X Concurso Literário “Prêmio Cleber Onias Guimarães” 2010/2011

Acessem outros concursos

Modalidade: Conto, crônica e poesia livre
Prazo de inscrições: 30/04/2011
Premiação: Troféus e certificados de participação.

CONFORME LEI Nº 15.214 de 23 de junho de 2010.

R E G U L A M E N T O

O Conselho Comunitário de São Paulo, entidade de pessoa jurídica definida e sem fins lucrativos, existente há 56 anos, torna público que até 30/04/2011, estará recebendo inscrições dos interessados em participar do X Concurso nas modalidades Conto, Crônica e Poesia Livre, Prêmio “Cleber Onias Guimarães”, obedecidas as disposições a seguir:

1 – O concurso premiará os três primeiros colocados (um primeiro lugar e duas menções honrosas), divididos em duas categorias: Juvenil (de 14 até 17 anos) e Adulto (18 anos em diante). Ambas serão subdivididas em duas regiões: LOCAL, para concorrentes da Capital de São Paulo e NACIONAL, para concorrentes de cidades da região da Grande São Paulo (todos os municípios da região metropolitana, exceto a capital), além de participantes de outros estados, valendo também para trabalhos enviados do exterior (desde que escritos em língua portuguesa).

2 – Cada concorrente poderá, dentro de sua categoria, participar de apenas uma das modalidades, com um único trabalho, que deverá ser inédito. Eventual plágio será de sua total responsabilidade.

3 – O trabalho deverá ser enviado em 3 (três vias) datilografadas em folha sulfite, espaço 2 ou digitadas em folha A4, Fonte Times New Roman ou Arial, espaço l,5 e tamanho 12. Número de páginas permitidas: Contos e Crônicas: até três. Poesia: até duas. Não serão aceitos trabalhos manuscritos.

4 – Não é necessário o uso de pseudônimo. O concorrente será identificado por um número no ato do recebimento de seu trabalho.

5 – Dentro do envelope com o trabalho, deverá constar um outro menor, lacrado, contendo na parte externa o título da obra, modalidade, região e categoria a qual concorre. Dentro deste, uma folha datilografada ou digitada, com a identificação do candidato: nome sem abreviações e endereço completo, telefone, e-mail (se houver) para contato, data de nascimento, currículo literário resumido em até 10 linhas, informando ainda como tomou conhecimento do concurso. Também deverão constar o título do trabalho, a modalidade e a categoria a qual concorre.

6 – No envelope externo, cujo tamanho não deverá ser menor que A-4, mencionar na frente a categoria do concorrente, modalidade da qual está participando e região a qual pertence. A falta dessas informações, inclusive no envelope menor, por dificultar ou impedir o posicionamento do concorrente resultará na exclusão do mesmo. Caso seja enviado pelos Correios, não poderá ter na parte do remetente, qualquer referência que identifique o concorrente.

7 – No caso de envelopes enviados pelos Correios será observada a data da postagem.

8 – Fica vedada a participação de membros do Conselho Comunitário, seus familiares e parentes de 1º grau, bem como funcionários das entidades que vierem a apoiar o evento.

9 – O primeiro colocado de cada modalidade e categoria receberá um troféu alusivo ao evento. Os segundo e terceiro colocados de cada modalidade e categoria, serão contemplados com um certificado de participação(Menção Honrosa) cada.

10 – A cerimônia de premiação deverá ocorrer em data e local a serem oportunamente divulgados.

11 -O envio do trabalho pressupõe a aceitação deste regulamento por parte do concorrente que, todavia, permanece de posse dos direitos autorais, mas autorizando seu eventual uso pelos organizadores, a qualquer tempo e sem quaisquer ônus para os mesmos.

12 – A não observância de qualquer um dos itens acima resultará na exclusão do trabalho. O mesmo ocorrerá caso seja constatado que um concorrente tenha enviado mais de um trabalho em envelopes diferentes.

13 -As decisões da Comissão Julgadora serão irrecorríveis. Casos não previstos no presente regulamento serão decididos pela Presidência do Conselho Comunitário.

14 -Os resultados serão publicados através da imprensa local ou outros meios adequados aos organizadores, em data a ser divulgada pelos organizadores. Apenas os premiados serão comunicados por carta ou e-mail e deverão confirmar o recebimento da notificação. No caso de impossibilidade do comparecimento à premiação, poderão enviar representante.

O TRABALHO DEVERÁ SER ENVIADO PARA O SEGUINTE ENDEREÇO:
CONSELHO COMUNITÁRIO DE SÃO PAULO
PRAÇA SANTA TEREZINHA, 49 – SÂO PAULO – CEP 03308-070
MENCIONAR: AOS CUIDADOS DE MALU – X CONCURSO LITERÁRIO 2010/2011
INFORMAÇÕES: (011) (Malu) 3596-4131 ou E-MAIL: folhassoltas@uol.com.br (Carlos).

Concurso Minicontos Geração Editorial

Acesse outros concursos

REGULAMENTO

Cláusula 1ª – O (A) AUTOR (A) é o (a) legítimo (a) titular de direitos autorais sobre do texto enviado.

Cláusula 2ª – O (A) AUTOR (A) declara que sobre o texto objeto enviado não pairam quaisquer ônus ou contratos que impeçam a presente cessão, respondendo, ainda, pela originalidade de seu texto.

Parágrafo Único – O (A) AUTOR (A) será responsável frente à EDITORA e/ou a TERCEIROS por perdas e danos a que der causa, decorrentes do inadimplemento desta cláusula

Cláusula 3ª – Após a seleção, O (A) AUTOR (A) deverá assinar um termo de sessão de direito autoral.

Cláusula 4ª – A antologia, com título ainda a ser definido, não será comercializada, dessa forma os autores não terão direito a qualquer remuneração.

Cláusula 5ª – A Geração Editorial se compromete a arcar com todas as despesas de produção da antologia.

Cláusula 6ª – A antologia será disponibilizada gratuitamente no endereço eletrônico da Geração Editorial para downloads.

Cláusula 7ª – Os textos que participarão da seleção serão recebidos impreterivelmente até o dia 30 de Abril de 2011.

Prémio Edmundo de Bettencourt – Cidade do Funchal

Acesse outros concursos
Regulamento do Prémio Literário Cidade do Funchal
Edmundo de Bettencourt – 2011

Poesia
Artigo 1 – (Apresentação de candidaturas)

Podem candidatar-se ao Prémio Edmundo Bettencourt pessoas singulares, independentemente da sua nacionalidade, desde que os inéditos submetidos a concurso sejam escritos em língua portuguesa.

 Artigo 2 – (Valor do Prémio)
O valor monetário do Prémio é de 5 000 (cinco mil) euros.

Artigo 3 – (Local e Prazo de entrega)
Os originais a concurso deverão ser enviados para o endereço electrónico: dc@cm-funchal.pt (Departamento de Cultura da Câmara Municipal do Funchal).

O prazo de envio dos originais a concurso é 30 de Abril de 2011.
No campo “assunto” do e-mail deverá constar a indicação “Prémio Edmundo Bettencourt”.

Artigo 4 – (Natureza e formato dos originais a concurso)

1) Os textos concorrentes devem ser inéditos e submetidos a concurso em formato digital, num ficheiro .pdf contendo a totalidade dos originais.
2) Os textos concorrentes devem ser assinados com o pseudónimo do autor e não podem conter qualquer referência à identidade do concorrente.
3) Os originais a concurso não podem exceder as 80 páginas e deverão ser apresentados em formato A4, a dois espaços.

Artigo 5 – (Método de envio de originais a concurso)
1) Os autores concorrentes deverão enviar um e-mail (para dc@cm-funchal.pt) contendo duas pastas distintas, no qual estejam incluídas, respectivamente:
a) uma pasta com o ficheiro dos originais a concurso (em formato .pdf) assinados com o pseudónimo e sem qualquer referência à identidade do concorrente.
b) uma pasta com um ficheiro (em formato .pdf) contendo a identificação do concorrente (o nome completo) e o título do original a concurso, o endereço completo e número de telefone para contacto.

2) O Júri terá acesso apenas aos originais a concurso, assinados com o pseudónimo e sem qualquer referência à identidade do concorrente. Os e-mails dos concorrentes ao Prémio contendo a totalidade das pastas referidas no número anterior são acedidos exclusivamente pela Organização do Prémio (Departamento de Cultura da Câmara Municipal do Funchal).

Artigo 6 – (Composição e deliberações do Júri)
1) O júri será constituído por três docentes universitários de reconhecida idoneidade científica e cultural e pela Directora do Departamento de Cultura da Câmara Municipal do Funchal, que preside.

2) O Júri delibera com total independência e em plena liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros.

3) Da decisão do júri não haverá recurso.

4) O Júri atribuirá o Prémio Edmundo Bettencourt ao original concorrente que considerar de maior mérito literário, devendo essa escolha ser devidamente fundamentada em acta a divulgar publicamente por ocasião da atribuição do Prémio.

5) Em caso de excepcional qualidade do original vencedor, o Júri proporá a sua publicação, financiada pela Câmara Municipal do Funchal, através de um contrato de edição estabelecido de acordo com o Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos.

6) A decisão do júri deverá ser anunciada até dia 29 de Maio de 2011.

7) Se os originais concorrentes não apresentarem a qualidade exigida, o júri poderá deliberar não atribuir o Prémio.

Artigo 7 – (Disposições finais)

1) A candidatura ao Prémio Edmundo Bettencourt implica a aceitação do presente regulamento.

2) O Júri do Prémio deliberará sobre os casos omissos neste Regulamento, sem possibilidade a recurso ou reclamação.

A Organização do Prémio Prémio Literário Cidade do Funchal Edmundo de Bettencourt – 2011
Departamento de Cultura da Câmara Municipal do Funchal

Fonte: Município de Funchal

Prémio Literário Fernando Namora

Acesse outros concursos
REGULAMENTO

1. Está aberto concurso para atribuição do “Prémio Literário Fernando Namora”, instituído pela Estoril-Sol em 1988 e que, este ano, realiza a sua 14ª Edição.

2. Este Prémio destina-se a galardoar uma obra de ficção (romance ou novela), de autor português, editada em 2010, desde que o escritor não tenha sido premiado nas três edições anteriores.

3. Por se considerar fora do seu âmbito, não serão admitidas a concurso publicações especialmente dirigidas a públicos infantis ou infanto-juvenis. O Prémio não poderá, também, ser atribuído a título póstumo.

4. O “Prémio Literário Fernando Namora”, tem, no presente ano, o valor de € 25.000 (vinte cinco mil euros).

5. O Júri terá como presidente de honra o escritor e ensaísta Vasco Graça Moura, a quem caberá o voto de qualidade em caso de empate na votação, e será constituído por representantes das seguintes instituições: Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas; Centro Português da AICL – Associação Internacional dos Críticos Literários; APC – Associação Portuguesa de Escritores; CNC – Centro Nacional de Cultura; além de duas personalidades independentes de reconhecido mérito e de representantes da Estoril-Sol.

6. As decisões do Júri serão registadas em acta e em livro próprio, não sendo admitidas abstenções, atribuição do prémio ex-aequo ou Menções Honrosas.

7. Para participar na décima quarta edição deste Prémio, deverão ser enviados 8 (oito) exemplares das obras concorrentes, em correio registado ou serem entregues por protocolo até 30 de Abril de 2011, no seguinte endereço: “Prémio Literário Fernando Namora” – Assessoria de Comunicação da Estoril-Sol – Gabinete de Imprensa – Casino Estoril – Av. Dr. Stanley Ho – 2765-190 Estoril.

§ Único – Os exemplares das obras submetidas à apreciação do Júri não serão devolvidos.

8. Os trabalhos publicados em 2010 podem ser apresentados a concurso pelos seus autores, suas editoras ou outras entidades. Está vedado o concurso às obras da autoria dos elementos que venham a integrar o Júri.

9. Em reunião preliminar, o Júri poderá elaborar e divulgar uma short-list das cinco obras concorrentes que seleccionar com vista ao apuramento do vencedor.

10. As edições subsequentes da obra premiada deverão referenciar, em lugar destacado do volume ou em cinta exterior, o “Prémio Literário Fernando Namora” bem como a Estoril Sol, empresa patrocinadora.

11. Caberá à Estoril-Sol proceder à revisão do Regulamento sempre que tal seja necessário.

12. As questões omissas neste Regulamento serão resolvidas pelo Júri e das suas decisões não haverá recurso.

Contactos: Tel: 21 466 78 20/78 98 | Fax: 21 466 79 90
e-mail: gabimprensa.cestoril@estoril-sol.com

Fonte: Estoril-Sol

Cadernos do Campo Alegre “Novo Autor, Primeiro Livro”

Acesse outros concursos

É uma instituição de direito privado sem fins lucrativos, fundada em 1995, através de um entendimento entre a Câmara Municipal do Porto e a Universidade do Porto.

É proprietária e gestora do Teatro do Campo Alegre e do Planetário do Porto.

PRÉMIO LITERÁRIO Cadernos do Campo Alegre “Novo Autor, Primeiro Livro”

Regulamento

1 – Com o objectivo de incentivar a criação poética e o aparecimento de novos autores, bem como de reforçar a dinâmica cultural desenvolvida, desde 2001, na área das Leituras, através do ciclo poético “Quintas de Leitura”, e na área Editorial, através da publicação de vários livros, integrados na colecção “Cadernos do Campo Alegre”, a Fundação Ciência e Desenvolvimento (FCD) instituiu, com o patrocínio da Editora Objectiva (Objectiva), um prémio designado Prémio Literário Cadernos do Campo Alegre “Novo Autor, Primeiro Livro”, a atribuir, em 2011, à melhor obra inédita de poesia de um autor português sem qualquer obra publicada.

2 – O Prémio será atribuído anualmente, podendo o género literário a concurso variar de ano para ano.

3 – O anúncio do concurso de cada edição do Prémio é feito até 31 de Março de cada ano civil, no site da FCD (www.fcd-porto.pt) e no blogue das “Quintas de Leitura” (http://quintasdeleitura.blogspot.com).

4 – Podem concorrer ao Prémio autores portugueses que, à data de apresentação das obras a concurso, nunca tenham publicado qualquer obra. O autor vencedor não poderá concorrer novamente ao presente Prémio.

5 – Na edição de 2011, cada autor apenas pode concorrer com uma obra inédita de poesia escrita em língua portuguesa, com um mínimo de 25 e um máximo de 50 páginas.

6 – A obra a concurso deverá ser enviada em cinco exemplares, com tratamento de texto em tamanho A4, corpo 12, em caracteres ARIAL, devidamente encapados ou agrafados, por correio registado e com aviso de recepção, até 30 de Abril de 2011 (contando, para o efeito, a data do registo postal), para Fundação Ciência e Desenvolvimento (A/c Produtora Patrícia Vaz), Rua das Estrelas, s/n, 4150-762 Porto.

7 – Os exemplares da obra a enviar têm de ser assinados com pseudónimo não usado anteriormente e acompanhados de um envelope fechado, contendo, no seu interior, a identificação do autor e respectivos contactos (morada, telefone e e-mail).

8 – A FCD reserva-se o direito de não devolver as obras remetidas pelos concorrentes.

9 – A apresentação de obra a concurso implica a aceitação do regulamento na sua totalidade.

10 – O Prémio consiste na edição da obra premiada pela FCD e pela Objectiva (com uma tiragem mínima de 500 exemplares) e no pagamento dos direitos de autor dos exemplares vendidos exclusivamente pela Editora Objectiva no valor de 10% sobre o preço de capa. O autor premiado terá, ainda, direito a cinco exemplares gratuitos. O autor premiado compromete-se, também, a celebrar um contrato de autor com a Objectiva.

11 – A obra premiada será integrada na colecção “Cadernos do Campo Alegre” dirigida pela FCD.

12 – Para efeito de atribuição do Prémio, será constituído um Júri composto por cinco elementos de reconhecido mérito cultural, um dos quais representante da FCD e um outro em representação da Objectiva.

13 – O Júri pode propor a não atribuição do Prémio por falta de qualidade das obras a concurso.

14 – O Júri não pode, em caso algum, atribuir o Prémio a mais do que uma obra, mas pode propor a atribuição de Menções Honrosas.

15 – Da decisão do Júri não cabe recurso.

16 – Os casos omissos serão decididos pela FCD.

17 – Os resultados do Prémio serão publicitados no site da FCD até 30 de Junho de 2011.

18 – A atribuição do Prémio e apresentação da obra premiada será feita em sessão regular do ciclo poético “Quintas de Leitura” durante o ano de 2011.

Para mais esclarecimentos contactar:
FCD – Dra. Patrícia Vaz (Produtora)
Morada: Rua das Estrelas, s/n, 4150 – 762 Porto
Telefone: 226063017
Correio electrónico: pvaz@tca-porto.pt

Fonte: Fundação Ciência e Desenvolvimento

Prémio Literário José Saramago

Acesse outros concursos

1.O Prémio Literário José Saramago, instituído pela Fundação Círculo de Leitores com periodicidade bienal, celebra a atribuição do Prémio Nobel da Literatura de 1998 ao escritor José Saramago, destina-se a promover a divulgação da cultura e do património literário em língua portuguesa, através do estímulo à criação e dedicação à escrita por jovens autores da lusofonia.

2.O Prémio distingue uma obra literária no domínio da ficção, romance ou novela, escrita em língua portuguesa, por escritor com idade não superior a 35 anos, cuja primeira edição tenha sido publicada em qualquer país da lusofonia, excluindo as obras póstumas, bem como os autores que tenham já sido premiados em edições anteriores do Prémio.
Nesta sétima edição, o Prémio contemplará uma obra publicada em 2009 ou 2010 por escritor que à data da publicação da obra (mês e ano incluídos na ficha técnica do livro), não tenha excedido a idade limite mencionada no corpo deste artigo.

3.O valor pecuniário do prémio a atribuir é de € 25.000,00.

4.As Obras admitidas a concurso terão que ser apresentadas à Fundação Círculo de Leitores pelas Instituições representativas dos Escritores e/ou dos Editores dos países respectivos até 30 de Abril de 2011, devendo para o efeito ser remetidos dez exemplares de cada obra concorrente, para a seguinte morada: Rua Professor Jorge da Silva Horta n.º 1, 1500-499 Lisboa.

5.A Fundação Círculo de Leitores procederá à divulgação do Concurso através dos meios de comunicação social, bem como através das Associações representativas dos Escritores e dos Editores de todos os países da lusofonia.

6.O Prémio será atribuído por um Júri composto por um mínimo de cinco e um máximo de dez personalidades de reconhecido mérito no âmbito cultural, cabendo a Presidência ao representante da Fundação Círculo de Leitores.

§ 1º Composição do Júri:
Guilhermina Gomes – Presidente
Nelida Piñon
Ana Paula Tavares
Pilar del Rio
Vasco Graça Moura

§ 2º O Presidente do Júri designará um Comité Executivo, que integra o Júri, constituído por três membros, Manuel Frias Martins, Maria de Santa Cruz e Nazaré Gomes dos Santos, a quem compete:
a)Verificar a regularidade formal das candidaturas recebidas;
b)Efectuar uma primeira leitura e um resumo de cada uma das obras concorrentes;
c)Emitir um comentário sobre cada uma das obras admitidas a concurso;

7.O Júri delibera com total independência e liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros, cabendo ao Presidente o voto de qualidade em caso de empate. O Prémio poderá não ser atribuído, caso o Júri considere, por maioria, que as Obras apresentadas a concurso não têm a qualidade exigida. Haverá um único premiado.
As decisões do Júri são irrecorríveis.

8.O Prémio será atribuído em Outubro de 2011 e a sua divulgação será efectuada através dos Órgãos de Comunicação Social. A entrega do Prémio ao Autor galardoado será efectuada em cerimónia pública, em data a fixar.

9.As Edições subsequentes da obra galardoada deverão referenciar, em local devidamente destacado do volume e na cinta, a menção “Prémio Literário José Saramago – Fundação Círculo de Leitores”.

10.Os exemplares enviados não serão devolvidos.

Fonte: Fundação Círculo de Leitores

XIV Prêmio Cidadão de Poesia

Acesse outros concursos
Realização: Sindicato dos Empregados no Comércio de Limeira – Sinecol

1) Objetivo: Incentivar a Poesia em Língua Portuguesa, revelando novos autores.

2) Categorias:
• Livre (para autores acima de 14 anos, procedentes do Brasil ou no exterior, desde que os poemas sejam em Língua portuguesa).
• Regional (exclusivo para poetas maiores de 14 anos nascidos ou residentes nas cidades da base do Sinecol: Limeira, Araras, Leme, Iracemápolis, Cordeirópolis e Conchal). Nesta categoria, o poeta deve enviar junto com o poema e dados pessoais uma cópia de documento de identidade ou comprovante de residência que o habilite. OBS.: O tema é livre. O termo categoria regional refere-se apenas à origem ou residência do autor.

3) Apresentação dos Trabalhos:
• Os trabalhos devem ser apresentados de forma datilografada ou impressa.
• Cada poeta deverá inscrever um poema em Língua Portuguesa, de até 40 linhas, apresentado em quatro vias.
• No trabalho, deverão constar o título do poema e o pseudônimo do autor.
• Em folha à parte, o autor colocará o seu nome completo, endereço para correspondência completo, telefone, e-mail (se tiver), o título do poema, o pseudônimo e a Categoria em que pretende se inscrever (Livre ou Regional). Currículos serão solicitados posteriormente, se for o caso.

4) Inscrições (gratuitas):
• As inscrições devem ser feitas de14 de março a 29 de abril de 2011, valendo o carimbo dos Correios como comprovante em caso de remessa postal.
• O endereço para entrega dos trabalhos é: Praça Adão Duarte, 32– Vila Paulista–Limeira/SP– Cep 13484-044. Fone (19)3451-1271.

5) Seleção e premiação:
• Um júri formado por pessoas reconhecidamente capacitadas em Literatura, Artes ou Educação escolherá os melhores trabalhos.
• O primeiro colocado de cada categoria recebe o Troféu Cidadão e R$ 550,00 (Quinhentos e Cinquenta Reais), cada um.
• O segundo e terceiro colocados de cada categoria recebem o Troféu Cidadão.
• Poderá haver distribuição de diplomas de “menção honrosa” a quem fizer jus, de acordo com critérios da Comissão Julgadora.
• A premiação será no dia 20 de agosto, a partir das 20h00, no Clube dos Comerciários, localizado à Rua Arquiteta Sueli Fior de Godói, 530, no Jardim Limeirânea, em Limeira. Haverá homenagem ao artista plástico limeirense Marciel Oehlmeyer. O ato da inscrição implica na aceitação deste regulamento. Dúvidas serão dirimidas pelo fone (19)3451-1271, com as secretárias, ou pelo e-mail otacilio33@hotmail.com.

Otacílio Cesar Monteiro -Organizador
Nivaldo Paresque -Diretor de Cultura e Lazer
Paulo Cesar da Silva – Presidente do Sinecol

Fonte: Sindicato dos Empregados no Comércio de Limeira – Sinecol

Prémio Literário José Luís Peixoto

Acesse outros concursos

Entrega de trabalhos até 29 de Abril de 2011.*

Introdução
A ideia de criar este prémio literário que irá ser atribuído anualmente pela Câmara Municipal de Ponte de Sor teve, fundamentalmente, dois objectivos específicos que são, por um lado, a vontade de homenagear o autor que deu o nome ao prémio, José Luís Peixoto, natural do concelho de Ponte de Sor e, por outro, a necessidade de incentivar a criatividade literária entre os jovens, bem como o gosto pela escrita, que consideramos serem actividades essenciais para um bom desenvolvimento intelectual.

A aprovação do presente regulamento tem em vista fixar um conjunto de regras, por forma a garantir uma correcta avaliação dos trabalhos que serão apresentados no âmbito desta iniciativa. Assim, nos termos do disposto no artigo 241.º da Constituição da República Portuguesa, tendo em vista o exercício da competência que à Câmara Municipal é conferida pela alínea b) do n.º 4 do artigo 64.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, é aprovado o presente Regulamento para vigorar na área de jurisdição do município de Ponte de Sor.

Regulamento 
Artigo 1.º
O município de Ponte de Sor institui o Prémio Literário «José Luís Peixoto» no intuito de promover e incentivar a criação literária e o gosto pela escrita e, simultaneamente, homenagear um, ainda jovem mas já reconhecido, autor natural deste concelho*.

Artigo 2.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» será atribuído anualmente, até deliberação em contrário da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

Artigo 3.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» é aberto a cidadãos de nacionalidade portuguesa, e ainda a cidadãos naturais e ou residentes em países de língua oficial portuguesa.

Artigo 4.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» destina-se a premiar trabalhos inéditos na(s) modalidade(s) de conto e poesia.
§ único. Os prémios serão atribuídos nos anos ímpares a conto e nos anos pares a poesia.

Artigo 5.º
Podem concorrer jovens que completem 25 anos de idade até ao dia 31 de Dezembro do ano a que respeita o prémio.

Artigo 6.º
Cada concorrente poderá apresentar um máximo de dois trabalhos.

Artigo 7.º
Os trabalhos a apresentar serão subordinados às seguintes normas:
a) O texto, ou conjunto de textos, obrigatoriamente redigido em língua portuguesa, deverá ter até 20 páginas A4, com espaçamento duplo entre as linhas e tipo de letra Times New Roman, tamanho 12;
b) Os originais deverão ser remetidos, sob pseudónimo, por correio registado, para a sede do município de Ponte de Sor, sita no Largo de 25 de Abril, 7400-228 Ponte de Sor, podendo, ainda, ser entregues pessoalmente na área sócio-cultural do mesmo município;
c) Juntamente com os originais, deverá ser enviado ou entregue um sobrescrito, fechado de forma a garantir a respectiva inviolabilidade, contendo no interior os dados de identificação e de residência do concorrente e ostentando, no exterior, o pseudónimo escolhido e o título do trabalho apresentado;
d) Em caso de entrega pessoal, só serão aceites os trabalhos recebidos na Câmara Municipal de Ponte de Sor até à data que, relativamente a cada ano de atribuição do prémio, seja fixada por deliberação desta;
e) Em caso de envio pelo correio, só serão aceites os trabalhos expedidos até à data referida da alínea anterior, sendo a expedição comprovada pela aposição do carimbo dos serviços postais.

Artigo 8.º
Ao trabalho que, pela sua qualidade literária, mais se distinga entre os autores naturais e ou residentes no concelho de Ponte de Sor será atribuído um prémio pecuniário de 1000,00 euros.
§ único. Igual montante será atribuído ao trabalho que, nos mesmos moldes, mais se distinga, entre os autores que não sejam residentes no concelho de Ponte de Sor, nem dele naturais.

Artigo 9.º
Caberão ao município de Ponte de Sor todos os direitos sobre a primeira edição dos trabalhos premiados, comprometendo-se este a oferecer aos respectivos autores 50 exemplares, considerando-se os direitos de autor regularizados desta forma.

Artigo 10.º
Caso haja interesse por parte do município de Ponte de Sor e dos autores dos trabalhos premiados, poderão ser promovidas reedições, em condições a acordar.

Artigo 11.º
Poderão, ainda, ser editados, mediante condições a acordar, caso haja interesse por parte do município de Ponte de Sor e dos respectivos autores, os trabalhos agraciados com menções honrosas.

Artigo 12.º
A entrega dos prémios será feita em sessão pública a determinar pela Câmara Municipal de Ponte de Sor de acordo com as disponibilidades do escritor José Luís Peixoto que deverá, sempre que possível, estar presente na cerimónia.

Artigo 13.º
Os originais de trabalhos não premiados nem agraciados com menções honrosas, serão devolvidos aos respectivos autores, desde que estes solicitem a devolução no prazo de dois meses contado a partir da data da decisão final do júri.

Artigo 14.º
No processo de concurso só serão abertos os sobrescritos que contenham a identificação dos autores premiados e agraciados.
§ único. Os restantes sobrescritos só serão abertos por solicitação dos autores interessados na devolução dos trabalhos, devendo, na ocasião, fazer prova da sua identidade.

Artigo 15.º
O júri terá a seguinte composição:
a) José Luís Peixoto, que presidirá;
b) Um representante da Câmara Municipal de Ponte de Sor, designado por deliberação desta;
c) Uma personalidade de reconhecida competência e idoneidade intelectual, proposta pela Câmara Municipal de Ponte de Sor, mediante deliberação desta.

Artigo 16.º
A decisão do júri será tomada no prazo de 60 dias úteis, contados a partir da data fixada para a entrega dos trabalhos.

Artigo 17.º
O júri poderá não atribuir qualquer prémio, caso considere que os trabalhos apresentados não reúnem condições de qualidade que o justifiquem.

Artigo 18.º
O júri, para além dos prémios atribuídos aos trabalhos que considerar de maior qualidade, poderá atribuir menções honrosas que, no entanto, não vincularão o município à respectiva publicação;
§ O júri poderá, ainda, se entender que o respectivo valor literário o justifica, atribuir prémios ex aequo;

Artigo 19.º
Os casos omissos ou as divergências na interpretação do presente regulamento serão solucionados pelo júri.

Artigo 20.º
Das decisões do júri não haverá recurso.

Aprovado em Reunião da Câmara Municipal de Ponte de Sor a 13 de Setembro de 2006 e pela Assembleia Municipal na sessão de 23 de Setembro de 2006. Publicado no Diário da República, 2.ª série — N.º 230 — 29 de Novembro de 2006 (Parte Especial).

Fonte: Concelho Municipal de Ponte de Sor

* Nota do editor do site.

Prêmio Literário José Lins de Rego

Acesse outros concursos

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA
Secretaria de Estado da Cultura

Fundação Espaço Cultural da Paraíba – FUNESC
PRÊMIO LITERÁRIO JOSÉ LINS DO REGO
REGULAMENTO

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (FUNESC), em parceria com A União Superintendência de Imprensa e Editora (A UNIÃO), torna público que estão abertas as inscrições para o Prêmio Literário José Lins do Rego, nos gêneros Romance ou Novela, Poesia, Infanto-Juvenil, Dramaturgia, Ensaio Literário e Conto ou Crônica.

DOS OBJETIVOS

O Prêmio Literário José Lins de Rego tem a finalidade de estimular a criação e a divulgação de obras literárias de autores paraibanos, bem como oportunizar, revelar e reconhecer talentos no âmbito de todos os municípios do Estado da Paraíba, através da publicação de textos inéditos. O Prêmio, em forma de publicação livresca, é também uma ação de resgate das Edições FUNESC, que criará 06 (seis) selos editoriais para definir as suas publicações por gênero literário. Estes selos receberão denominações também em homenagem ao escritor José Lins do Rego, patrono do Espaço Cultural pertencente à Funesc, inspirados em obras e personagens de criação desse autor, a saber:

a) Coleção Riacho Doce – para romances ou novelas
b) Coleção Pureza – para poesia
c) Coleção Gordos e Magros – para contos ou crônicas
d) Coleção Velha Totônia – para Literatura Infanto-Juvenil.
e) Coleção Papa-Rabo – para obras em dramaturgia; e
f) Coleção Usina – para Ensaios

As denominações dessas coleções não implicam em definição de temas para as obras a serem publicadas.

DOS PARTICIPANTES

Art. 1º – Estão habilitados a concorrer ao Prêmio autores paraibanos, residentes ou não neste Estado, bem como pessoas de qualquer território que tenham domicílio comprovado em qualquer município da Paraíba, com obras inéditas nas categorias acima relacionadas, sem qualquer restrição temática.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja e mantenha-se atualizado!

DA INSCRIÇÃO
Art. 2º – O prazo para recebimento das obras tem início no dia 06 de junho de 2011 e será encerrado no dia 05 de setembro de 2011. Para as inscrições postadas via Correios, até o último dia do prazo de inscrição, será considerada a data registrada no carimbo postal.
Art. 3º – Cada candidato poderá inscrever somente uma obra, no gênero literário de sua escolha.
Art. 4º – Os candidatos deverão encaminhar seus originais, pessoalmente ou via Correios, para o seguinte destinatário: PRÊMIO LITERÁRIO JOSÉ LINS DO REGO, Fundação Espaço Cultural da Paraíba – DDAC, Rua Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, CEP: 58042-100, João Pessoa-PB.
Art. 5° – A inscrição deverá ser feita em uma única embalagem contendo dois envelopes, sendo um com duas cópias da obra e outro, rigorosamente lacrado, com os dados pessoais do autor, conforme as especificações abaixo:

Envelope 1: Utilizar no remetente um nome fictício (pseudônimo), título da obra e gênero literário. No interior do envelope deve conter 02 (duas) cópias impressas do original, recomendável no formato A4, letra Arial, tamanho 12, espaço 1,5 ou da melhor forma que for conveniente desde que em perfeitas condições de legibilidade. A folha de rosto deve conter apenas o título da obra, o gênero a que concorre e pseudônimo.

Envelope 2 lacrado: Utilizar no remetente o mesmo nome fictício (pseudônimo) do Envelope 1, título da obra e gênero literário, porém no seu interior deve conter a Ficha de Inscrição (ANEXO 1) onde deverão constar todas as informações de identificação: pseudônimo, nome completo, nome artístico, título da obra, gênero literário, endereço residencial, telefone, endereço eletrônico (email), bem como as cópias de RG e CPF e breve currículo para efeitos de divulgação, em caso de premiada (ANEXO 2).
Art. 6º – Não serão aceitas inscrições cujo pseudônimo possa identificar os nomes verdadeiros dos candidatos, nem qualquer texto interno ou externo que possibilite o reconhecimento autoral.
Art. 7º – Não será cobrada taxa de inscrição.

DA PREMIAÇÃO
Art. 8º – Serão selecionadas 10 (dez) obras a serem publicadas pela FUNESC em parceria com A UNIÃO, conforme os seguintes gêneros e quantidades:
a) 02 (duas) de romances;
b) 02 (duas) de contos/crônicas;
c) 02 (duas) de poesia;
d) 01 (uma) de dramaturgia;
e) 01 (uma) de ensaio; e
f) 02 (duas) de literatura infanto-juvenil.

Art. 9º – A Comissão Julgadora poderá não conceder premiações dentro da quantidade estabelecida acima, reduzindo o total de selecionados ou até deixar de contemplar qualquer gênero, desde que apresente a devida justificativa de ordem meritória em relação aos inscritos.
Art. 10º – Os candidatos selecionados, além da publicação de suas obras, receberão prêmios em dinheiro no valor líquido de R$ 2.000,00 (dois mil reais) cada, por méritos iguais entre si, sem distinção de colocação e 100 (cem) exemplares de sua obra, a título de direitos autorais em forma de produto, ficando a Funesc e A União isentos de posterior pagamento por direitos dessa natureza.

Art. 11º – Serão impressos 600 (Seiscentos) exemplares de cada obra, a serem distribuídos com bibliotecas escolares e públicas estaduais, outras instituições do Estado da Paraíba e com os autores.
Art. 12º – Os prêmios, tanto em produto como em dinheiro, só serão entregues durante o período coincidente do lançamento das obras.
Art. 13º – A FUNESC, juntamente com A União, terão um prazo de até 12 meses para a edição e publicação das obras, a contar a partir da divulgação dos selecionados, podendo programar os seus lançamentos, no total ou em parte, para qualquer data dentro do prazo estabelecido neste artigo.

DA COMISSÃO JULGADORA
Art. 14º – As obras inscritas serão avaliadas por pessoas de destaque no contexto artístico-cultural da Paraíba ou convidados de outros Estados.
Art. 15º – Os membros do Júri serão escolhidos de acordo com as afinidades por gênero literário.
Art. 16º – A Comissão Julgadora delibera com total independência e em plena liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros, cabendo, em caso de empate, ao Presidente da Comissão Julgadora, que coordenará os trabalhos, o voto de qualidade.
Art. 17º – A Comissão Julgadora atribuirá o Prêmio Literário José Lins do Rego às obras que considerar de destacados méritos literários, devendo essa escolha ser devidamente fundamentada.
Art. 18º – As decisões da Comissão Julgadora serão secretas e não suscetíveis de apelos, devendo ser anunciadas até 31 de dezembro de 2011.
Art. 19º – Os nomes dos membros integrantes da Comissão Julgadora só serão divulgados após a divulgação do resultado do Prêmio.

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Art. 20º – Os originais enviados poderão ser devolvidos até a um prazo de 90 dias após divulgação dos resultados, mas a FUNESC não se responsabilizará por devolução através de postagem. Os candidatos não classificados poderão requisitar a devolução, pessoalmente e portando os documentos pessoais, na Coordenação de Literatura da FUNESC.
Art. 21º – A candidatura ao Prêmio Literário José Lins do Rego implica a aceitação do presente regulamento.

João Pessoa, 31 de maio de 2011

Lucinéia Maia
Fundação Espaço Cultural da Paraíba – FUNESC de Souza Bezerra
(Presidente)
Severino Ramalho Leite
A União Superintendência de Imprensa e Editora
(Superintendente)

Fonte: http://funesc.com.br/

Concurso Poeme-se! – Poesia no Twitter

Acesse outros concursos
– Para participar, basta ao autor atender a 3 requisitos:

1) ser assinante do jornal Sobrecapa Literal (a assinatura é gratuita); 2) ser seguidor do @anacristinamelo; e 3) ser seguidor do@Sempoesianaoda:

– Cada autor poderá inscrever até 3 poemas (tema livre) de no máximo 140 caracteres cada um, incluindo o título.

– Os 3 poemas devem ser enviados juntos para o e-mail sempoesianaoda@hotmail.com até o dia 18 de abril de 2011. No rodapé dos poemas colocar as seguintes informações: 1) nome do autor; 2) e-mail; 3) endereço para o eventual recebimento dos prêmios; e 4) username no Twitter. Todos os participantes receberão confirmação de suas inscrições.

– Os 10 poemas finalistas serão publicados no dia 20 de abril no @anacristinamelo e no @Sempoesianaoda, sem os nomes dos autores.

O resultado final será divulgado nos endereços acima e também na edição de maio do jornal Sobrecapa Literal, a partir do dia 1º de maio.

– Serão 3 ganhadores. O 1º lugar receberá como prêmios um objeto de arte, um CD e 3 livros, sendo um deles um título de Manoel de Barros. Os 2º e 3º lugares receberão, cada um, um CD e 3 livros.

– Os avaliadores dos textos inscritos serão poetas reconhecidos no meio literário, cujos nomes serão revelados apenas no dia da divulgação do resultado.

– Todos os participantes, com o simples envio dos poemas, declaram ter conhecimento e concordar com este Regulamento.

Fonte: site sobrecapa-literal

BACK