1º Prêmio Escriba de Crônicas

Acesse outros concursos
1 – O 1º Prêmio Escriba de Crônicas oficializado por Lei Municipal Nº 6.791, de 17 de junho de 2010, é promovido pela Prefeitura do Município de Piracicaba, através da Secretaria Municipal da Ação Cultural e da Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”, apoio da Academia Piracicabana de Letras, com objetivo de dar oportunidade de expressão e manifestação a todo segmento de público.

As inscrições estarão abertas de 18/04/2011 até 31/05/2011, na Biblioteca Municipal de Piracicaba, Rua Saldanha Marinho, 333 CEP: 13400-210 de segunda a sexta-feira no horário das 08h00 às 17h00 ou sábados das 08h00 às 11h00 ou pelo site:
www.biblioteca.piracicaba.sp.gov.br/premioescriba

2 – As crônicas serão inscritas mediante o cumprimento das seguintes exigências:
a) Os participantes deverão apresentar 2 (duas) crônicas originais (não há necessidade de ineditismo) em português, de autoria própria, sobre tema livre, digitadas em papel A-4 (sulfite), de um lado só, com o máximo de 2 (duas) folhas, com letra tamanho 12, fonte Times New Roman ou Arial, espaço entre as linhas 1,5 em 1 via. Os trabalhos pornográficos ou eróticos serão sumariamente excluídos.

3 – Trabalhos enviados pelo correio ou entregues na Biblioteca Municipal:
a) Cada crônica deve ter somente o seu título e o pseudônimo do seu autor.
b) Em envelope anexo deverá ser enviada a ficha de inscrição conforme o modelo a ser retirado do site ou na Biblioteca Municipal. No mesmo envelope lacrado, colocar CD ou DVD com os trabalhos devidamente digitados. Por fora do envelope, devem apenas constar o pseudônimo usado e o título dos trabalhos inscritos. Se o envelope dos dados confidenciais vier aberto, ou se não estiver acompanhado de CD ou DVD com o texto dos trabalhos digitados, o candidato será sumariamente eliminado.

4 – Trabalhos enviados pelo site: (nesse caso, os candidatos deverão mandar os trabalhos inscritos somente para o site www.biblioteca.piracicaba.sp.gov.br/premioescriba)
a) Os arquivos deverão ser enviados em formato DOC (Documento do Word 97-2003) com título e pseudônimo.
b) No site deverão constar 3 anexos.
c) Cada crônica deverá constar em anexo separado e mais a ficha de inscrição.
d) É necessário constar o título da obra no título do anexo.

5 – Fica assegurada, com o máximo rigor, a confidencialidade dos dados dos concorrentes. Os envelopes com os dados confidenciais somente serão abertos depois de conhecidos os trabalhos premiados, e os arquivos com os dados pessoais dos candidatos que optarem pela inscrição online também ficarão resguardados, sendo absolutamente desconhecidos dos membros da Comissão Julgadora.

6 – Uma comissão de jurados, constituída de 05 (cinco ) pessoas selecionarão os trabalhos inscritos, classificando-os em 1º, 2º e 3º lugares, assim como outras 17 ( dezessete ) melhores crônicas.

A Comissão de jurado será formada por intelectuais de reconhecida capacidade, atuantes na área da literatura.

7- As 20 (vinte) crônicas selecionadas serão reunidas numa antologia, que será editada pela Secretaria Municipal da Ação Cultural a ser distribuída às entidades culturais e oferecida aos participantes no evento da premiação, sem custos adicionais.

8- Os trabalhos não classificados serão incinerados/deletados após a seleção e premiação.

9 – Aos classificados não será paga taxa monetária alguma a título de direitos autorais.

10 – A Secretaria Municipal da Ação Cultural se reserva o direito de veicular a Antologia da maneira que melhor lhe aprouver, sem fins lucrativos.

11 – Premiação
Os autores dos primeiro, segundo e terceiro trabalhos classificados, receberão um troféu, um diploma e, respectivamente, os valores de R$ 4.000,00 ( quatro mil reais ), R$ 3.000,00 ( três mil reais ) e R$ 2.000,00 ( dois mil reais ).

12 – Excetuando-se os três primeiros trabalhos, o autor piracicabano da melhor crônica ( natural do município de Piracicaba ou nele residente há mais de dois anos ) será premiado com um diploma especial do “ Troféu Alcântara Machado “ e com a quantia de R$ 1.500,00 ( hum mil e quinhentos reais ).

13 – Os prêmios serão conferidos em cerimônia previamente marcada, a ser realizada no dia 22/10/2011 às 20h00 no anfiteatro da Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba “ Ricardo Ferraz de Arruda Pinto “. Todos os classificados das três categorias receberão diplomas e 10 exemplares da antologia.

14 – O julgamento será realizado no mês de julho.

15 – As informações sobre o resultado estarão disponíveis no site e na imprensa, a partir de agosto de 2011.

16 – O simples envio das crônicas implica na aceitação direta deste regulamento.

17 – Os trabalhos remetidos em desacordo com este regulamento (falta de dados precisos, ou de difícil identificação, envelope confidencial aberto, falta do CD ou DVD e aqueles corrompidos ou infectados etc.) serão sumariamente desclassificados.

18 – A decisão do júri é irrecorrível e não caberão recursos.

19 – Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora e a Julgadora. Para maiores informações e esclarecimentos, acesse o site da Biblioteca Pública Municipal de Piracicaba.

Fonte: www.biblioteca.piracicaba.sp.gov.br/premioescriba

7° Concurso Literário Mário Quintana / SINTRAJUFE-RS

Acesse outros concursos

REGULAMENTO ** Prorrogado até 01/08

1. O Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no RS – Sintrajufe-RS, promove seu 7º Concurso Literário, que visa despertar talentos literários, promover a literatura e homenagear Mario Quintana, poeta que, em sua lírica, cantou a cidade, os homens e os sonhos.

2. Estão habilitadas a participar do concurso pessoas residentes no Brasil, com idade acima de 18 anos.
Obs.: É vedada a participação de membros da Diretoria e funcionários do SINTRAJUFE-RS, bem como de seus familiares.

3. Tal participação implica na concordância com todas as cláusulas deste regulamento.

4. Os textos deverão ser rigorosamente inéditos.

5. A temática é livre.

6. Cada participante poderá inscrever-se através da entrega de um texto em cada uma das categorias: conto, crônica e poesia, podendo inscrever-se em apenas uma delas ou em quantas desejar. As crônicas e as poesias deverão ter, no máximo, uma página, e o conto, duas páginas, digitadas em espaço um, utilizando a letra Arial 12, em folha A4.

7. É obrigatório o uso de pseudônimo, que deverá ser composto de no mínimo dois nomes e colocado no alto da primeira página de cada texto. O pseudônimo escolhido deverá ser obrigatoriamente diferente do nome verdadeiro do concorrente.

8. Acompanhando os textos — que deverão ser entregues em três cópias em papel e uma em CD-R, devidamente identificados com o pseudônimo — deverá constar um envelope lacrado, identificado com o pseudônimo e a categoria literária, em cujo interior deverá conter os seguintes dados:
a) Categoria de inscrição
b) Pseudônimo composto
c) Nome completo
d) Endereço completo
e) Telefones
f) E-mail
g) Data de nascimento
Obs.: No interior do envelope deverá estar o CD-R com cópia do original inscrito.

9. O material (cópias do texto, envelope lacrado com dados e CD-R) deverá ser entregue dentro de um envelope grande (A4 ou Ofício), apenas i d entificado com a c ategoria e com o p seudônimo.

10.O prazo para as inscrições termina, impreterivelmente, em 18 de julho de 2011. Os envelopes com os textos concorrentes devem ser entregues à secretaria do SINTRAJUFE, à rua Marcílio Dias, nº 660, CEP 90130-000, em Porto Alegre/RS ou enviados pelo Correio. Neste caso, a data de inscrição
será a da postagem.

11.O julgamento dos textos será realizado por uma comissão de três pessoas, de diferentes áreas da literatura, indicada pelo SINTRAJUFE.

12.Os textos premiados (1º, 2º e 3º lugares) em cada categoria serão publicados em antologia editada pela entidade promotora do concurso, sem fins lucrativos, razão pela qual exonera-se o SINTRAJUFE-RS do pagamento de direitos autorais ou de qualquer outra forma de remuneração aos  autores, além da entrega gratuita de vinte exemplares da antologia. A antologia terá provável sessão de autógrafos na 57ª Feira do Livro de Porto Alegre.

13. Da premiação:
13.1. Serão outorgados troféus aos primeiros lugares e certificados aos demais.

14.Poderá a comissão deixar de selecionar textos em qualquer categoria, bem como indicar menções honrosas, caso julgar que tais decisões sejam procedentes. Neste caso, aos textos que obtiverem menção honrosa, serão concedidos certificados.

15.De cada autor não poderá figurar no livro mais que um texto em cada categoria.

16.O resultado do concurso será divulgado nos meios de comunicação produzidos pelo SINTRAJUFE-RS, até o mês de outubro.

17.Não haverá, em nenhuma hipótese, devolução dos textos concorrentes, os quais, findo o concurso, se houver interesse da entidade, passarão a integrar a memória do SINTRAJUFE-RS.

18.As decisões da comissão julgadora são irrecorríveis.

19.Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pelo coordenador do concurso, jurados e diretoria do SINTRAJUFE-RS.

20.Mais informações podem ser obtidas junto ao Sintrajufe pelo fone (51) 3235-1977 ou na página do sindicato www.sintrajufe.org.br

Fonte: www.sintrajufe.org.br

Prémio LeYa 2011

Regulamento

Artigo 1
(Objecto)
O Prémio LeYa tem por objectivo incentivar a produção de obras originais de escritores de língua portuguesa, e destina-se a galardoar uma obra inédita de ficção literária, na área do romance, que não tenha sido premiada em nenhum outro concurso.

Artigo 2
(Apresentação de candidaturas)
Podem candidatar-se ao Prémio LeYa todas as pessoas singulares com plena capacidade jurídica, independentemente da sua nacionalidade.

Artigo 3
(Valor do Prémio)
O valor monetário do Prémio é de 100 000 (cem mil) euros.

Artigo 4
(Local e Prazo de entrega)
— As obras concorrentes devem ser enviadas para:
Prémio LeYa 2011,
Rua Cidade de Córdova, n.º 2
2610-038 Alfragide
Portugal
— São admitidas a concurso todas as obras que derem entrada na morada acima indicada até ao dia 31 de Maio de 2011.
(Nota: as obras enviadas por correio devem ter a data do carimbo dos correios até ao dia 31 de Maio de 2011.)

Artigo 5
(Apresentação das obras)
1) As obras concorrentes devem ser inéditas e apresentadas em duas cópias em papel, no formato A4, e devem ser acompanhadas de uma gravação em formato digital: CD ou PEN.
2) As obras concorrentes devem ser assinadas com o pseudónimo do autor.
3) As obras concorrentes devem ser acompanhadas de um envelope fechado contendo:
a) Identificação do concorrente: nome completo; identificação fiscal (no Brasil CPF – Cadastro de Pessoa Física); endereço completo; endereço electrónico e telefone para contacto.
b) Declaração assinada pelo concorrente com a menção de que a obra apresentada a concurso é original e inédita, e não foi apresentada a nenhum outro concurso com decisão pendente.
c) Declaração assinada pelo concorrente com a menção de que é titular de todos os direitos de exploração da obra a concurso, sem excepção, bem como de que os mesmos não se encontram onerados seja a que título for.
d) Declaração assinada pelo concorrente com a menção de que não conhece, à data da apresentação da obra a concurso, qualquer acção ou interpelação de terceiros que ponham em causa a autoria da mesma e, bem assim, qualquer acção ou interpelação que possam afectar os direitos de exploração da mesma, designadamente através do seu arrolamento, penhora, execução ou qualquer outro meio legal susceptível de criar um ónus sobre aqueles direitos.
4) O concorrente pode apresentar uma declaração única, discriminando os vários textos.
5) Todos estes dados devem ser enviados em envelope fechado, identificado com o título da obra e o pseudónimo do autor (coincidente com o pseudónimo usado nas cópias da obra).

Artigo 6
(Características dos originais)
O tipo de letra e entrelinha utilizados na obra devem facilitar a leitura aos membros do Júri.

Artigo 7
(Composição do Júri)
O júri será constituído por, pelo menos, sete destacadas personalidades do mundo literário e cultural de língua portuguesa, sendo o mesmo nomeado pela LeYa.

Artigo 8
(Análise das obras)
O sistema de análise, classificação e selecção das obras apresentadas será estabelecido pela LeYa, que constituirá uma comissão que realizará a leitura de todas as obras admitidas a concurso. Esta comissão elaborará um relatório sobre cada uma dessas obras e seleccionará as que considerar melhores, até um máximo de 10 (dez). As obras seleccionadas, bem como os relatórios da comissão, serão apresentados ao Júri, que sobre eles decidirá.

Artigo 9
(Deliberações do Júri)
a) O Júri delibera com total independência e em plena liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros, cabendo, em caso de empate, ao Presidente do Júri o voto de qualidade.
b) O Júri atribuirá o Prémio LeYa 2011 à obra concorrente que considerar de maior mérito literário, devendo essa escolha ser devidamente fundamentada.
c) A decisão do júri é definitiva e não susceptível de apelo, devendo ser anunciada até 31 de Dezembro de 2011.
d) Haverá um único premiado.
e) As decisões do Júri são secretas e definitivas.
f) Se as obras concorrentes não apresentarem a qualidade exigida, o júri poderá deliberar não atribuir o Prémio.

Artigo 10
(Edição da obra)
a) A edição da obra premiada será efectuada pela LeYa, directamente ou através de uma das editoras do Grupo, e distribuída em todos os países de língua portuguesa.
b) A tiragem da edição será determinada pela LeYa.
c) O autor da obra premiada receberá todos os anos, até 31 de Março, uma informação sobre as vendas dessas obras. Quando as vendas ultrapassarem os 85 000 exemplares o autor passará a receber, a título de direitos de autor, 8% do preço de venda ao público (no caso de edições cartonadas ou brochadas) e 5% do preço de venda ao público (no caso de edições de bolso). No caso de a exploração da obra ser realizada por terceiros, nomeadamente sob a forma de traduções, o autor receberá, uma vez cobertos os montantes dos prémios, 60% dos montantes líquidos que a LeYa venha a receber a esse título.
d) O autor da obra premiada cede à LeYa o direito exclusivo de a explorar comercialmente sob todas as formas e em todas as modalidades, em todo o mundo. Este direito inclui a tradução para qualquer língua e o direito de adaptação teatral, cinematográfica, televisiva, vídeo, ou para outros suportes que existam ou venham a existir.
e) O autor da obra vencedora compromete-se a subscrever, a simples solicitação da LeYa, um contrato de edição nos termos expostos neste regulamento e de acordo com o Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos, bem como todos os contratos e documentos necessários para a protecção dos direitos de exploração cedidos à LeYa.

f) O presente acordo rege-se pelas disposições aplicáveis da lei portuguesa. No caso de litígio ou disputa quanto à execução, interpretação, aplicação ou integração deste acordo, as Partes diligenciarão, por todos os meios de diálogo e modos de composição de interesses, de forma a obter uma solução concertada para a questão. Fica estabelecido o prazo de 30 (trinta) dias sobre a data da primeira diligência tendente à resolução da questão para a tentativa de conciliação referida no número anterior. Quando não for possível uma solução amigável e negociada, qualquer das Partes poderá recorrer a arbitragem. A arbitragem será realizada por um tribunal arbitral constituído nos termos deste regulamento e, supletivamente, pelo disposto na Lei n.º 31/86, de 29 de Agosto. O tribunal arbitral será composto: Por um árbitro único, se as Partes acordarem na sua designação; ou na falta de acordo, por três árbitros, caso em que cada uma das Partes nomeará um árbitro e ambas indicarão o terceiro, que presidirá; ou na falta de acordo, por três árbitros, sendo um indicado por cada uma das Partes e o terceiro indicado pelo Presidente do Conselho de Arbitragem do Centro de Arbitragem Comercial da Associação Comercial de Lisboa/Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, a requerimento da Parte mais diligente. O tribunal arbitral funcionará em Lisboa, no local que for escolhido pelo árbitro único ou pelo árbitro presidente. O processo correrá perante o tribunal arbitral com observância das regras processuais aplicáveis. Na falta de acordo quanto ao objecto do litígio, será o mesmo fixado pelo tribunal arbitral, tendo em atenção a petição (e eventual reconvenção) submetida.
O tribunal arbitral apreciará os factos e julgará as questões de direito como o faria o tribunal normalmente competente, e as suas decisões serão dispensadas de depósito, delas não cabendo recurso. A decisão da Arbitragem deverá ser proferida no prazo de 90 dias de calendário a contar da data de constituição do Tribunal. O Tribunal considera-se constituído na data da aceitação do árbitro único ou na data da nomeação do terceiro árbitro, entendendo-se esta efectuada, na situação de falta de acordo, na data da notificação da nomeação. Todos os custos relacionados com o funcionamento do Tribunal Arbitral, incluindo os honorários dos Árbitros, serão suportados pela Parte contra quem for proferida a decisão ou, quando a decisão não for proferida unicamente contra uma das Partes, por ambas as Partes de acordo com as proporções estabelecidas na decisão do Tribunal Arbitral. Para instaurar qualquer providência cautelar, bem como para executar a decisão proferida pelo Tribunal Arbitral, é competente o foro da comarca de Lisboa.
g) O contrato de edição será válido pelo prazo de 10 (dez) anos e renova-se automaticamente salvo se uma das partes o resolver, com motivo justificado, por escrito e com uma antecedência mínima de 60 dias relativamente ao termo final de cada período de validade em curso.
h) Caso, por qualquer motivo, não seja formalizado o contrato, o presente Regulamento terá o valor de contrato de cessão de direitos entre a LeYa e o vencedor do Prémio.

Artigo 11
(Disposições finais)
— Os originais enviados não serão devolvidos.
— A candidatura ao Prémio LeYa 2011 implica a aceitação do presente regulamento.

Para mais informações, por favor contacte premioleya@Leya.com

Fonte: Editora Leya

XII Concurso De Poesia Agostinho Gomes

Acesse outros concursos
Capítulo I

Artigo 1º
Instituição
O Município de Oliveira de Azeméis, através dos serviços da Biblioteca Municipal, institui pelo presente regulamento o Concurso de Poesia Agostinho Gomes, com a participação da Freguesia da Vila de Cucujães, do Núcleo de Atletismo de Cucujães ou outras entidades que se vierem a mostrar interessadas e sejam aceites por deliberação da Câmara Municipal.

Artigo 2º
Objectivo e Periodicidade
1. O concurso é anual e o seu principal objectivo é estimular a produção de originais de poesia e homenagear um grande vulto da poesia do Município de Oliveira de Azeméis, natural da freguesia de Vila de Cucujães.
2. A Câmara Municipal através dos serviços da Biblioteca Municipal fará a devida publicidade das datas em que decorrerá o período para apresentação de candidaturas ao presente concurso.

Artigo 3º
Âmbito
1. Ao presente concurso podem concorrer todos os interessados, só sendo admitidos a concurso poesias inéditas, de temas livres nas seguintes condições:
a)Máximo de dois textos por cada concorrente;
b) Cada texto não pode exceder a dimensão de uma folha A4;
c) Os textos devem ser apresentados dactilografados ou escritos em computador;
d) De cada texto devem ser enviadas seis cópias;

2. É instituído no âmbito deste concurso a modalidade “Geral” para concorrentes com idade superior a 18 anos e a modalidade “Prémio Revelação Juvenil” à qual só poderão concorrer jovens até aos 18 anos de idade inclusive.

3. São admitidos concorrentes a nível nacional e internacional, mediante a apresentação única dos textos em língua portuguesa.

Artigo 4º
Modo de apresentação de candidaturas
1. Os trabalhos devem ser assinados com pseudónimo e apresentados em envelope fechado e lacrado, sem qualquer identificação, em cujo rosto se deve escrever “Candidatura ao Concurso de Poesia Agostinho Gomes”.
2. Cada envelope postal corresponde a uma e só uma candidatura.
3. Os jovens que pretendam concorrer à categoria do “Prémio Revelação Juvenil” devem mencionar tal facto no rosto do envelope de apresentação de candidatura atrás referido.
4. Conjuntamente com os trabalhos deve ser enviado outro envelope fechado em cujo rosto deve ser inscrito o pseudónimo utilizado, contendo no interior uma folha A4 em que conste:
– Pseudónimo;
– Identificação completa do(a) autor(a);
– Morada completa;
– Idade;
– Contacto telefónico ou outro;5. Os trabalhos poderão ser enviados através de correio electrónico, com a identificação enviada pelos meios previstos nos números anteriores.
6. Cada envelope deve conter os trabalhos de um só concorrente.

Artigo 5º
Local e prazo de entrega
1. As candidaturas podem ser entregues pessoalmente na Biblioteca Municipal, através do correio electrónico para concurso.agostinhogomes@bm-ferreiradecastro.com ou através do correio para a seguinte morada:
Município de Oliveira de Azeméis
Biblioteca Municipal Ferreira de Castro
Rua General Humberto Delgado
3720-254 Oliveira de Azeméis

2. O prazo de entrega das candidaturas termina às 17 horas e 30 minutos do dia que vier a ser afixado para terminus da sua apresentação.
No caso das obras enviadas pelos serviços dos correios, será considerada a data do carimbo dos CTT desse mesmo dia.

Capítulo II
Júri do Concurso

Artigo 6º
Designação e constituição
O júri é constituído por cinco elementos de reconhecido mérito e idoneidade em representação de cada uma das seguintes entidades:
– Biblioteca Municipal de Oliveira de Azeméis;
– Junta de Freguesia da Vila de Cucujães;
– Núcleo de Atletismo de Cucujães;
– Editora ou jornal local a designar pela CMOA;
– Individualidade ligada à produção poética residente ou nascida no município a designar pelo Presidente da Câmara Municipal ou Vereador competente; Através de deliberação, a Câmara Municipal
reserva-se o direito de designar elementos de outras instituições existentes no Município, para a constituição do júri.

Artigo 7º
Funcionamento
1. O júri reunirá no prazo máximo de três meses após a recepção das candidaturas, no edifício da Biblioteca Municipal.
2. O júri estabelecerá entre si o método de trabalho a seguir, designando um secretário que redigirá as actas.
3. As reuniões são secretas, deliberando em plena independência e liberdade, sendo as declarações de voto registadas em acta.
4. As deliberações são tomadas por maioria absoluta de votos e delas não poderá haver recurso.

Artigo 8º
Classificação e publicidade
1. O júri procederá à atribuição dos prémios, sendo a acta final homologada pelo Presidente da Câmara Municipal ou pelo vereador
competente.
2. Os autores premiados serão divulgados através de editais afixados na Biblioteca Municipal e comunicado pessoalmente aos interessados através de carta.

Capítulo III
Dos Prémios

Artigo 9º
Classificação e valores
1. Aos trabalhos classificados são atribuídos por ordem de mérito os seguintes prémios:
1º Prémio – Pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis no valor de €500,00 (quinhentos euros);
2º Prémio – Pela Junta de Freguesia da Vila de Cucujães no valor de €250,00 (duzentos e cinquenta euros);
3º Prémio – Pelo Núcleo de Atletismo de Cucujães, no valor de €150,00 (cento e cinquenta euros);
2. Será ainda atribuído pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis o “Prémio Revelação Juvenil”, no valor de €125,00 (cento e vinte cinco euros).
3. A todos os concorrentes admitidos a concurso serão entregues diplomas de participação.
4. Os prémios referidos no ponto um podem ser alterados pela Câmara Municipal mediante deliberação pelas entidades participantes, ou outras que vierem mostrar interesse e sejam aceites pela Câmara Municipal.

Capítulo IV
Disposições Gerais

Artigo 10º
Aceitação das Condições
1. Os concorrentes ao entregarem os trabalhos em candidatura aderem às condições consignadas no presente regulamento, obrigando-se ao seu cumprimento, e cedência de todos os direitos que sobre os mesmos têm.
2. Os trabalhos entregues em candidaturas ficam na posse do Município de Oliveira de Azeméis que os poderá utilizar em qualquer altura para publicação.

Artigo 11º
Dúvidas e omissões
1. Para qualquer esclarecimento sobre o estabelecido no presente regulamento poderão ser contactados os serviços da Biblioteca Municipal.
2. As dúvidas e omissões do presente regulamento serão decididas pelo júri do concurso e homologadas pelo Presidente da Câmara Municipal ou pelo Vereador competente.

Artigo 12º
Revisão e anulação do Regulamento
A Câmara Municipal reserva-se do direito de propor, quando for caso disso, a revisão ou anulação do presente regulamento, desde que se verifique a adulteração dos fins para os quais o mesmo foi criado, devendo de tal facto dar a devida publicidade.

Artigo 13º
Entrada em vigor
O presente regulamento entra em vigor 15 dias após a sua publicação no Diário da República.

Regulamento disponível em
www.bm-ferreiradecastro.com
Biblioteca Municipal Ferreira de Castro

Rua General Humberto Delgado
3720-254 Oliveira de Azeméis
Tel. 256 607 177 Fax 256 607 178

concurso.agostinhogomes@bm-ferreiradecastro.com

Fonte: Biblioteca Municipal Ferreira de Castro (.pdf)

Concurso Literário Irene Lisboa

Acesse outros concursos
Regulamento

A Língua e a literatura portuguesas constituem veículos privilegiados da nossa Identidade e Cultura. Através das mesmas é reconhecida a Universalidade do nosso povo. Às autarquias, cabe também a sua preservação e proliferação.
Neste âmbito, o Município de Arruda dos Vinhos promove o Concurso Literário Irene Lisboa, destinado a galardoar trabalhos de reconhecida qualidade.
A escolha da Patrona do evento deve-se à importância ímpar de Irene Lisboa na nossa Literatura e Pedagogia e porque este é o concelho da sua naturalidade.

Artigo 1.º
Objectivos
1 – O presente regulamento tem como objecto estabelecer as condições e critérios do Concurso Literário Irene Lisboa.
2 – São objectivos deste concurso:
a) Divulgar o nome e a obra de Irene Lisboa;
b) Valorizar a Língua Portuguesa;
c) Valorizar a cultura Arrudense;
d) Criar e/ou consolidar hábitos de leitura;
e) Criar e/ou consolidar hábitos de escrita;
f) Promover a escrita criativa, valorizando a expressão literária.

Artigo 2.º
Periodicidade
O Prémio Literário Irene Lisboa realiza-se anualmente, no concelho de Arruda dos Vinhos.

Artigo 3.º
Modalidades
Os trabalhos a concurso poderão revestir as seguintes modalidades:
a) Poesia (tema livre);
b) Prosa-Conto (tema livre).

Artigo 4.º
Participantes
Podem participar no concurso todos os cidadãos portugueses natos ou naturalizados e estrangeiros cuja situação de permanência no país esteja devidamente legalizada.

Artigo 5.º
Formalização das Candidaturas
1 – O trabalho a concurso é entregue dentro de envelope fechado, identificado no exterior com pseudónimo. Dentro do envelope que contém o trabalho, deve ser colocado um segundo envelope fechado, indicando o pseudónimo no exterior e contendo no seu interior a identificação do autor, morada e contacto.
2 – Cada participante pode concorrer com o máximo de dois trabalhos, por modalidade, sob pena de ser excluído do concurso caso se comprove o não cumprimento deste número.
3 – Após a identificação dos trabalhos premiados, caso se verifique a existência de mais de dois prémios do mesmo concorrente, o mesmo será excluído do concurso.

Artigo 6.º
Características das obras
1 – Só são admitidas a concurso obras inéditas, escritas em Língua Portuguesa.
2 – Devem as modalidades respeitar as seguintes características:
a) Poesia: 1 conjunto de 6 poemas, com espaço e meio entre linhas, em letra Arial, tamanho 12, em folhas A4 (3 exemplares).
b) Prosa (conto): mínimo de 5 páginas e máximo de 15 páginas, com espaço e meio entre linhas, em letra Arial, tamanho 12, em folhas A4 (3 exemplares).
3 – Todos os exemplares devem ser identificados com o pseudónimo.

Artigo 7.º
Do Júri
1 – O júri é constituído por 3 elementos indicados pela Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos.
2 – O júri pode não atribuir qualquer prémio, desde que devidamente fundamentada a respectiva deliberação.
3 – O júri pode atribuir Menções Honrosas, desde que devidamente fundamentada a respectiva deliberação.
4 – Das deliberações do júri não há lugar a recurso.

Artigo 8.º
Dos Prazos, Prémios e Datas dos Eventos
As datas de entrega dos trabalhos, de divulgação dos resultados e da cerimónia da entrega de prémios, bem como os prémios a atribuir e os respectivos valores são fixados, anualmente, pela Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos e publicitados em anexo a este regulamento, em cada nova edição do prémio literário.

Artigo 9.º
Dos Trabalhos
1 – A Câmara Municipal fica detentora dos trabalhos premiados, reservando para si todos os direitos de publicação ou divulgação dos mesmos.
2 – Os trabalhos não premiados são devolvidos, se solicitados, até dois meses, após a cerimónia de entrega dos prémios.

Artigo 10.º
Sanções
A não observância do disposto em qualquer dos números anteriores implica a desclassificação do trabalho respectivo.

Artigo 11.º
Casos Omissos
Os casos omissos no presente Regulamento são resolvidos por despacho do Presidente da Câmara ou do Vereador do Pelouro da Cultura.

Artigo 12.º
Entrada em Vigor
O presente Regulamento entra em vigor quinze dias após a sua publicação.

Anexo:
Prazos
Entrega de trabalhos a concurso – até 31 de Maio de 2011
Divulgação dos resultados – 16 de Setembro de 2011
Cerimónia de entrega dos prémios – 23 de Setembro de 2011

Prémios
Prémios a atribuir aos trabalhos vencedores:
Prémio Literário Irene Lisboa de Prosa (conto): 500€
Prémio Literário Irene Lisboa de Poesia: 500€

Fonte: Prémios Literario e de Artes – Município de Arruda dos Vinhos

XIV Concurso de contos Alípio Mendes

Acesse outros concursos

REGULAMENTO

1. As inscrições serão encerradas em 05/08/2011, valendo a data da postagem.

2. Poderão participar do Concurso todas as pessoas radicadas em território nacional.

3. Cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho, inédito, obrigatoriamente escrito em Língua Portuguesa.

4. O trabalho deverá ser datilografado ou digitado numa só face, com o máximo de 3 (três) laudas, não constando o nome do autor, apenas o pseudônimo e o título do conto.

5. As 6 (seis) cópias, acompanhadas de uma sobrecarta fechada, contendo, em seu interior, a identificação do candidato: nome, endereço completo, telefone e “e-mail” e, na parte externa, o título do conto e o pseudônimo do concorrente, deverão ser entregues na sede do Ateneu, ou remetidas para :

ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES
XIV CONCURSO DE CONTOS “ALÍPIO MENDES”
Caixa Postal 73325
Praça Guarda Marinha Grenhalgh, 59 São Bento
Angra dos Reis – RJ – Cep. 23.900-240

6. Para todos os efeitos legais os participantes do presente concurso se declaram os legítimos autores dos contos inscritos e garantem o ineditismo dos mesmos, isentando o Ateneu Angrense de Letras e Artes de qualquer reclamação ou demanda que porventura venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.

7. Serão concedidos troféus e certificados de classificação aos autores dos 3 (três) melhores contos e certificado de menção honrosa aos classificados do 4º ao 10º lugar.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja
e mantenha-se atualizado!

8. Os autores dos contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares, bem como os componentes da Comissão Julgadora, que residam fora de Angra dos Reis, terão direito a pernoite com acompanhante (intransferível), no dia da cerimônia de encerramento do concurso.

9. Os contos classificados nos 5 (cinco) primeiros serão publicados na Revista do AALA.

10. A Comissão Julgadora será constituída a convite da Comissão Organizadora.

11. Os participantes classificados terão ciência da decisão da Comissão Julgadora através de correspondência.

12. A entrega dos prêmios acontecerá, em sessão solene, no dia 24/09/2010, às 19h, no Clube Comercial, em Angra dos Reis.

13. O ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES se reserva o direito de publicar os trabalhos classificados.

14. Os trabalhos não serão devolvidos.

15. Ao fazer sua inscrição o concorrente estará aceitando os termos deste Regulamento, ficando sujeito a desclassificação pelo não cumprimento do mesmo.

16. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

17. Os membros da Comissão Organizadora não poderão participar do concurso.

Fonte: Ateneu Angrense de Letras e Artes

XXXIII Concurso Literário Felippe D’Oliveira

Acesse outros concursos



1 – Participação:

1.1 – O Concurso Literário Felippe D’Oliveira, que visa homenagear a memória do poeta santa-mariense que lhe empresta o nome, bem como estimular novas produções literárias nas modalidades Conto, Crônica e Poesia, é dirigido a candidatos de nacionalidade brasileira, residentes no país ou no exterior.

1.2 – Objetivando dar oportunidade a novos valores, os candidatos classificados em primeiro lugar em cada modalidade do concurso ficam impedidos de concorrer nessa mesma modalidade pelo período de três (3) anos, a contar da data de premiação.

1.3 – Os candidatos poderão concorrer nas três (03) modalidades literárias – Conto, Crônica e Poesia, obedecendo a um limite de até três (03) trabalhos por modalidade.

2 – Inscrição:
2.1 – As inscrições estarão abertas durante o período de 2 de maio a 30 de junho de 2011* (prorrogado até 08/08), das 8h às l8h, na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide – Av. Presidente Vargas,1300 – Santa Maria- RS, Brasil, CEP 97030 -510 bpmhbsm@yahoo.com.br – Fone: (55) – 32181396

2.2 – Para as inscrições feitas pelo correio, terá validade a data de expedição, comprovada através de carimbo postal.

2.3 – A inscrição de cada trabalho deverá ser efetuada separadamente através de ficha própria (anexada), a qual poderá ser foto copiada ou obtida através do site www.santamaria.rs.gov.br (neste caso deverá ser impressa em modelo paisagem). O preenchimento da ficha deve ser completo e vir digitalizada ou em letra de forma.

2.4 – No caso de concorrer em mais de uma modalidade, o candidato deverá realizar a inscrição em cada modalidade separadamente.

2.5 – Os trabalhos deverão ser encaminhados num CD-R (700 MB) em cuja etiqueta constarão o título do texto, o nome do autor e a modalidade literária.

2.6 – O CD também deverá ser acompanhado por três (03) vias do texto, impressas em papel A4, à partir de um documento no formato .doc, ou compatível com MS Word, em tamanho 12, na fonte Times New Roman, espaço 1,5. No caso da modalidade Crônica, o texto deverá obedecer a uma extensão máxima de (03) laudas. Nesse documento, NÃO deverá constar o nome do autor. Pseudônimos são obrigatórios e deverão ser colocados logo abaixo do título do texto e alinhados à direita. 2.7 – Neste CD deverá constar um arquivo em separado, em formato .doc ou compatível com MS word contendo as seguintes informações: Nome do Autor, Cidade, e modalidade.

2.8 – A ficha de inscrição e o CD deverão ser colocados num envelope pequeno, identificado externamente pela ficha nº 2 (em anexo). Esse envelope e as três vias impressas deverão ser depositados num outro, tamanho ofício, no qual será afixada externamente a ficha nº 1 (em anexo), devidamente preenchida.

3 – Seleção:

3.1 – A seleção e premiação dos trabalhos será realizada por uma Comissão Julgadora composta de três (3) membros para cada modalidade, residentes ou não em Santa Maria e indicados pela Secretaria de Município da cultura, ouvidas as instituições e entidades ligadas à área de Letras.

3.2 – A identificação dos concorrentes será feita após a decisão da Comissão Julgadora, quando os envelopes fechados que acompanham os trabalhos serão abertos.

3.3 – O não cumprimento, ou violação de qualquer uma das regras deste regulamento resultarão na desclassificação dos trabalhos.

4 – Premiação:

4.1 – O primeiro colocado em cada modalidade receberá um prêmio no valor de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) e certificado.

4.2 – Aos candidatos que obtiverem 2º e 3º lugares em cada modalidade serão conferidos certificados.

4.3 – Será concedido um prêmio de incentivo local em cada modalidade, dirigido exclusivamente a candidatos naturais de Santa Maria ou residentes na cidade há mais de dois (02) anos. Essa premiação somente se dará mediante a apresentação de comprovante de residência ou documentação afim.

4.4 – O valor do prêmio de incentivo será de R$ 1.000,00 (mil reais) em cada modalidade.

4.5 – Caso a seleção do vencedor em âmbito local recaia sobre o 1º colocado em âmbito nacional, este não terá direito ao Prêmio-Incentivo.

4.6 – A critério da Comissão Julgadora, poderão ser atribuídas até três (3) Menções Honrosas em cada modalidade.

5 – Publicação:

5.1 – Os três (3) primeiros trabalhos classificados em cada modalidade serão publicados, em forma e data a serem posteriormente anunciadas.

5.2 – Os trabalhos distinguidos com Menção Honrosa poderão também ser publicados, para o que os selecionados cederão os direitos autorais.

5.3 – A entrega dos prêmios será feita em agosto, em Sessão Solene do Mês da Cultura de Santa Maria e durante a semana do aniversário do poeta Felippe D’Oliveira.

6 – Disposições Gerais:

6.1 – No ato das inscrições, o participante aceitará, implicitamente, todas as disposições deste regulamento.

6.2 – As decisões de seleção e premiação das comissões de cada categoria terão caráter irrecorrível.

6.3 – Os trabalhos inscritos e não selecionados deverão ser retirados num prazo de 20 (vinte) dias seguintes à premiação, na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide. Após essa data, serão encaminhados para as cooperativas de materiais recicláveis.

6.4 – Os casos omissos serão decididos soberanamente pela instituição promotora.

7 – Cronograma:

7.1 – Inscrições e Envio de trabalhos: 02 de maio a 30 de junho de 2011.

7.2 – Seleção e classificação:17 de junho a 18 de julho de 2011.

7.3 – Divulgação do resultado:20 de julho de 2011.

7.4 – Premiação :31 de agosto de 2011 na Câmara de Vereadores.

OBS: Com exceção da data das inscrições, as restantes estão sujeitas à mudanças, conforme o número de inscritos e as necessidades de edição e planejamento do livro

Fonte: Prefeitura de Santa Maria | Cultura

Concurso Internacional de Contos Vicente Cardoso

Acesse outros concursos

A Comissão Central organizadora da 7ª Feira do Livro de Santa Rosa, com a finalidade de estimular a produção literária local, e o intercâmbio com escritores brasileiros e de outros países institui edital que regulamenta o Concurso Internacional de Contos que nesta edição homenageia o escritor VICENTE CARDOSO.

1- Poderão participar escritores, maiores de 18 anos.

2- O tema será: contos de fantasia e/ou ficção científica.

3- Os textos deverão ser em língua portuguesa – digitados em Word ou BrOffice – fonte Arial – tamanho 12 – espaçamento simples – justificado – máximo de 6 laudas.

4- Os textos serão enviados para o endereço eletrônico concursodecontosvicentecardoso@gmail.com no campo assunto virá “Concurso Internacional de Contos Vicente Cardoso” com arquivo em anexo nomeado “Texto” constando o texto sem identificação do autor, apenas pseudônimo. Também um outro arquivo nomeado “DadosPseudonimo” sendo que no lugar de Pseudônimo virá o pseudônimo escolhido. Por exemplo, se o pseudônimo for “Adalio” o arquivo será nomeado “DadosAdalio”. Neste arquivo constarão: pseudônimo, nome real, endereço, endereço eletrônico, telefone e breve currículo do autor.

5- Os textos devem ser inéditos de publicação em livro na mídia papel. Publicação em livro sem registro ISBN ou e-book não quebram o ineditismo da obra.

6- Aos cinco primeiro colocados serão entregues:
1º colocado: diploma constando colocação, 15 exemplares da coletânea com os textos premiados no concurso e uma cesta de livros de escritores santa-rosenses;
2º colocado: diploma constando colocação, 10 exemplares da coletânea e uma cesta de livros de escritores santa-rosenses;
3º colocado: diploma constando colocação e 9 exemplares da coletânea .
4º colocado: diploma constando colocação e 8 exemplares da coletânea .
5º colocado: diploma constando colocação e 7 exemplares da coletânea .

7- Todos os autores que tiverem textos selecionados para participar da coletânea receberão diploma com esta menção.

8- A coletânea terá registro ISBN e será lançada na 7ª Feira do Livro de Santa Rosa que acontecerá de 13 a 16 de Outubro de 2011 no Parcão – Praça 10 de Agosto – em frente ao Museu Municipal. Será também distribuída para venda em livrarias e poderá ter seção de autógrafo em outras feiras ou eventos.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja
e mantenha-se atualizado!

9- Ao enviar seus textos os autores estarão cedendo os direitos autorais da obra enviada para publicação em livro, e-book, áudio livro e PDF a comissão organizadora da 7ª Feira do Livro de Santa Rosa.

10- Os textos poderão ser enviados até 10 de Agosto de 2011 exclusivamente via internet conforme consta no artigo 4º deste regulamento.

11- Esta vedada a participação de integrantes ou familiares dos integrantes da comissão central da 7ª Feira do Livro de Santa Rosa e de familiares dos membros da comissão julgadora deste concurso.

12- Os contos serão julgados por uma comissão de alto nível literário, indicada pela Comissão Central da 7ª Feira do Livro de Santa Rosa, cuja decisão será soberana, à qual não cabem recursos sobre o resultado do concurso.

13- As inscrições fora das normas do concurso não serão aceitas.

14- É de responsabilidade exclusiva do concorrente a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais sobre a obra inscrita.

15-Este edital atende ao disposto na Lei Federal nº 9.610 de 12/02/1998 sobre direitos autorais.

16-Os premiados concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem para a divulgação do concurso, sem qualquer ônus para os realizadores.

17-Os participantes declaram estar cientes e de acordo com este regulamento.

18-Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Central da 7ª Feira do Livro de Santa Rosa.

Organização:
concursodecontosvicentecardoso@gmail.com
ases.rs@gmail.com

Fonte: 7ª Feira do Livro de Santa Rosa

27º Festival Poético – SESC/PR

Acesse outros concursos

REGULAMENTO
27º FESTIVAL POÉTICO

REALIZAÇÃO

Art. 1º- O Festival Poético, é uma promoção do SESC – Serviço Social do Comércio – integrante do Sistema Fecomércio, Rotary Club de Cornélio Procópio, Lions Clube, Prefeitura do Município de Cornélio Procópio, Academia de Letras, Artes e Ciências de Cornélio Procópio (ALACCOP) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

OBJETIVOS

Art. 2º- O Festival Poético tem como objetivos básicos:
• Descobrir e incentivar valores;
•Oportunizar aos poetas a divulgação de seus trabalhos;
•Promover o intercâmbio cultural entre todos os segmentos envolvidos no evento;
•Incentivar os declamadores de poesias.

PARTICIPAÇÃO

Art. 3º- Podem participar candidatos de qualquer idade, sendo o enquadramento da faixa etária até a data do término das inscrições, apresentando no máximo 02 (duas) poesias de própria autoria, com o tema livre.

Art. 4º- Categorias
1 – Outras cidades
A – de 7 a 10 anos – misto: 1º ao 4º classificado
B – de 11 a 14  anos – misto: 1º ao 4º classificado
C – Acima de 15 anos – misto: 1º ao 4º classificado

2 – Cornélio Procópio
A – de 7 a 10 anos – misto: 1º ao 4º classificado
B – de 11 a 14  anos – misto: 1º ao 4º classificado
C – Acima de 15 anos – misto: 1º ao 4º classificado

3 – Comerciários
A – de 7 a 10 anos – misto: 1º ao 4º classificado
B – de 11 a 14  anos – misto: 1º ao 4º classificado
C – Acima de 15 anos – misto: 1º ao 4º classificado

Entende-se como “Comerciários”, os Comerciários e seus Dependentes, assim como Empresários do Comércio.

IDENTIFICAÇÃO

Art. 5º
Os trabalhos devem ser entregues da seguinte maneira:
1. Com pseudônimo no rodapé dos poemas, sem nenhuma identificação.
2.  Anexar um envelope pequeno e fechado, contendo em seu interior a ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada.
3. No envelope pequeno, deverão estar informados na sua face externa os seguintes itens:
– Categoria “Outras Cidades”: Categoria, pseudônimo, cidade e faixa etária: A,B, ou C.
– Categoria “Comerciários”: Categoria, pseudônimo, cidade e faixa etária: A,B, ou C.
– Participantes de Cornélio Procópio:
  Estudante: Categoria, pseudônimo, faixa etária: A, B ou C e nome da escola;

Não estudante: Categoria, pseudônimo e faixa etária: A, B ou C.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja
e mantenha-se atualizado!

INSCRIÇÕES

Art. 6º- As poesias inscritas devem ser inéditas e originais, entendendo-se por inédita a poesia que não tenha sido publicada sob qualquer hipótese ou premiada  em outros concursos, e por original a poesia não plagiada.

Art. 7º – Para a inscrição da Categoria “Comerciário”, deverá ser enviada a cópia do Cartão do Cliente  atualizado (carteirinha), no interior do envelope de identificação.

Art. 8º- Serão aceitas as poesias emitidas até o dia 12 de agosto de 2011, sendo válida a data de postagem dos trabalhos encaminhados via correio. As poesias devem ser digitadas em espaço 2 (dois), em papel sulfite (A4), em 5 (cinco) vias e encaminhadas para o seguinte endereço:

SESC – Cornélio Procópio
Av. Nossa Senhora do Rocio, 696 (Centro)
CEP: 86.300-000 –  Cornélio Procópio – PR

INFORMAÇÕES:
Tel. (43) 3904-1600
e-mail- anamello@sescpr.com.br

Art. 9º- Início das inscrições: 02 de maio de 2011 (segunda-feira)

Término das inscrições: 12 de agosto de 2011 (Sexta-feira)
Entrega de premiação:

            Dia: 10 de novembro de 2011 ( quinta-feira)
           Horário: 19h30
     Local: Anfiteatro da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do PR) – Campus: Cornélio Procópio

JULGAMENTO

Art. 10º- Serão premiados os 4 melhores poemas de cada faixa etária da categoria “Outras Cidades”; os 4 melhores de cada faixa etária da categoria “Comerciário” e os 4 melhores de cada faixa etária da categoria “Cornélio  Procópio”, classificados por ordem alfabética dos nomes dos selecionados, por uma comissão composta por 20 membros da área literária.

RESULTADO

Art. 11º- O resultado será divulgado na imprensa local e disponível no site do SESC PR – www.sescpr.com.br,  a partir do dia 09 de setembro de 2011.

PREMIAÇÃO

Art. 12º- Os poemas premiados conforme o art. 9º,  farão parte de um “Varal de Poesias” itinerante.

Art. 13º- Os premiados receberão  troféus, certificados e coletânea das poesias classificadas no Festival Poético 2011.

Art. 14º- Serão premiados com troféus o melhor declamador de cada faixa etária.
Declamador destaque: 07 a 10 anos; Declamador destaque: 11 a 14 anos; Declamador destaque: acima de 15 anos. Para tanto, os poetas que tiverem seus trabalhos selecionados poderão confirmar junto ao SESC Cornélio Procópio, até o dia 30 de setembro de 2011, se declamarão na noite de premiação. A comissão julgadora, para esta categoria, será composta por no mínimo três componentes.

DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 15ª – Não será exigida, neste concurso, a adaptação do texto às novas mudanças ortográficas, as quais serão utilizadas como critério de seleção para os próximos concursos.

Art. 16º- Os poemas inscritos no Festival Poético não serão devolvidos.

Art. 17º- Os poetas que fizerem uso de plágio, serão imediatamente desclassificados do Festival Poético.

Art. 18º- Caberá à Comissão Organizadora resolver os casos omissos no presente regulamento.

ficha de inscrição

Fonte: SESC – PR

Concurso Hydra

Acesse outros concursos

Regulamento:

Artigo 1.º: Tema do concurso
O Concurso Hydra visa promover a literatura especulativa brasileira, formando parcerias com publicações estrangeiras para divulgar a produção nacional além das nossas fronteiras.

Artigo 2.º: Prazo para a entrega de candidaturas
O prazo para a entrega de contos expira em 15 de agosto de 2011.

Artigo 3.º: Condições de participação
O Concurso é aberto a todos os escritores de nacionalidade brasileira com contos publicados nos anos de 2009 ou 2010. Cada autor pode inscrever até dois contos da sua autoria, desde que estejam dentro das seguintes características:

Apenas são válidos os contos publicados originalmente em língua portuguesa
“Publicação” neste caso significa que o conto foi disponibilizado para o público por venda (por meio impresso ou digital) ou livremente online

Os contos devem ter sido publicados pela PRIMEIRA VEZ nos anos de 2009 ou 2010

Para publicação impressa, vale o ano de copyright da edição

Para publicação digital, vale a primeira data que o conto foi disponibilizado online

São elegíveis apenas contos dos gêneros de ficção especulativa, quer dizer, contos com elementos de fantasia ou ficção científica

Contos de história alternativa são elegíveis

Contos de terror são elegíveis apenas se contém algum elemento especulativo

Tamanho máximo (por conto) de 10.000 (dez mil) palavras

Não pode existir tradução prévia do conto para inglês

O autor deve possuir diretos de publicação do conto em inglês

É encorajada a inscrição de contos que já participaram em ou vencerem outros concursos, desde que os contos respeitem todas as outras regras desse concurso

Inscrições que não estiverem de acordo com estas regras serão recusadas.

Especificamente para esta edição do concurso é obrigatória a adequação à seguinte regra da nossa publicação parceira:

Classificação: a revista parceira não publica textos recomendados para maiores de 14 anos. As histórias poderão conter temas adultos e alguma violência, mas não é admitido sexo explícito ou vocabulário pesado.

Artigo 4.º: Processo de seleção

A seleção acontecerá a partir da data 15 de agosto, em duas etapas:

Na primeira etapa, um painel de três juízes lerá todos os contos inscritos e selecionará três finalistas

A publicação parceira escolherá o vencedor dentre os três finalistas

A data final de seleção será anunciada após o recebimento de todas as inscrições.

Artigo 5.º: Critérios de avaliação
A pretensão do Concurso Hydra é promover a literatura especulativa brasileira no mundo inteiro. Por isso, os juízes recebem a incumbência de procurar excelência de escrita, e selecionar apenas o que o Brasil tem de melhor para apresentar às nossas publicações parceiras. Qualquer expectativa menor não faria jus à comunidade de ficção especulativa no Brasil.

Excelência é de difícil definição, mas três princípios nortearão o processo de seleção:

Qualidade – Procuramos o máximo de qualidade no texto e no enredo

Criatividade – Procuramos uma experiência inédita e memorável na leitura do conto

Universalidade – Procuramos textos que, sendo lidos por pessoas de diversas culturas, sejam entendidos e apreciados. Desejamos expor idéias e conceitos diferentes, mas de forma compreensível para todas as culturas.

Especificamente para esta edição do concurso, procuramos seguir, quando possível, a seguinte preferência da nossa publicação parceira:

Mundos e personagens críveis – A revista prefere contos com personagens e mundos bem-desenvolvidos.

As nossas publicações parceiras recebem milhares de submissões todo ano e não são fáceis de impressionar.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja
e mantenha-se atualizado!

Artigo 6.º: Premiação

Os finalistas e o vencedor serão divulgados após seleção final do vencedor

O conto vencedor receberá tradução sem custo para a língua inglesa, feita pelos organizadores do concurso

O Concurso Hydra não oferece nenhum prêmio financeiro

As nossas publicações parceiras concordam em oferecer publicação e pagamento para o conto vencedor

Em caso de pagamento por palavra, o pagamento será feito sobre o número de palavras traduzidas (que será o número de palavras publicadas) e não o número de palavras original

É importante salientar que tradução de português para inglês tende a diminuir o número de palavras

O Concurso Hydra não pode garantir publicação nem pagamento das nossas parceiras. Fica a responsabilidade do vencedor em assinar contrato de publicação com a publicação parceira, nos termos que estas partes ajustarem livremente e sem interferência do Concurso Hydra ou seus organizadores.

Especificamente para esta edição do concurso, a nossa parceira atualmente oferece aos escritores publicados pagamento de 6 centavos de dólar por palavra até 7.500 palavras e 5 centavos de dólar por palavra além das 7.500 iniciais. Estes valores podem estar sujeitos à impostos e demais encargos.

Este valor é sujeito a mudança e está fora do controle do concurso

Pagamento será feito por PayPal ou cheque estrangeiro, cabendo ao participante sua declaração à autoridade fiscal brasileira.

Favor mandar o melhor trabalho possível, sem prender-se demasiadamente no tamanho do texto.

Artigo 7.º: Direitos de autor
Todos os direitos de copyright das obras submetidas permanecem propriedade dos autores.
Os participantes concordam especificamente com a publicação de seus nomes e dos nomes de seus trabalhos nos resultados do concurso, bem como concordam com a versão para o idioma inglês e com a publicação na parceira estrangeira, mediante contrato a ser celebrado entre as partes posteriormente.

Artigo 8.º: Responsabilidade
Os organizadores não serão considerados responsáveis pela anulação, adiamento ou alteração do concurso em virtude de circunstâncias imprevistas, nem serão responsáveis por qualquer mudança de relacionamento com a publicação parceira. Os organizadores não têm nenhuma responsabilidade fiscal ou trabalhista pelo concurso. Os participantes concordam que o concurso e seus organizadores não terão qualquer responsabilidade quanto a trabalhos plagiados de quem quer que seja, e, uma vez descoberto o plágio, a comissão organizadora desclassificará o trabalho. Plágio é um tipo de infração disciplinado pelos artigos 184 do código penal e lei 9.610/98.

Caberá integralmente aos autores do texto responderem por seus termos, mesmo em caso de calúnia, difamação ou injúria à terceiros.

Artigo 9.º: Aceitação da regulamentação
A participação no concurso implica a plena aceitação das normas do presente regulamento. Os casos omissos serão resolvidos através de arbitragem da comissão organizadora, sendo a aceitação desta norma indispensável para a submissão de qualquer trabalho. Estas decisões serão irrecorríveis.

Artigo 10.º: Inscrição
A inscrição é gratuita.

Leia as seguintes regras com atenção:

Para participar o autor deve mandar um e-mail separado para cada conto inscrito (até o limite de dois).

Email para submissões: concurso.hydra@gmail.com

O conto deve ser anexado ao e-mail em formato RTF ou Word.

O assunto do e-mail deve ser: “Concurso Hydra – nome do conto, sobrenome do autor”.

O corpo do e-mail deve conter as seguintes informações (e APENAS estas informações):

Título do conto
Nome do escritor
E-mail e telefone para contato
Número de palavras do conto
História de publicação do conto, inclusive todos os lugares e idiomas em que o conto já foi publicado

Para publicações online, inclui o link

Inscrições que não estiverem de acordo com estas regras podem ser descartadas sem aviso ao autor.

É vedada a inscrição de trabalhos de qualquer pessoa que esteja atualmente envolvida na organização do Concurso Hydra, bem como seus parentes próximos ou cônjuges.

Organização:
concurso.hydra@gmail.com
Fonte: http://universoinsonia.com.br/regulamento-do-concurso-hydra/

BACK