-Feira, das 9h às 17h.

Parágrafo 2° – As inscrições também podem ser feitas pelos Correios, sendo válida para efeito de aceitação a data de postagem, para o endereço:

Museu Histórico Paulo Setúbal
9º Prêmio Contos, Crônicas e Poesias
Praça Manoel Guedes, 98, Centro – Tatuí-SP
CEP: 18.270-300

Parágrafo 3° – A inscrição será totalmente gratuita.

Artigo 7° – O júri oficial será composto por 3 (três) profissionais de reconhecida notoriedade na área de literatura, indicados pela comissão organizadora.

Artigo 7° – O júri oficial avaliará todos os trabalhos inscritos e classificados pela comissão organizadora. Os três melhores trabalhos de cada categoria serão anunciados e premiados em evento oficial da 69ª Semana Paulo Setúbal, em data e local a serem definidos.

Artigo 8° – Aos vencedores do 9° PRÊMIO CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS “PAULO SETÚBAL”, serão conferidos os seguintes prêmios:

Categoria Conto
1° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 800 (Oitocentos Reais)
2° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 500 (Quinhentos Reais)
3° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 400 (Quatrocentos Reais)

Categoria Crônica
1° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 800 (Oitocentos Reais)
2° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 500 (Quinhentos Reais)
3° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 400 (Quatrocentos Reais)

Categoria Poesia
1° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 800 (Oitocentos Reais)
2° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 500 (Quinhentos Reais)
3° lugar – Certificado e Prêmio de R$ 400 (Quatrocentos Reais)

Parágrafo 1° – os ganhadores do concurso serão avisados antecipadamente e deverão comparecer ou enviar um representante para receber o prêmio na cerimônia oficial.

Parágrafo 2° – o júri oficial poderá conceder menções honrosas.

Artigo 9° – Os inscritos no 9° PRÊMIO CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS “PAULO SETÚBAL” cedem seus direitos autorais para difusão com fins culturais e não lucrativos em veículos de comunicação – jornais, revistas ou meio eletrônico.

Artigo 10° – Os trabalhos inscritos não serão devolvidos, sendo arquivados na Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude.

Artigo 11° – Escritores diretamente ligados à comissão organizadora ou júri oficial não poderão concorrer ao 9° PRÊMIO CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS “PAULO SETÚBAL”.

Artigo 12° – A simples inscrição implica na aceitação do presente regulamento.

Artigo 13° – Os casos omissos serão decididos soberanamente pela comissão organizadora.

Tatuí, Abril de 2011

Jorge Roberto Rizek
Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude

Fonte: P. Municipal Tatui

Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso

Acesse outros concursos
INCENTIVE A INTERAÇÃO, A REFLEXÃO E A EXPRESSÃO AUTORAL PELA ESCRITA.

O QUE É ?

O Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso incentiva o hábito da leitura e expressão autoral através da escrita. Os participantes interagem com os temas escolhidos a cada edição, acessando conteúdos e bibliografia especialmente selecionados. Os autores dos melhores textos são reconhecidos durante evento cultural em São Paulo e com a publicação de obra coletiva, distribuída a todos os participantes. Realizado via web e com abrangência nacional, é aberto às escolas públicas e particulares de todos os níveis da educação, ONGs e bibliotecas.

Categorias:

CATEGORIA 1
ENSINO FUNDAMENTAL 1
Clique aqui

CATEGORIA 2
ENSINO FUNDAMENTAL 2
Clique aqui

CATEGORIA 3
ENSINO FUNDAMENTAL 3
Clique aqui

CATEGORIA 4
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Clique aqui

CATEGORIA 5
PROFESSORES
Clique aqui

CATEGORIA 6
PROFISSIONAIS DE BIBLIOTECA E EDUCADORES SOCIAIS
Clique aqui

Fonte: Instituto Eco Futuro

VERSÃO RESUMIDA
1. Tema Central: “Vamos Cuidar da Vida”

2. Organizador: Instituto Ecofuturo – Futuro para o Desenvolvimento Sustentável; Av. Brigadeiro Faria Lima, 1355 – 7º andar (parte), São Paulo – SP – CEP 01452-919; CNPJ/MF: 03.881.866/0001-47; Inscrição Estadual: 116.760.250.119

3. Podem participar, inscrevendo textos para avaliação pelo Organizador, alunos do ensino fundamental, do ensino médio e de programas de Educação para Jovens e Adultos (“EJA”), bem como professores desses níveis de ensino e, ainda, profissionais de biblioteca e educadores sociais, conforme definido no regulamento completo.

4. Categorias para participação:
Categoria Nível de Ensino
I Alunos do Ensino fundamental I
II Alunos do Ensino fundamental II
III Alunos do Ensino médio
IV Alunos de Educação para Jovens e Adultos (EJA)
V Professores
VI Profissonais de biblioteca e Educadores sociais

5. O período de inscrições – que serão gratuitas – começa no dia 01.03.2011 e termina no dia 30.06.2011, considerando-se como data de inscrição a data de preenchimento, diretamente no endereço eletrônico www.ecofuturo.org.br/concursocultural, da Ficha de Inscrição Eletrônica, na qual deverá ser também transcrita a redação
6. São os seguintes os critérios de julgamento, que será realizado por jurados designados pelo Organizador: adequação ao tema proposto; originalidade; vocabulário e correção gramatical; construção de texto; capacidade de chamar e manter a atenção do leitor; criatividade; e conteúdo, entendido este como qualidade da informação apresentada.

7. Número de textos a serem selecionadas: as até dez (10) textos mais bem avaliados de cada uma das categorias.

8. Premiação:
(i) os autores das 3 (três) redações mais bem avaliadas de cada uma das seis (6) categorias receberão: (a) um (1) notebook; (b) uma (1) bolsa com cinco (5) livros; (c) uma (1) camiseta do Concurso; (d) uma (1) ecobag; (e) um (1) troféu; e (f) um (1) certificado de premiação do Concurso, com moldura;

(ii) a instituição (escola, organização social ou biblioteca) a que forem vinculados cada um dos três (3) participantes acima mencionados das categorias I a VI receberão, cada uma: (a) um (1) acervo com cinquenta (50) livros; e (b) um (1) certificado de premiação do Concurso, com moldura;

(iii) o orientador (professor, educador social ou profissional de biblioteca) indicado por cada um dos três (3) participantes acima mencionados das categorias I a IV receberão: (a) um (1) notebook; (b) uma (1) bolsa com cinco (5) livros; (c) uma (1) camiseta do Concurso; (d) uma (1) ecobag; e (e) um (1) certificado de premiação do Concurso, com moldura;

(iv) os demais sete (7) participantes classificados de cada uma das seis (6) categorias enumeradas no item cinco (5) deste regulamento receberão, cada um: (a) uma (1) bolsa com cinco (5) livros; (b) uma (1) camiseta do Concurso; (c) uma (1) ecobag; (d) um (1) troféu; e (e) um (1) certificado de premiação do Concurso com moldura;

(v) a instituição (escola, organização social ou biblioteca) em que forem matriculados cada um dos demais sete (7) participantes acima mencionados das categorias I a VI receberão: (a) uma (1) coleção de cinco (5) livros; e (b) um (1) certificado de premiação do Concurso, com moldura; e

(vi) os orientadores (professores, educadores sociais ou profissionais de biblioteca) que forem indicados pelos demais sete (7) participantes acima mencionados das categorias I a IV receberão: (a) uma (1) coleção de cinco (5) livros; (b) uma (1) camiseta do Concurso; (c) uma (1) ecobag; e (d) um (1) certificado de premiação do Concurso, com moldura.

9. Entrega dos Prêmios: Em cerimônia a ser realizada em data, horário e local que serão definidos e informados aos participantes selecionados pelo Organizador até o mês de dezembro de 2011.

10. As redações selecionadas serão publicadas em livro editado pelo Organizador, nos termos previstos no regulamento completo.

11. O Organizador poderá divulgar e publicar na sua totalidade ou em parte quaisquer das redações recebidas, sempre mencionando o nome de seu/sua autor(a), nos termos previstos no regulamento completo.

12. O preenchimento da Ficha de Inscrição Eletrônica e envio da redação implica na aceitação incondicional – cuja ratificação, por escrito, poderá ser exigida pelo Organizador, a qualquer tempo, de qualquer dos participantes –, pelo participante e por seus representantes legais, de todas as disposições do Regulamento, cuja versão completa está disponível para consulta e impressão na página eletrônica do Concurso na Internet (www.ecofuturo.org.br/concursocultural), Os termos desse regulamento e as datas nele previstas poderão ser alterados pelo Organizador, a qualquer tempo, independentemente de prévio aviso.

13. Suas dúvidas podem ser esclarecidas por meio da página eletrônica do Concurso na Internet (www.ecofuturo.org.br/concursocultural ou pelo “e-mail” da Central de Relacionamento do Concurso (concursocultural@ecofuturo.org.br).

IV Prêmio Literário Canon de Poesia 2011

Acesse outros concursos
O concurso cultural denominado IV Prêmio Literário Canon de Poesia 2011 é promovido pela Canon do Brasil Ind. e Com. Ltda, pessoa jurídica estabelecida na Cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ sob o nº 046.266.771/0001-26, pela Fábrica de Livros, selo editorial do Grupo Editorial Scortecci, para autores brasileiros, maiores de 16 anos, residentes no Brasil.

Tem por objetivo descobrir novos talentos, promover a literatura e difundir a impressão digital de livros no Brasil. Este concurso é exclusivamente de cunho cultural, sem qualquer modalidade de sorte ou pagamento pelos concorrentes, estando aberto à participação de todos que assim o desejarem, sendo promovido pela empresa de acordo com a Lei n. 5768/71 e Decreto 70.951/72.

REGULAMENTO

Inscrições: 15 de abril de 2011 até 15 de junho de 2011.

Ao fazer a inscrição, o Autor estará concordando com as regras do concurso, inclusive autorizando a publicação da obra em antologia e responderá por plágio, cópia indevida e demais crimes previstos na Lei do Direito Autoral.

O Autor poderá participar com 1 (uma) POESIA, de no máximo 5 (cinco) mil caracteres. Os trabalhos deverão estar em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto.

O tema é livre e a inscrição grátis. A POESIA deverá ter obrigatoriamente um título. Não há necessidade de pseudônimo. Não há obrigatoriedade de ser inédita.

Inscrições somente pela Internet (ficha de inscrição) através do Portal Concursos e Prêmios Literários

A Parceria Canon do Brasil e Grupo Editorial Scortecci escolherão uma Comissão Julgadora composta de três membros de renomado prestígio literário e uma Comissão Organizadora que resolverá os casos omissos deste regulamento, se houver.

PRÊMIO:

Publicação da obra em antologia do IV Prêmio Literário Canon de Poesia 2011, selo editorial Fábrica de Livros / Scortecci, reunindo por ordem alfabética, 50 (cinquenta) POESIAS e seus AUTORES (minibiografia), conforme seleção e escolha irrevogável da Comissão Julgadora.

Características da obra: 1500 (mil e quinhentos) exemplares, formato 14 x 20,7 cm, com aproximadamente 100 páginas, ISBN e Ficha Catalográfica.

A obra NÃO será comercializada e sua venda proibida.

Os 50 (cinquenta) participantes escolhidos com as melhores POESIAS receberão como prêmio e a título de Direito Autoral, 10 (dez) exemplares da obra, além da divulgação e promoção da poesia pela Canon do Brasil pelo período de um ano em ações de Marketing e Propaganda.

Os livros de direito dos Autores Vencedores serão entregues no dia do lançamento da Antologia, em data e local a ser definido, posteriormente, pela Canon do Brasil. Os Autores Vencedores que não puderem comparecer ao evento receberão seus livros pelo correio.

CRONOGRAMA:

– Inscrições: 15 de abril de 2011 a 15 de junho de 2011.

– Período de seleção: Julho e Agosto de 2011.

– Resultado: Setembro de 2011.

– Edição e Impressão da obra: Outubro de 2011.

– Lançamento da Antologia, em São Paulo, Capital: Dezembro de 2011.

INFORMAÇÕES:

premiocanon2011@concursosliterarios.com.br

Telefones: (11) 3032.1179 ou (11) 3032.6501

Fonte: Portal Concursos e Prêmios Literários

Concurso Literario Academia Jundiaiense de Letras

Acesse outros concursos
** Prorrogado até o dia 17/07

MODALIDADE: CRÔNICA
TEMA: LIVRE

Cláusula 1ª: Constitui objeto deste CONCURSO a premiação de textos originais, obedecendo aos seguintes requisitos: Tema livre; Gênero: crônica; Escritos originalmente em língua portuguesa; Inéditos, que não tenham sido premiados ou publicados anteriormente; De autoria única, não podendo concorrer crônicas escritas em coautoria; Os textos não devem exceder o limite máximo de 5.000 (cinco mil) caracteres com espaços.

DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO

Cláusula 2ª: Poderá participar qualquer brasileiro, residente no estado de São Paulo, com idade na data limite da inscrição igual ou superior a 21 anos.

§ 1º – A idade do participante será comprovada na ocasião da premiação, quando deverá ser apresentada cédula de identidade (RG), ou outro documento com foto, a saber: carteira expedida por Comandos Militares, Institutos de Identificação, Secretarias de Segurança Pública e Corpos de Bombeiros Militares; carteira expedida pelos órgãos de fiscalização de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte brasileiro, certificado de reservista, carteira funcional do Ministério Público, carteira profissional expedida por órgão público; carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação (somente o modelo novo, com foto).

§ 2º – O candidato que não puder comprovar sua idade será imediata e sumariamente desclassificado.

Cláusula 3ª: A inscrição do candidato implica sua expressa concordância e aceitação de todas as cláusulas e condições deste Regulamento.

Cláusula 4ª: Cada participante poderá concorrer com apenas 1 (um) trabalho.

Cláusula 5ª: Ficam impossibilitados de participar do concurso membros da Academia Feminina de Letras e Artes de Jundiaí (AFLAJ) e da Academia Jundiaiense de Letras (AJL), bem como membros da Comissão Julgadora e seus parentes, de até segundo grau.

DA INSCRIÇÃO E ENTREGA DOS TRABALHOS

Cláusula 6ª: A inscrição, de caráter individual, deverá ser realizada exclusivamente por meio do site Academia Jundiaiense de Letras entre as 0h (zero horas) do dia 27 de maio de 2011 e as 24h (vinte e quatro horas) do dia 27 de junho de 2011**.

Cláusula 7ª: Para que a inscrição seja considerada válida deverão ser preenchidas todas as informações solicitadas pelo site, inclusive, mas não apenas, o endereço de e-mail correto do candidato, que será o único meio de contato válido entre a organização do CONCURSO e os participantes.

Cláusula 8ª: Na hipótese de haver mais de uma inscrição de um mesmo participante, será considerada válida apenas a primeira inscrição realizada.

Cláusula 9ª: A crônica deverá ser enviada exclusivamente via internet, por meio do site Academia Jundiaiense de Letras

§ 1º – A crônica não poderá ser assinada nem possuir qualquer marca que possa eventualmente identificar o autor, exceto o número de inscrição, que só será revelado para a Comissão Julgadora após a eleição das obras.

§ 2º – Cada texto não deverá exceder o limite máximo de 5.000 (cinco mil) caracteres com espaços. No campo disponível para a inserção da crônica no site há um contador de caracteres, ou seja, se a crônica for de tamanho maior do que o permitido, ela não poderá ser inscrita.

Cláusula 10ª: As inscrições incompletas não serão aceitas.

Cláusula 11ª: Não serão permitidas alterações, acréscimos e revisões no conteúdo das crônicas após o envio e inscrição do candidato.

DO CALENDÁRIO

Cláusula 12ª: As atividades do CONCURSO obedecerão ao seguinte calendário:

§ 1º – O lançamento do CONCURSO acontecerá no dia 27 de maio de 2011.

§ 2º – As inscrições serão realizadas entre as 0h (zero horas) do dia 27 de maio de 2011 e as 24h (vinte e quatro horas) do dia 27 de junho de 2011.

§ 3º – As crônicas deverão ser enviadas por meio do site Academia Jundiaiense de Letras entre as 0h (zero horas) do dia 27 de maio de 2011 e as 24h (vinte e quatro horas) do dia 27 de junho de 2011, não sendo aceitas após essa data.

§ 4º – A seleção dos trabalhos será realizada no período de 28 de junho de 2011 a 25 de julho de 2011.

§ 5º – A divulgação dos trabalhos classificados será realizada no dia 28 de julho de 2011, por meio do site Academia Jundiaiense de Letras

§ 6º – A solenidade de premiação será realizada no dia 9 de setembro de 2011, em local a ser definido.

DA COMISSÃO JULGADORA

Cláusula 13ª: A Comissão Julgadora será composta por 5 (cinco) membros, indicados pela Academia Jundiaiense de Letras (AJL) e Academia Feminina de Letras e Artes de Jundiaí (AFLAJ), sendo o critério de escolha dos membros o notório conhecimento e, preferencialmente, mas não excludente, o fato de desenvolverem alguma atividade ligada à literatura, ou ao jornalismo ou, ainda, de cunho cultural.

Cláusula 14ª: A Comissão Julgadora terá como critérios de avaliação a criatividade, a correção ortográfica e o respeito às normas do CONCURSO.

Cláusula 15ª: Não caberá recurso de qualquer espécie em relação às decisões e julgamentos da Comissão Julgadora.

DA PREMIAÇÃO

Cláusula 16ª: Serão premiados os 3 (três) primeiros classificados, da seguinte forma: 1º lugar: R$ 5.000,00 (cinco mil reais) 2º lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais) 3º lugar: R$ 2.000,00 (dois mil reais)

§ 1º – Destes valores serão descontados os impostos previstos por Lei.

§ 2º – Os 20 (vinte) primeiros classificados terão suas obras editadas em um livro com tiragem de 500 (quinhentos) exemplares, sendo que cada autor classificado receberá 5 (cinco) livros.

§ 3º – A tiragem, o formato e demais padrões gráficos e editoriais do livro serão estipulados pela organização do evento. Por se tratar de edição destinada exclusivamente à divulgação das crônicas, os organizadores exoneram-se do pagamento de direitos autorais ou de qualquer outra forma de remuneração aos autores, exceto os valores correspondentes aos prêmios que os 3 (três) primeiros classificados receberão.

§ 4º – O prêmio é pessoal e intransferível, não dando direito a ressarcimento pecuniário, e será entregue pessoalmente aos 3 (três) primeiros colocados, no ato da solenidade de premiação que ocorrerá no dia 9 de setembro de 2011, em local a ser divulgado pela organização do evento.

§ 5º – Caso qualquer um dos 3 (três) primeiros colocados não possa comparecer à cerimônia de premiação, o pagamento do prêmio poderá ser feito mediante depósito bancário em conta corrente indicada pelo candidato, da qual ele seja o titular.

§ 6º – Caso qualquer um dos 3 (três) primeiros colocados não compareça à premiação, deixando também de fornecer seus dados bancários para depósito do prêmio, ou em havendo irregularidades nos dados informados, não sendo regularizada a situação num prazo máximo de 15 (quinze) dias contados a partir da solenidade de entrega dos prêmios, estes não mais serão devidos. Neste caso específico, entendidos como renúncia à premiação, a Academia Jundiaiense de Letras (AJL) deliberará sobre a destinação de seu valor.

Cláusula 17ª: A divulgação dos 20 (vinte) primeiros classificados será feita no site Academia Jundiaiense de Letrasr, sem porém ser divulgada a ordem classificatória.

§ 1º – Os 3 (três) primeiros classificados serão comunicados via e-mail, no endereço eletrônico fornecido no ato da inscrição.

§ 2º – Os demais concorrentes, sob nenhuma hipótese, terão acesso a sua classificação.

DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS

Cláusula 18ª: Ao entregar a crônica, os concorrentes renunciarão aos direitos autorais da mesma em favor da Academia Jundiaiense de Letras (AJL) para não mais reclamarem, seja a que tempo for, em relação aos mesmos.

Cláusula 19ª: Os autores dos 20 (vinte) trabalhos selecionados declararão pelo simples ato de inscrição que seus trabalhos não constituem plágio de espécie alguma, concedendo desde logo à Academia Jundiaiense de Letras (AJL), o direito exclusivo de uso de seus trabalhos, sob qualquer forma e modalidade, publicação e/ou reprodução por qualquer meio ou técnica, sem limite de prazo, tiragem e/ou território, permanecendo garantida, entretanto, a citação de sua autoria.

Parágrafo Único: Sem prejuízo do disposto no caput desta cláusula, os autores serão notificados expressamente pela Academia Jundiaiense de Letras (AJL), acerca de eventual utilização de seus trabalhos.

Cláusula 20ª: Os 3 (três) primeiros colocados poderão comparecer pessoalmente à premiação, sem ônus de qualquer espécie para a Academia Jundiaiense de Letras (AJL), arcando com eventuais despesas de deslocamento, hospedagem ou qualquer outro custo que se fizer necessário.

Cláusula 21ª: Excepcionalmente, na eventualidade de falecimento do autor, o prêmio poderá ser concedido in memoriam. Neste caso, a entrega será realizada ao inventariante, havendo inventário em curso, ou aos herdeiros do autor premiado, sendo, nesta última hipótese, dividido o prêmio igualmente entre eles.

Cláusula 22ª: Não haverá, em nenhuma hipótese, devolução das crônicas concorrentes, as quais, encerrado o concurso, e com a óbvia exceção das selecionadas, serão incineradas.

Cláusula 23ª: Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pelos organizadores deste concurso, sendo suas decisões soberanas e irrecorríveis.

Fonte: Academia Jundiaiense de Letras

7º Concurso Literário de Suzano

Acesse outros concursos
Autor homenageado

Moacyr Jaime Scliar (23/3/1937 – 27/2/2011) foi um escritor brasileiro. Formado em medicina, trabalhou como médico especialista em saúde pública e professor universitário. Sua intensa obra consiste de crônicas, contos, romances, ensaios e literatura infantojuvenil.

Scliar publicou mais de 70 livros. Seu estilo leve e irônico lhe garantiu um público bastante amplo de leitores. Em 2003 foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, tendo recebido antes uma grande quantidade de prêmios literários, como o Jabuti (1988, 1993 e 2009), o Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) (1989) e o Casa de las Américas (1989).

Suas obras frequentemente abordam a imigração judaica no Brasil, mas também tratam de temas como o socialismo, a medicina, a vida de classe média e vários outros assuntos. O autor já teve suas obras traduzidas para doze idiomas.

Entre suas obras mais importantes estão os seus contos e os romances O ciclo das águas, A estranha nação de Rafael Mendes, O exército de um homem só, A Mulher que escreveu a Bíblia e O centauro no jardim, este último incluído na lista dos 100 melhores livros de temática judaica dos últimos 200 anos, feita pelo National Yiddish Book Center, nos Estados Unidos.

R e g u l a m e n to

Participação

1- Inscrições abertas de 01 de abril a 10 de junho de 2011 a todos os residentes do território nacional. O tema é livre e os trabalhos deverão ser inéditos em qualquer meio (impresso ou virtual) e redigidos em língua portuguesa.

Não há limite de idade. Menores de 18 anos deverão trazer ou enviar autorização assinada pelos pais ou responsável.

Inscrições e envios

2- A inscrição é gratuita. Serão aceitos até dois textos por inscrito, sendo que o participante poderá efetuar a inscrição em apenas uma categoria do concurso. Não é obrigatório inscrever dois textos.

3- O limite de páginas para a categoria Conto não deve ser superior a cinco e para a categoria Poesia não deve ser superior a três. Nas duas categorias, a apresentação dos trabalhos deverá ser feita em cinco vias, em folha sulfite A4, numerada, digitada em uma só face do papel, em fonte Times New Roman, letra 12 (doze) e espaçamento 1,5. Em cada trabalho deve constar o pseudônimo do autor que virá logo abaixo do título. Os textos que tiverem mais de uma página deverão ser grampeados.

4- Os trabalhos terão de ser acondicionados em um envelope grande padrão, (tamanho aproximado 33×23), tendo dentro desse um outro envelope menor e lacrado, (tamanho aproximado 25×19), contendo a ficha de inscrição com os dados do participante: nome e endereço completos (inclusive CEP), bem como o número telefônico para contato, celular e e-mail, pseudônimo adotado, título dos trabalhos, breve currículo literário e pessoal (máximo cinco linhas), além de um comprovante bancário com o número da conta corrente ou poupança.

5- O modelo da  ficha de inscrição está disponível para download no site:
 www.suzano.sp.gov.br/agendacultural

Os trabalhos deverão ser acompanhados de um CD que contenha os textos e o breve currículo literário e pessoal digitados.

6- Na parte externa do envelope menor lacrado, deverá haver apenas o pseudônimo e os títulos dos trabalhos. Na parte externa do envelope maior, campo remetente, usar o pseudônimo adotado. E o nome 7º Concurso Literário de Suzano – Edição Moacyr Scliar no campo destinatário. Especificar na parte externa dos dois envelopes a categoria que está participando e o âmbito: Regional ou Nacional.

Regional refere-se aos residentes nos municípios do Alto Tietê: Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. E Nacional se refere aos residentes no Brasil fora dos municípios incluídos no âmbito regional.

7- Os trabalhos deverão ser entregues de segunda a sexta-feira, no horário das 10h às 19h, no Ponto de Cultura “Círculo das Letras”, ou enviados pelo correio:

7º Concurso Literário de Suzano – Edição Moacyr Scliar
Ponto de Cultura “Círculo das Letras”
Rua Bandeirantes, 606 – Jd. Revista – Suzano – SP
CEP: 08694-180

8- Apenas serão aceitos os trabalhos entregues até o dia 10 de junho do ano de 2011. Os trabalhos enviados após esta data ou que não estiverem de acordo com o regulamento não serão considerados participantes e, como os demais, não serão devolvidos. Para os trabalhos enviados pelo correio valerá a data de postagem.
A Prefeitura de Suzano não se responsabiliza por possíveis extravios que possam ocorrer com os trabalhos enviados pelo correio.

Direitos autorais

9- Os participantes deste concurso concordam automaticamente em ceder os direitos para eventual uso das obras, pela Prefeitura de Suzano, no período de três anos.
Será preservada a menção de crédito, de acordo com a legislação que trata especificamente de direitos autorais no país.

Comissão julgadora

10- O julgamento dos trabalhos será da inteira competência de uma comissão julgadora, formada por escritores e professores com conhecimentos literários que os tornam amplamente aptos a julgar e classificar os textos.
A decisão dos jurados é irrecorrível.

Critérios de avaliação:
a) Criatividade
b) Literariedade
c) Conteúdo

Resultado

11- O resultado deste concurso será divulgado a todos os participantes no sarau “Pavio da Cultura” – Sessão Solene, dia 10 de setembro de 2011, no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”, rua Benjamin Constant, 682 – Centro, Suzano (SP). O resultado somente estará disponível para consulta na internet a partir do dia 13 de setembro.

Só serão divulgados os dez primeiros ganhadores de cada categoria.

Premiação

12- A premiação, válida para as duas categorias deste concurso, será:

1º Lugar regional conto: R$ 900,00 (novecentos reais)
1º Lugar regional poesia: R$ 900,00 (novecentos reais)
1º Lugar nacional conto: R$ 900,00 (novecentos reais)
1º Lugar nacional poesia: R$ 900,00 (novecentos reais)

13- Os dez primeiros classificados de cada categoria participarão da tradicional revista “Trajetória Literária” de nº 7, que será lançada no dia 10 de dezembro de 2011. Essa publicação é ilustrada e não se restringe apenas ao círculo dos autores. Ela é doada a centenas de bibliotecas por todo o Brasil e para departamentos de cultura dos países de Língua Portuguesa.

14- Cada um dos dez classificados em cada categoria receberá 20 exemplares da revista.
Os que residirem fora do município de Suzano e que quiserem receber sua cota pelo correio arcarão com as despesas do envio.

15- Os casos não previstos neste regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora deste concurso.

16- O ato da inscrição neste concurso implica na aceitação plena dos termos acima.

Obs: Não deixe para fazer sua inscrição nos últimos dias!

Cronograma do concurso:

– Inscrições: de 01 de abril a 10 de junho (por meio do regulamento e entrega no local das inscrições pessoalmente ou pelo correio)
– Resultado: 10 de setembro (Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”)
– Resultado na internet: 13 de setembro (Site da Prefeitura de Suzano e no blog da Associação Cultural Literatura no Brasil)
– Lançamento da revista “Trajetória Literária” n° 7: 10 de dezembro

Fonte: Agenda Cultural – Prefeitura Municipal do Suzano

2º Concurso ‘Poetizar O Mundo’ – Modalidade: Indriso

Acesse outros concursos

Organizadora: escritora e poeta Isabel F. Furini.

1) O Concurso de Poemas tem como objetivo estimular a produção literária e é destinado a todas as pessoas maiores de 18 anos que apresentam um poema INDRISO inédito escrito em português.

2) O tema é livre e a inscrição é gratuita e poderá ser feita até 10 de junho/2011.

3) Cada concorrente poderá participar com apenas um Indriso inédito (ou seja, ainda não impresso nem publicado na internet), que não tenha sido premiado em outro concurso.

4) Consideram-se inscritas as obras enviadas pelo e-mail à: isabelfurini@hotmail.com. Concurso de Poesia: “Poetizar o Mundo”, no corpo do e-mail, sem anexo, escrito em língua portuguesa, digitado em espaço 2 (dois), com fonte Arial, tamanho 12 (doze).

6) Deverá constar no final: o título do poema, nome completo do autor, seu endereço, telefone, RG, e 4 ou 5 linhas de currículo.

7) A comissão julgadora será composta pelo escritor e psicanalista Marco Antônio Araújo Bueno (editor do blog De Chaleira), Isabel F. Furini (escritora e poeta, autora de “O Livro do Escritor”).

8) Premiação: O primeiro lugar receberá troféu e diploma, o segundo e terceiro lugares receberão diplomas, e poderão ser escolhidas até três Menções Honrosas que também receberão diplomas.

9)O resultado do concurso será divulgado em site literários da Internet, e blog:http://www.isabelfurini.blogspot.com/ no blog Falando de Literatura do Bonde News e De Chaleira, http://e-chaleira.blogspot.com

10) O resultado será divulgado até 1º de Agosto/11. Na ocasião, também será homenageado com placa comemorativa o poeta Isidro Iturat, criador da modalidade poética Indriso. O INDRISO é formado por 2 tercetos e 2 monósticos, num total, portanto, de 08 versos, com métrica e rimas livres. Mais informações sobre o indriso no site:http://www.indrisos.com/

11) O encaminhamento dos trabalhos na forma prevista neste regulamento implica concordância com as disposições nele consignadas.

*
Informação: Os ganhadores do primeiro concurso “Poetizar o Mundo” foram:
1º Verso-Mundo – André Luiz Caldas Amôra
2º Não tenho tempo – Robinson Silva Alves
3º Novas Dimensões – Luiz Gondim de Araújo Lins

Menções Honrosas:
4. Miragens – Tatiana Alves
5. Não sei Rimar – Denivaldo Piaia
6. Poetizar o Mundo – André Telucazu Kondo
7. Escrever faz parte disso – Angela NedjaBerg Ceschim Oiticica
8. Aos que virão… Benilson Toniolo

Fonte: Portal literario de Isidro Iturat

Prêmio SESC de Poesia Carlos Drummond de Andrade

Acesse outros concursos

R E G U L A M E N T O
E d i ç ã o 2011

I – DA PROMOÇÃO E DA REALIZAÇÃO

Art. 1º
O Prêmio SESC de Poesia Carlos Drummond de Andrade é uma iniciativa cultural do Serviço Social do Comércio – Administração Regional no Distrito Federal – SESC/AR/DF.

II – DOS OBJETIVOS
Art. 2º
Incentivar a produção literária, revelar novos talentos no cenário da poesia brasileira e ampliar o espaço institucional do SESC/AR/DF na área cultural.

III – DA PARTICIPAÇÃO
Art. 3º
Poderão concorrer:
• Brasileiros maiores de 18 anos, residentes no território nacional;
• Estrangeiros que residam no Brasil, no mínimo, há 20 anos, e atualmente residentes no Distrito Federal e Entorno;
• E entre 16 e 17 anos, residentes no território nacional, com a autorização e assinatura dos pais ou responsáveis na ficha de inscrição e no termo de cessão de direitos autorais.

Art. 4º
Cada participante poderá inscrever até 2 (duas) poesias inéditas e não publicadas. São consideradas inéditas as poesias que nunca foram publicados, impressos, e/ou classificados em qualquer concurso de cunho literário.

Art. 5º
• É vedada a participação de funcionários do SESC;
• É vedada a participação de ex-jurado e familiares.

IV – DA NATUREZA E DO TEMA
Art. 6º
O tema é de livre escolha do participante.

Art. 7º
As poesias devem conter elementos que promovam o bem-estar e os valores morais.

V – DAS INSCRIÇÕES
Art. 8º
As inscrições são gratuitas e serão efetuadas no período de 14 de março a 29 de julho de 2011, das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira: a) Nas seguintes Unidades Operacionais do SESC/AR/DF:
– SESC Estação 504 Sul, Av. W3 Sul, Quadra 504/505, Bloco “A”;
– Setor Comercial Sul, Quadra 2, Edifício Presidente Dutra;
– 913 Sul, W4, Quadra 713/913, Conjunto “F”;
– Taguatinga Sul, Setor “F” Sul, Área Especial 3;
– Taguatinga Norte, CNB 12, Área Especial 2/3;
– Gama, Setor leste Industrial, lotes 620, 640, 660, 680;
– Guará I, QE 4, Área Especial;
– Centro de Atividades SESC Ceilândia, QNN 27, lote B, Ceilândia Norte.

b) Postados, com a remessa da documentação para o endereço abaixo:
Serviço Social do Comércio
Administração Regional no Distrito Federal
SESC Estação 504 Sul – Biblioteca
Av. W3 Sul, Quadra 504/505, Bloco “A” – Brasília, DF, CEP 70338-570

Art. 9º
A ficha de inscrição e este regulamento poderão ser obtidos na internet, no site www.sescdf.com.br.

Art. 10
Informações complementares poderão ser obtidas pelos telefones 0800-617617 e (61) 3217-9124.

Art. 11
A inscrição será efetuada mediante a entrega ou a postagem de envelope lacrado, com etiqueta fixada no canto superior direito, com as seguintes informações:
Prêmio SESC de Poesia Carlos Drummond de
Andrade – Edição 2011
Título(s) da(s) poesia(s): __________________________________

Art. 12
O envelope deverá conter:
a) Ficha de inscrição devidamente preenchida;
b) A poesia impressa em 10 (dez) vias, em papel A4, sem ilustrações, numa só face, com, no máximo, 3 (três) páginas digitadas e numeradas no Microsoft Word, fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento duplo. O título da poesia deverá constar da parte superior da página inicial, digitado em negrito, em fonte Times New Roman, tamanho 14, alinhamento centralizado;
c) 01 (um) CD contendo o texto da poesia inscrita;
d) Cópia da Carteira de Identidade e CPF;
e) 01 (um) CD com Foto do autor em alta resolução, biografia do mesmo, com, no máximo 10 linhas, no formato doc;
g) Termo de Cessão de Direitos Autorais (conforme modelo); Parágrafo único. É proibida qualquer forma de identificação nas margens, no rodapé e no texto da poesia, como pseudônimo, nome ou sobrenome do autor, suas iniciais, assinatura ou rubrica.

VI – DA SELEÇÃO E DA CLASSIFICAÇÃO
Art. 13
As poesias serão analisadas por Comissão especialmente designada pela Direção do SESC/AR/DF, composta por membros de notório conhecimento no campo literário, que procederá à seleção de 35 (trinta e cinco) poesias e as classificará em ordem decrescente de pontos.

Art. 14
A decisão da Comissão é soberana e irrecorrível.

VII – DOS RESULTADOS
Art. 15
Os resultados dos processos de seleção e classificação serão divulgados nas Unidades do SESC/AR/DF e no site www.sescdf.com.br.

VIII – DA PREMIAÇÃO
Art. 16
As 35 (trinta e cinco) poesias selecionadas serão reunidas em Coletânea a ser publicada pelo SESC/AR/DF. A solenidade de premiação e lançamento da Coletânea dar-se-á em local, data e horário a serem definidos,
oportunamente, pelo SESC/AR/DF.

Art. 17
A critério da Direção do SESC/AR/DF, outras poesias, além das selecionadas, poderão fazer parte da Coletânea.

Art. 18
Os autores das poesias classificadas nos 3 (três) primeiros lugares receberão prêmio pecuniário, cujos valores, abaixo discriminados, são brutos, e deles serão deduzidos impostos e contribuições, com
base na legislação em vigor:

1º classificado – R$ 2.000,00
2º classificado – R$ 1.500,00
3º classificado – R$ 1.000,00

Parágrafo único. Os autores das obras selecionadas receberão certificado de participação e exemplares da Coletânea.

IX – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 19
Os participantes, ao se inscreverem, manifestam plena concordância com o presente regulamento, cujo descumprimento ensejará sua desclassificação.

Art. 20
As poesias selecionadas irão integrar uma Coletânea produzida pelo SESC/AR/DF.

Art. 21
O SESC/AR/DF reserva-se o direito de:
a) Utilizar os trabalhos selecionados, em material institucional, por prazo indeterminado;
b) Proceder à revisão gramatical das poesias selecionadas, com a finalidade de publicação da Coletânea;
c) Não devolver aos participantes o material da inscrição;
d) Não efetuar, sob nenhuma forma, pagamento de direitos autorais;
e) Não se responsabilizar por cópias, plágios ou fraudes;
f ) A diagramação dos textos seguirá os critérios estipulados pelo SESC/AR/DF.
g) Desclassificar o participante que não entregar a documentação completa solicitada no artigo 13 deste Regulamento.

Parágrafo único. Quaisquer manifestações contrárias às clausulas deste regulamento deverão ser encaminhadas ao SESC/AR/DF, por meio de documento original assinado, em até 48 horas da publicação do resultado.

Art. 22
O SESC/AR/DF assegura aos participantes de outros estados, no caso de terem sido classificados em 1º, 2º ou 3º lugares, passagem aérea e hospedagem em Brasília, em sua Unidade de Turismo Receptivo, sem direito a acompanhante, para participarem da solenidade de entrega da premiação e do lançamento da Coletânea, sendo, para tal, indispensável a presença do candidato.

Parágrafo único. Quaisquer manifestações contrárias às clausulas deste regulamento deverão ser encaminhadas ao SESC/AR/DF, por meio de documento original assinado, em até 48 horas da publicação do resultado.

Art. 23
Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Direção do SESC/AR/DF.

Ficha de inscrição.

Fonte: Sesc DF

BACK