9º edição do Concurso de Contos do Instituto Popular de Arte-Educação e Biblioteca Leverdógil de Freitas

Acesse outros concursos

 9º edição do Concurso de Contos do Instituto Popular de Arte-Educação e Biblioteca Leverdógil de Freitas

Desde 2002, o Instituto Popular de Arte-Educação e Biblioteca Leverdógil de Freitas vêm realizando concursos de contos com o objetivo fomentar a produção de contos e de contribuir para a divulgação de autores que se dedicam a esta arte.

Motivados por tantos sonhos literários, o IPDAE lança a 9º edição do Concurso de Contos com o desejo de propiciar novas emoções.

O presente regulamento institui normas para a inscrição do 9º Concurso de Contos:

I – Da inscrição:

1- As inscrições serão realizadas no período de 01 de novembro de 2010 a 31 de Março de 2011.

2- O concurso é destinado a autores brasileiros e estrangeiros.

3- O concurso abrange duas categorias de participantes: 1) Juvenil, de 13 a 17 anos; 2) Adulto, de 18 anos em diante.

4- O tema do concurso é livre e cada participante poderá enviar até 03 (três) contos.

5- Serão considerados válidos para o concurso somente contos originais e inéditos.

6- As inscrições são inteiramente gratuitas.

II – Sobre o envio:

1- Cada conto não pode ultrapassar 3 (três) laudas, tamanho A4, espaço simples, usando formato de letra Arial ou Times New Roman, fonte 12.

2- O(s) conto(s) deverá(ão) ser entregue(s) em 5 (cinco) vias, digitados, em língua portuguesa. Não serão aceitas cópias manuscritas.

3- Em cada cópia do(s) conto(s) deverá constar apenas o título do trabalho e o pseudônimo do autor.

4- O participante deverá enviar, em anexo, a ficha de inscrição contendo os seguintes dados ( A ficha está disponível no site www.ipdae.org):
a) Nome Completo;
b) Endereço completo, incluindo CEP;
c) Telefone para contato e e-mail,
d) Profissão;
e) Data de nascimento e idade;
f) Título(s) do(s) conto(s);
g) Pseudônimo do participante.

5- O material deverá ser entregue na sede da Biblioteca Leverdógil de Freitas, Av. João de Oliveira Remião, 7.193, Parada 18, Lomba do Pinheiro, Porto Alegre- RS, CEP 91560-000, ou remetido via correio, postados até o último dia do período de inscrições.

6- Os trabalhos que não contiverem necessariamente as informações estabelecidas no regulamento serão automaticamente desclassificados.

7- O material enviado não será devolvido.

III – Da seleção:

1- As obras inscritas serão analisadas por uma comissão formada por profissionais com notório saber na área, nomeados pelo IPDAE.

2- A seleção dos contos será feita no período de 01 de a 31 de abril de 2011.

3- Serão selecionados 10 (dez) contos de cada público (Juvenil e Adulto).

4- Os contos selecionados serão publicados em uma coletânea.
5- Uma vez selecionados, os participantes estarão fazendo a cessão de diretos de publicação.

IV – Do resultado:

1- O resultado do 9º Concurso de Contos estará disponível a partir do dia 2 de maio de 2011 na Biblioteca Leverdógil de Freitas e no site www.ipdae.org.

V – Da premiação:

1- A premiação consistirá na entrega de certificados a ser realizado no dia 07 de maio de 2011, Sabado, às 20h, na sede na Biblioteca Leverdógil de Freitas, e na posterior publicação dos trabalhos.

Comissão de organização do 9º Concurso de Contos
Adriana Duarte, Cláudia Feijó, Fátima Flores, Luiz Conte, Luiz Miguel Lisboa, Maria Hedy, L. Pandolfi, e Valdereza Ferraz Viegas.

Realização
Instituto Popular de Arte-Educação
Biblioteca Leverdógil de Freitas
Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro

Av. João de Oliveira Remião ,7193 – Parada 18
Lomba do Pinheiro – Porto Alegre – RS / CEP 91560-000
Tel.: (51) 33373613

concursodecontos@ipdae.org www.ipdae.org

Prémio Literário “Alves Redol”

Acesse outros concursos

Fonte: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

1. A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira institui o Prémio Literário “Alves Redol”, prestando, desta forma, homenagem à memória do grande romancista vilafranquense, através do incentivo à criatividade literária nos géneros de conto e romance.

2. As modalidades literárias aceites neste Prémio são:
Conto
Romance

3. As obras concorrentes deverão ser trabalhos originais, apresentados em texto processado a espaço duplo, em formato A4 e de um só lado, com as seguintes especificidades por cada modalidade:

3.1. Conto
Tema livre

3.2. Romance
Tema livre

4. As obras concorrentes deverão apresentar as páginas devidamente agrupadas e encapadas, trazendo na capa o título da obra e pseudónimo.

5. De cada obra concorrente deverão ser apresentados três exemplares.

6. As obras concorrentes deverão ser colocadas dentro de envelope fechado e lacrado, com o título do trabalho e o pseudónimo no exterior.

No interior do mesmo envelope deverá ser colocado um segundo sobrescrito fechado, contendo o nome real, morada e n.º de telefone do concorrente.

7. Cada concorrente só poderá enviar um trabalho por cada modalidade literária.

8. Caso os trabalhos concorrentes tenham sido publicados antes ou venham a ser publicados durante o período em que decorrer o Prémio, serão de imediato rejeitados.

9. O prazo de entrega dos originais termina no dia 31 de Março de 2011.

10. Os trabalhos concorrentes deverão ser enviados pelo correio para: CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA

Departamento de Cultura, Turismo e Actividades Económicas
Biblioteca Municipal de Vila Franca de Xira
Prémio Literário “Alves Redol”
Travessa do Curral, n.º 8
2600-134 Vila Franca de Xira

11. O júri será constituído por três elementos:

Um escritor
Um crítico literário
Um representante da Divisão de Bibliotecas da Câmara Municipal

12. Serão atribuídos os seguintes prémios em cada uma das modalidades:

12.1 Conto
1º Lugar no valor de 2500 €.

12.1.1 O Júri poderá decidir pela atribuição de uma menção honrosa, cujo prémio será de 1000 €.

12.2. Romance

1º Lugar no valor de 7500 €.

12.2.2 O Júri poderá decidir pela atribuição de uma menção honrosa, cujo prémio será de 2000 €.

13. Os prémios só poderão ser atribuídos por unanimidade dos votos do júri.

14. O júri poderá não atribuir os prémios e menções honrosas, se entender que os trabalhos concorrentes não apresentam a qualidade exigida.

15. As decisões do júri são irrevogáveis.

16. Os membros do júri não poderão concorrer ao Prémio.

17. O júri deliberará sobre os premiados até ao dia 30 de Novembro de 2011. Os prémios e menções honrosas serão anunciados em sessão pública, em data a divulgar.

18. A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira apoiará a edição dos trabalhos premiados, tendo a mesma de efectivar-se no prazo máximo de 2 anos após o anúncio dos resultados do concurso, através da aquisição do número de exemplares abaixo indicado, na empresa editorial junto da qual o autor da obra obtiver a respectiva edição:

Romance – 350 exemplares
Conto – 500 exemplares

18.1 Para efeitos do apoio à edição, a editora terá de obrigatoriamente incluir no corpo gráfico da obra a menção do Prémio Literário Alves Redol, bem como a entidade organizadora do mesmo: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira / Divisão de Bibliotecas.

19. As obras não premiadas poderão ser levantadas pelos autores na Biblioteca Municipal de Vila Franca de Xira, até dois meses após a divulgação dos prémios, não assumindo a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira qualquer responsabilidade findo o prazo.

20. O não cumprimento do enunciado neste regulamento levará à exclusão da participação deste Prémio Literário.

21. Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Segundo Prêmio Agostinho de Cultura – 2011


Fonte: Editora Adonis

1- A participação estará aberta para todos os escritores de literatura infantil com mais de 18 anos, que apresentem originais dirigidos a leitores entre 06 e 12 anos. Funcionários da Gráfica e Editora Adonis e/ou seus parentes em primeiro grau não poderão participar;

2- Serão aceitos textos ficcionais em prosa;

3- Os originais deverão ser inéditos e escritos em língua portuguesa. Entende-se por inédito o original não editado e não publicado (parcialmente ou em sua totalidade) em antologias, coletâneas, suplementos literários, jornais, revistas e publicações do gênero. O candidato poderá apresentar mais de um original;

4- A extensão dos originais deverá obedecer aos critérios da série da qual o autor queira participar:

• Série Leitor Iniciante – a partir de 6/7 anos – entre 8 e 11 laudas;

• Série Leitor em Processo – a partir de 8/9 anos – entre 27 e 45 laudas;

• Série Leitor Infantojuvenil – a partir de 10/12 anos – 50 e 100 laudas;

• Lauda de 1.200 caracteres com espaço);

5- O candidato deverá enviar 4 (quatro) cópias de cada original, obedecendo à seguinte formatação:

• Word, fonte Times New Roman – corpo 12;

• Páginas numeradas e impressas em papel A/4 ou Carta;

• Os textos enviados para a editora deverão ter o Registro de Direito Autoral/EDA (Escritório de Direito Autoral) que tem por finalidade dar ao autor segurança quanto ao direito sobre sua obra, de acordo com a Lei nº 9.610/98;

6- Os originais deverão ser endereçados e encaminhados à Editora Adonis, Segundo Prêmio Agostinho de Cultura – 2011 Rua do Acetato, 189 – Distrito Industrial Salto Grande I Americana – SP – CEP 13.474-763

7- O atendimento direto será efetuado de segunda a sexta-feira, no horário comercial (das 9h às 12h e das 14h às 16h30);

8- As inscrições estarão abertas de 01/10/2010 até 31/03/2011. Após essa data, não serão mais aceitos originais. Para efeito de inscrição será considerada a data de postagem do material encaminhado pelo correio;

9- A identificação dos originais deverá ser feita por meio de pseudônimo escolhido pelo autor. Todas as cópias enviadas deverão ser identificadas apenas pelo pseudônimo. Dentro de um envelope lacrado e identificado com o pseudônimo, o participante deverá enviar seus dados pessoais (nome completo, endereço, telefone, e-mail, número do RG, do CPF e profissão);

10- O conteúdo do livro deve vir acompanhado de projeto e cronograma com sugestão para aplicação em sala de aula e disponibilidade do autor para divulgação do livro;

11- O júri será nomeado pela Editora Adonis e será formado por especialistas em literatura e escritores de reconhecido prestígio. A composição do júri será mantida em segredo até a nomeação dos ganhadores;

12- A decisão do júri será irrevogável e anunciada por ocasião da entrega do Segundo Prêmio Agostinho de Cultura – 2011, em agosto de 2011, em horário e local a serem determinados pela editora;

13- Serão três prêmios (para cada categoria acima referida): a publicação do original na Coleção “Contando Histórias”, com tiragem inicial de 3.000 (três mil) exemplares. Após anunciado o resultado, o vencedor fará um contrato de edição em comum acordo com a Editora Adonis;

14- Pelo contrato de edição, o autor receberá R$ 2.000,00 (dois mil reais), como pagamento de direitos autorais;

15- A edição do original vencedor obedecerá aos critérios de edição da Coleção “Contando Histórias”:

• Categoria Leitor Iniciante – a partir de 6/7 anos;

• Categoria Leitor em Processo – a partir de 8/9 anos;

• Categoria Leitor Infantojuvenil – a partir de 10/12 anos;

16- O júri poderá não outorgar o prêmio.

Todos os casos não previstos nas normas deste prêmio serão resolvidos diretamente pela Editora Adonis;

17- A Editora Adonis poderá manifestar interesse por alguns trabalhos inscritos que não obtiverem o prêmio. Assim, durante o prazo de 6 (seis) meses, a contar da divulgação do vencedor, a editora poderá estabelecer contato com os autores de obras recomendadas pelo júri, para adquirir os direitos de publicação;

18- Os originais que não estiverem de acordo com as normas acima serão desclassificados;

19- Os originais e demais documentos entregues à Editora Adonis não serão devolvidos;

20- O fato de o escritor apresentar originais para concorrer ao Segundo Prêmio Agostinho de Cultura – 2011 pressupõe expresso acordo com as normas aqui estabelecidas.

Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012

Acesse outros concursos

O Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto decidiu celebrar na sua edição de 2012 o Cinema de Ficção Científica. Paralelamente a essa iniciativa, promove o presente Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012, com o seguinte regulamento:

1- São aceites contos inéditos, em língua portuguesa, com reconhecíveis elementos de Ficção Científica. Tratando-se de um género vasto, que transcende definições simples, os critérios de avaliação serão baseados em três pilares: ambiência, carácter especulativo e criatividade.

2- Cada autor só poderá submeter um conto a concurso. A extensão máxima de cada conto a concurso será de 75.000 caracteres (incluindo espaços).

3- Os contos deverão ser submetidos em ficheiro electrónico, formato rtf ou word, como anexo de um email enviado para contos.fantas@gmail.com. O ficheiro do manuscrito terá formatação A4, espaçamento de linha e meia, fonte Times New Roman, tamanho 12. O manuscrito apenas será identificado, na página de rosto, pelo título do conto e pseudónimo do autor. O corpo do email de submissão incluirá o pseudónimo, o nome verdadeiro, morada e contacto telefónico. O título do email de submissão deverá incluir a referência “Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012”.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja e mantenha-se atualizado!

4- Os contos seleccionados serão incluídos na Antologia de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012, organizada por Rogério Ribeiro e publicada na colecção 1001 Mundos (Ed. Gailivro). Caberá ao organizador determinar quantos contos a concurso, para além do vencedor, poderão ser publicados; respeitando para isso a ordenação atribuída pelo Júri. A par dos contos a concurso seleccionados, a Antologia conterá também contos de autores convidados, nacionais ou estrangeiros.

5- A data limite de submissão de manuscritos é 14 de Outubro de 2011. Os contos recebidos em data posterior serão automaticamente excluídos. O resultado do Concurso será anunciado até ao fim de Novembro. A Antologia será lançada durante o Fantasporto 2012, a realizar de 20 de Fevereiro a 4 de Março de 2012.

6- O Júri do Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012 será constituído pelo organizador da Antologia e por um representante da Editora Gailivro. Adicionalmente, serão convidados outros membros de reconhecida competência. A constituição efectiva do Júri apenas será tornada pública aquando do anúncio do vencedor.

7- O Júri designará um vencedor do Concurso, e várias menções honrosas, devidamente ordenadas. O Júri poderá decidir não distinguir qualquer conto a concurso, caso entenda não estarem preenchidos os devidos padrões de qualidade. Os membros do Júri não poderão participar com contos a concurso. A decisão do júri é final.

8- Cada autor publicado terá direito a um exemplar gratuito da Antologia e aos respectivos direitos de autor pagos pela Editora Gailivro; calculados por divisão entre os autores publicados. A reprodução dos contos publicados até um ano após a data de lançamento da Antologia só poderá ser feita por concordância do organizador da Antologia e da Editora, a pedido do autor. Nos restantes casos, os autores mantêm a total propriedade da sua obra.

9- As questões não cobertas por este regulamento serão resolvidas pelo organizador da Antologia.

10- A submissão ao Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012 pressupõe a aceitação integral do presente regulamento.

Fonte: Organizador

II Concurso Nacional de Poesia Amigos do Livro Flipoços – 2011

Acessem outros concursos

Fonte: feira do livro – Poços de Caldas.

O Portal Amigos do Livro e a GSC Eventos Especiais estão organizando o II Concurso de Poesias Amigos do Livro / Flipoços – 2011, para autores brasileiros, maiores de 16 anos, residentes no Brasil.

O tema é livre e a inscrição é grátis.

O Concurso tem por objetivo descobrir novos talentos e promover a literatura brasileira.

Ao fazer a inscrição, o Autor estará concordando com as regras do concurso, inclusive autorizando a publicação da obra em antologia pela Scortecci Editora e responderá por plágio, cópia indevida e demais crimes previstos na Lei do Direito Autoral.

A GSC Eventos Especiais, empresa responsável pelo FLIPOÇOS – Festival Literário de Poços de Caldas – MG, escolherá uma Comissão Julgadora composta de 3 (três) membros de renomado prestígio literário e uma Comissão Organizadora que resolverá os casos omissos deste regulamento, se houver.

REGULAMENTO:

Inscrições somente pela Internet através do Portal Concursos e Prêmios Literários, de 15 de Janeiro a 15 de Março de 2011.

O Autor poderá participar com 1 (uma) POESIA, de no máximo 3 (três) páginas ou até 5 (cinco) mil caracteres. Os trabalhos deverão estar em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto. A POESIA deverá ter obrigatoriamente um título. Não há necessidade de pseudônimo. Não há necessidade de ser inédita.

PRÊMIO:
Publicação em Antologia de 40 (quarenta) trabalhos selecionados pela Comissão Julgadora do I I Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços – 2011.

A título de Direito Autoral cada autor receberá gratuitamente 5 (cinco) exemplares da antologia editados pela Scortecci Editora e entregues pela GSC Eventos Especiais.

RESPONSABILIDADES:
GSC Eventos Especiais:
1) Escolha e Indicação da Comissão Julgadora do Concurso; 2) Promoção e Divulgação do II Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços – 2011; 3) Envio e postagem dos exemplares da antologia para os 40 (quarenta) Autores Vencedores do II Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços – 2011.

Scortecci Editora:
1) Editoração e Impressão da antologia do II Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços – 2011; 2) Inscrições e suporte pela Internet através do Portal Concursos e Prêmios Literários.

DADOS TÉCNICOS DA OBRA:
400 (quatrocentos) exemplares, formato 14 x 20,7 cm, miolo P&B, capa 4 cores em papel 250 gramas, sendo: 200 (duzentos) exemplares para os Autores Vencedores do II Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços 2011, 50 (cinquenta) exemplares para a GSC Eventos Especiais, 50 (cinquenta) exemplares da Divulgação / Mídia e 100 (cem) exemplares para a Scortecci Editora comercializar ao preço de R$ 20,00 cada, através da Livraria e Loja Virtual Asabeça.

Autores vencedores do II Concurso de Poesia Amigos do Livro / Flipoços – 2011 poderão adquirir exemplares extras diretamente com a editora com 50% de desconto, mais despesas de remessa.

CRONOGRAMA:
Inscrições: 15 de janeiro a 15 de março de 2011.
Informações: flipocos@concursosliterarios.com.br ou (11) 3032 6501 ou na GSC (35) 3697 1551

Deus Ex Machina

Acesse outros concursos

Fonte: Editora Estronho

Das Inscrições

a) Poderão se inscrever autores de qualquer estado ou país, desde que os textos sejam enviados em língua portuguesa.

b) Menores de idade podem se inscrever, desde que enviados os documentos dos responsáveis (caso sejam aprovados).

c) As inscrições, assim como a participação, em caso de aprovação dos textos, são gratuitas. Não haverá também, a obrigatoriedade de aquisição de exemplares, nem mesmo por consignação.

Das Regras para o Texto

a) Os textos deverão estar rigorosamente de acordo com o tema proposto: batalhas entre anjos e demônios na era vitoriana, utilizando-se de um ou mais elementos steampunk.

b) Os textos deverão ter um mínimo de 10.000 caracteres e um limite de 24.000 caracteres (contando os espaços). Textos acima, ou abaixo desse limite serão eliminados automaticamente, sem aviso por parte dos organizadores.

c) Serão aceitos apenas textos inéditos (publicações em papel). Poderão ser aceitos textos publicados na internet, desde que o(a) autor(a) concorde em retirá-lo do ar, durante o processo de seleção e até seis meses após a publicação, se for o caso.

d) Serão aceitos textos em coautoria, porém no caso de cota de direitos autorais, contará apenas como uma autoria.

e) Cada autor(a) poderá enviar quantos textos quiser, porém, apenas um texto por autor(a) será publicado. No caso de mais de um texto passar na seleção, os organizadores poderão (não obrigatoriamente) solicitar ao autor(a) que escolha o conto a ser inserido na antologia.

Do Envio do Material

a) As inscrições começam dia 15 de dezembro de 2010 e terminam dia 15 de março de 2011.

b) A submissão dos textos deverá ser feita através do formulário de inscrições.

c) Se o autor quiser enviar mais de um texto, deverá fazê-lo através de submissões separadas.

d) No ato da inscrição o autor receberá um e-mail de confirmação do recebimento do seu texto. Porém, esta confirmação não garante a seleção do texto ou sua aceitação de acordo com as regras.

Da Seleção

a) Os textos serão selecionados pelos organizadores da antologia, que poderão contar com a ajuda de leitores beta, por eles escolhidos.

b) Não serão dados pareceres sobre os textos que não forem selecionados, no que se diz respeito a critérios de seleção. Apenas observações sobre não cumprimento das regras poderão (não sendo obrigatório) ser comunicadas aos autores.

c) Não contarão pontos a favor, nem contra, publicações anteriores ou bagagens literárias de qualquer natureza, por parte dos autores. O objetivo da antologia é reunir autores com textos de qualidade, não importando se iniciantes ou se possuem alguma experiência. O que será analisado é o texto enviado e não o currículo do participante.

d) Serão selecionados até 14 (quatorze) autores que se juntarão ao autor convidado, Romeu Martins e eventualmente aos organizadores.

Do Resultado

a) O resultado da seleção será divulgado até o dia 30 de março através do site da editora e das comunidades no orkut e facebook. Os autores selecionados receberão e-mails informando-os da sua aceitação na antologia, após a divulgação na internet.

b) Autores não selecionados para essa antologia NÃO receberão e-mails sobre a seleção.

c) Caso haja insuficiência de dados para confecção dos contratos de publicação, desistência de participação ou comprovação de não ineditismo da obra enviada, mesmo depois da divulgação do resultado, poderá haver troca de nomes na lista de selecionados.

Dos Valores, Direitos Autorais e Forma de Publicação

a) As inscrições são gratuitas.

b) Caso o texto seja selecionado para a publicação, não será exigido do autor que adquira nenhum exemplar da antologia, nem mesmo por consignação. A compra dos exemplares, por parte dos autores é 100% opcional, e neste caso serão concedidos descontos especiais a serem divulgados na ocasião da comercialização.

c) Os direitos autorais poderão ser pagos em espécie (10% sobre o valor de venda, dividido entre todos as participantes) ou através de exemplares da antologia. Após a seleção, será feita uma votação entre os autores, que decidirão a melhor forma de receber pelos direitos autorais e a editora acatará a decisão, podendo discutir apenas a quantidade de exemplares a serem distribuídos e/ou a periodicidade do depósito dos direitos autorais, no caso da escolha pelo pagamento em dinheiro.

d) Inicialmente o livro terá formato 14x21cm, capa fosca e papel bold 90g. Essas especificações poderão ser modificadas até o fechamento da seleção.

e) A publicação se dará com uma pequena tiragem inicial para o evento de lançamento e distribuição de exemplares para os participantes. A partir daí, serão feitas impressões sob demanda, ou seja, à medida que forem feitos os pedidos via internet e/ou livrarias que estarão comercializando a antologia.

f) Os autores que quiserem comprar uma quantidade maior de exemplares, para revenderem ou presentearem, terão descontos maiores e deverão negociar com antecedência diretamente com os organizadores.

Da Divulgação

a) A editora e os organizadores poderão e deverão utilizar os nomes dos autores convidados e selecionadas, para divulgar a obra, antes e depois de sua publicação.

b) Poderão ser solicitadas fotos e declarações dos autores (não sendo obrigatório) para que possamos produzir material de divulgação e/ou matérias e entrevistas em blogs e sites especializados.

c) Os autores selecionados poderão ajudar na divulgação, bastando para isso, pegar material apropriado no site da antologia.

Quaisquer dúvidas a respeito do regulamento ou de outras questões ligadas a esta antologia, entrem em contato pelo e-mail antologias@estronho.com.br .

Boas escritas a todos!

Prémio De Literatura Parque Das Nações / Casino Lisboa 2011

Acesse a outros concursos




REGULAMENTO
Fonte: Site Clube das Nações

Artigo 1.º

1. O Prémio Literário do Parque das Nações (adiante designado “Prémio”), instituído pelo Clube Parque das Nações com o apoio do Casino Lisboa e do jornal Notícias do Parque, pretende divulgar obras inéditas de ficção, no campo da prosa.

2. O Prémio insere-se no Festival Parque das Nações, cuja quarta edição decorrerá no final de Maio de 2011.

3. Desde 2006, é objectivo da Organização atribuir o Prémio anualmente. Pretende-se premiar, em anos diferentes, o género conto ou poesia.

Artigo 2.º

1. O Prémio, em 2011, está aberto a uma obra (conto) por autor. Qualquer autor poderá concorrer, independentemente do local onde resida ou da naturalidade.

2. Apenas serão aceites obras escritas em português.

3. Apenas serão aceites obras inéditas.

4. Os contos concorrentes serao em tema livre.

5. Os contos devem ter entre quinhentas e cinco mil palavras.

Artigo 3.º

1. Para concorrer, cada autor deve enviar por correio quatro exemplares impressos, assinados com pseudónimo. Simultaneamente, deve enviar, dentro do mesmo envelope, outro envelope fechado, com a identificação do autor (nome, endereço e telefone ou email) no interior e o pseudónimo utilizado no exterior.

2. A morada para envio das obras concorrentes é a seguinte: Prémio Literário Parque das Nações / Casino Lisboa — 2007 | Rua Sinais de Fogo, Lt. 3.14.04H, Escritório B| Parque das Nações |1990- 605 Lisboa.

3. O prazo de recepção dos contos termina no dia 15 de Março de 2011, sendo válido o carimbo do correio.

4. No momento da recepção de cada conto, a organização guarda em lugar seguro os envelopes de identificação fechados e distribui pelo júri os exemplares enviados.

5. Os envelopes e os exemplares são numerados pela rganização de forma a permitir fazer a correspondência futura entre os poemas distinguidos e os autores, mesmo no caso de pseudónimos iguais.

Artigo 4.º

1. O júri será constituído por três pessoas ligadas à área da literatura, escolhidas pela Associação de Moradores e Comerciantes do Parque das Nações, pelo Casino Lisboa e pelo Notícias do Parque, cujos nomes serão divulgados, o mais tardar, durante a cerimónia de entrega dos prémios.

2. O Presidente do Júri é escolhido pela Associação de Moradores e Comerciantes do Parque das Nações e não tem direito a voto.

3. Nenhum membro do júri ou da Direcção da AMCPN – Associação de Moradores e Comerciantes do Parque das Nações, pode participar neste Prémio.

4. O júri obriga-se a excluir à partida qualquer obra cuja autoria seja possível determinar antes da abertura do envelope de identificação ou que não obedeça aos critérios do presente regulamento.

5. A deliberação do vencedor e das menções honrosas será feita através de reuniões ou contactos informais entre os membros do júri. O Presidente do Júri marcará uma reunião para a decisão final.

6. Só após esta reunião e na presença do documento com a deliberação final do júri, poderá a organização abrir os envelopes de identificação dos autores.

Artigo 5.º

1. Será atribuído um prémio, não sendo possível atribuir prémios ex-aequo.

2. O júri pode deliberar atribuir até cinco menções honrosas.

3. O júri pode deliberar não atribuir o prémio por falta de qualidade literária das obras ou por nenhuma obra obedecer aos critérios deste regulamento. Neste caso, não há lugar a menções honrosas.

4. O prémio consistirá, no mínimo, em mil euros e na publicação do conto (até 2012), no jornal Notícias do Parque.

5. As menções honrosas serão divulgadas pela organização, reservando-se a mesma o direito de as publicar nos termos do Artigo 6.º deste Regulamento.

6. Os autores do poema vencedor e dos poemas que obtenham menções honrosas serão contactados antes da entrega do prémio.

7. Tanto o prémio como as menções honrosas poderão ser publicados no site da Associação de Moradores e Comerciantes Parque das Nações.

8. O Prémio será entregue durante o Festival do Parque das Nações, a organizar em Maio de 2011 pela Associação de Moradores e Comerciantes do Parue das Nações, em conjunto com várias entidades.

Artigo 6.º

1. Os autores que participam neste Prémio aceitam este regulamento.

2. A Organização terá o direito exclusivo de publicação do poema premiado e das menções honrosas até 2012, tanto em papel como na Internet. Os autores participantes reconhecem ainda à organização o direito a publicar os contos distinguidos em futures colectâneas.

3. Os autores comprometem-se a não publicar os contos enviados até que o vencedor do prémio seja divulgado. O não cumprimento deste ponto levará à exclusão do respectivo conto.

4. Os autores do conto vencedor e das menções honrosas comprometem-se, ainda, a não publicar o mesmo até 2012, sem prejuízo de acordo entre os mesmos e a organização.

5. Sem prejuízo dos números anteriores, os autores mantêm os direitos de autor referentes aos contos enviados.

Artigo 7.º

1. Os exemplares de participações não enquadradas dentro do regulamento ou dos contos que não obtenham o prémio ou uma menção honrosa serão destruídos após a divulgação do Prémio.

2. Não há direito ao retorno dos exemplares aos autores.

Artigo 8.º

1. Os casos omissos serão decididos pela organização.

2. Os casos omissos referentes ao processo de selecção do vencedor ou menções honrosas serão decididos pelo Presidente do Júri.

A Organização do Festival Parque das Nações 2011

Prêmio Feuc de Literatura 2011

Acesse outros concursos

JUSTIFICATIVA: a FEUC, Fundação Educacional Unificada Campograndense, realiza, através do seu Centro Cultural, o PRÊMIO FEUC DE LITERATURA – versão 2011, com o objetivo de incentivar a criação artística e premiar seus autores.

CATEGORIAS:
– 1: Aluno da FEUC (matriculados na Faculdade, na Pós-graduação, no CAEL ou no
Colégio Magali);
– 2: Âmbito Nacional (todos que não estejam matriculados na FEUC).

MODALIDADE: poema.

TEMA: de livre escolha para as duas categorias.

APRESENTAÇÃO: obra digitada no Word; fonte Times New Roman; tamanho 12; espaço simples; máximo de 30 versos.

QUANTIDADE: até dois poemas por candidato.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja e mantenha-se atualizado!

INSCRIÇÃO: de 20 de agosto a 20 de outubro de 2011.

ENVIO: só serão aceitos poemas enviados por e-mail; endereço: premio@feuc.br

IDENTIFICAÇÃO: abaixo do poema, colocar o pseudônimo e a categoria.

FICHA DE INSCRIÇÃO: no mesmo arquivo do poema, enviar as seguintes informações: nome, pseudônimo, título do poema, categoria, endereço completo, cep, telefone, e-mail e nome do intérprete; não é necessário enviar currículo. (ver modelo no final do documento)

JULGAMENTO: a comissão julgadora selecionará os melhores trabalhos, os quais estarão classificados para a final do concurso. Os nomes dos jurados serão divulgados em ocasião oportuna.
PREMIAÇÃO:

– Categorias 1 e 2:
1º lugar: R$ 400,00 e certificado.
2º lugar: R$ 300,00 e certificado.
3º lugar: R$ 200,00 e certificado.
– Melhor intérprete: 100,00 e certificado.

RESULTADO: a partir do dia 15 de novembro, todos os inscritos serão comunicados por e-mail quanto à classificação das obras para a final do concurso, que acontecerá nas dependências da FEUC, no dia 3 de dezembro, às 16 horas.

EXPLICAÇÕES:
1. O autor deve indicar o nome do intérprete de seu poema na ficha de identificação, podendo ser ele próprio. Para os que não puderem comparecer à final do concurso, indicaremos intérpretes para suas obras.

2. Caso seja editada uma antologia com as obras classificadas, a FEUC se reserva o direito de distribuí-la para entidades culturais e/ou vendê-la para ressarcimento de custos, como também publicar essas obras em outras edições.

3. As antologias serão dadas aos candidatos, a título de direitos autorais, na seguinte disposição em cada categoria:
– 1º lugar: 15 exemplares;
– 2º lugar: 10 exemplares;
– 3º lugar: 05 exemplares.
– demais classificados: 3 exemplares para cada um.

4. Os trabalhos enviados não serão devolvidos.

5. A inscrição neste concurso corresponde à aceitação plena deste regulamento. O não-cumprimento do mesmo resultará a desclassificação do candidato.

6. Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do concurso.

OBSERVAÇÃO: os livros editados serão entregues ao autor (ou a seu representante) pessoalmente. A FEUC não se responsabiliza pelo envio das antologias através do correio. Se o autor quiser receber seus livros pelo correio, deve arcar com as despesas desse procedimento.

MODELO DA FICHA DE INSCRIÇÃO:
NOME:
PSEUDÔNIMO:
TÍTULO DO POEMA:
CATEGORIA:
ENDEREÇO COMPLETO:
Rua: Nº:
Bairro: Cidade:
Estado: Cep:
TELEFONE:
E-MAIL:
NOME DO INTÉRPRETE:

Fonte: Organizador

Prêmio Biblioteca Nacional

Acesse outros concursos

O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Entidade, aprovado pelo Decreto nº. 5.038 de 07 de abril de 2004, publicado no Diário Oficial da União em 08 de abril de 2004,DECIDE:

Art. 1º.Conceder Prêmios Literários a escritores, tradutores e autores de projeto gráfico, em reconhecimento à qualidade intelectual e técnica de seus trabalhos, publicados de 1º de setembro de 2010 a 31 de agosto de 2011, no Brasil, nas seguintes categorias:

a) Romance;
b) Conto;
c) Poesia;
d) Ensaio Literário;
e) Ensaio Social;
f) Tradução;
g) Projeto Gráfico;
h) Literatura Infantil e Juvenil.

Art. 2º. Instituir e aprovar o Edital, publicado na Seção 3 do DOU, que define valores, prazos e condições para a concessão dos prêmios definidos no artigo 1º.Art. 3º. Esta Decisão entra em vigor na data de sua assinatura, devendo ser publicada no Diário Oficial da União – D.O.U.

A Fundação Biblioteca Nacional torna público que oferecerá prêmios a autores, tradutores e autores nas categorias de poesia, romance, conto, ensaio literário, ensaio social, tradução, projeto gráfico e literatura infantil e juvenil, em reconhecimento à qualidade intelectual e técnica de seus livros, publicados de 1º de setembro de 2010 a 31 de agosto de 2011, no Brasil, em português. Este procedimento, autorizado por meio de Decisão Executiva de nº. 202, será regido pelo Edital que se segue.

1. Do Prêmio
1.1. Constitui objeto do presente Edital premiar autores, tradutores e autores de projeto gráfico, em reconhecimento à qualidade intelectual e técnica de seus livros, publicados de 1º de setembro de 2010 a 31 de agosto de 2011, no Brasil, assim distribuídos:
. Prêmio Alphonsus de Guimaraens, de Poesia;
. Prêmio Machado de Assis, de Romance;
. Prêmio Clarice Lispector, de Conto;
. Prêmio Mário de Andrade, de Ensaio Literário;
. Prêmio Sérgio Buarque de Holanda, de Ensaio Social;
. Prêmio Paulo Rónai, de Tradução;
. Prêmio Aloísio Magalhães, de Projeto Gráfico;
. Prêmio Glória Pondé, de Literatura Infantil e Juvenil.
1.1.1. A descrição de cada categoria encontra-se no Anexo I.

1.2. Os Prêmios, intitulados em homenagem a intelectuais destacados na cultura brasileira, contemplarão os livros, em primeira edição, publicados entre 1º de setembro de 2010 e 31 de agosto de 2011, que estejam em dia com a Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994, de 14 de dezembro de 2004) e que possuam número de ISBN (International Standard Book Number).
1.2.1. O cumprimento da Lei do Depósito Legal (Lei n.10.994) é pré-requisito para a inscrição neste Prêmio Literário.
1.2.2. Serão aceitos livros cujo Deposito Legal já tenha sido efetuado ou que seja efetuado até, no máximo, o dia de inscrição.
1.2.3. Informações sobre o Depósito Legal no Anexo II.

1.3. O autor selecionado em primeiro lugar será contemplado com o Prêmio em espécie, no valor bruto de R$ 12.500,00 (doze mil e quinhentos reais), respeitando todos os descontos tributários. O pagamento da premiação está condicionado a regularidade do premiado junto à Receita Federal. Caso o livro possua mais de um autor, tradutor ou autor de projeto gráfico (de acordo com a categoria de Prêmio), o valor será dividido em partes iguais. Os autores classificados em 2º e 3º lugares receberão um certificado de participação.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja e mantenha-se atualizado!

2. Da Inscrição

2.1. Poderão participar do Concurso pessoas físicas brasileiras.

2.2. Somente serão habilitados livros redigidos em língua portuguesa e publicados por editoras brasileiras.

2.3. Os livros deverão ser inscritos pelo autor, tradutor ou autor de projeto gráfico, de acordo com cada categoria.
2.3.1. As inscrições por intermédio de editoras serão permitidas apenas mediante autorização por escrito do autor, tradutor ou autor de projeto gráfico, que deverá ser anexada à ficha de inscrição.

2.4. Poderão concorrer apenas livros inéditos (1ª edição), publicados no Brasil, entre 1º de setembro de 2010 e 31 de agosto de 2011. Caso a data de publicação (mês e ano) não conste no livro, o autor deverá enviar um dos seguintes documentos comprobatórios:
a) Cópia da nota fiscal da gráfica; ou
b) Declaração da editora confirmando a data de publicação.
2.4.1. Se a data de publicação impressa no livro estiver fora do período de 1º de setembro de 2010 e 31 de agosto de 2011, a inscrição não será aceita.
2.4.2. Se a data de publicação impressa no livro fizer referência a uma estação do ano, será necessário anexar documentos que comprovem mês e dia.

2.5. É vedada a inscrição de antologias que apresentem conteúdo publicado em período anterior a 1º de setembro de 2010.

2.6. É vedada a inscrição de obras publicadas com o apoio da Fundação Biblioteca Nacional ou coeditadas pela Instituição.

2.7. As inscrições iniciam-se no dia 05 de outubro de 2011 e encerram-se no dia 24 de outubro 2011. Serão aceitas inscrições postadas até o dia 24 de outubro de 2011 – valendo como comprovante de envio a data de postagem que consta no carimbo da agência expedidora. As inscrições devem chegar ao endereço indicado até, no máximo, o dia 31 de outubro de 2011 (cinco dias úteis após o encerramento das inscrições). Quaisquer documentações enviadas após o dia 24 de outubro de 2011 e recebidas depois de 31 de outubro de 2011 não serão aceitas.

2.8. As inscrições são gratuitas.

2.9. As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, por via postal, inclusive para os residentes no Rio de Janeiro.

2.10. As inscrições devem seguir as seguintes orientações:
2.10.1. Preencher por completo e assinar o formulário disponível no endereço eletrônico www.bn.br.2.10.2. Encaminhar 3 (três) livros, para avaliação da Comissão Julgadora, acompanhados do formulário de inscrição para o endereço abaixo:
Prêmio Biblioteca Nacional 2011
Fundação Biblioteca Nacional
Rua da Imprensa, 16 – Sala 1110 –Centro
20030-120 – Rio de Janeiro – RJ

2.11. Cada autor poderá concorrer somente em uma única categoria e, no máximo, com 3 (três) títulos.

2.12. Não será admitida a inscrição, para concorrer aos prêmios literários das Comissões Julgadoras e de seus parentes ou afins, de servidores, estagiários, prestadores de serviços terceirizados, pesquisadores vinculados a projetos em curso da Fundação Biblioteca Nacional, do Ministério da Cultura e de qualquer unidade vinculada a esse Ministério.

2.13. No caso de livro com mais de um autor, a inscrição deve ser feita apenas por um dos autores e, caso o livro seja vencedor, os autores dividirão o prêmio, em partes iguais, entre si.

2.14. Os livros que fizerem parte de uma coleção poderão ser inscritos individualmente.

2.15. O ônus da participação neste Prêmio Literário como despesas com correio, cópias e emissão de documentos é de exclusiva responsabilidade do candidato.

2.16. A inscrição no presente Concurso implica a aceitação pelo candidato do regulamento deste edital.

2.17. Mais informações ou dúvidas sobre o Prêmio Biblioteca Nacional no telefone (21) 2220-2057 e no e-mail cgll@bn.br (indicar no assunto Prêmio Biblioteca Nacional 2011).

3. Das Comissões
3.1. As Comissões Julgadoras serão constituídas de três membros cada uma, escolhidos conforme sua especificidade profissional, dentre eles, críticos literários, professores universitários, personalidades destacadas no meio literário e profissionais do mercado editorial do país.

3.2. A nomeação dos membros da comissão será efetuada pela Presidência da Fundação Biblioteca Nacional.

4. Do Julgamento
4.1. A comissão julgadora selecionará a obra a ser premiada, de acordo com a especificidade de cada categoria, a partir dos seguintes critérios:
a) Qualidade literária da obra;
b) Originalidade;
c) Criatividade;
d) Contribuição à cultura nacional;
e) Dificuldade linguística da tradução;
f) Qualidade do acabamento, papel e impressão;
g) Uso criativo dos elementos gráficos.

5. Do resultado
5.1. A comissão julgadora selecionará três finalistas de cada categoria, classificados do 1o ao 3º lugares.
5.2. O resultado final, após homologação pela Presidência da Fundação Biblioteca Nacional será divulgado no Diário Oficial da União e no endereço eletrônicoda Fundação Biblioteca Nacional (www.bn.br), devendo ocorrer até 7 dias após o término do julgamento.

6. Das Disposições Gerais
6.1. A falta do cumprimento de qualquer exigência deste regulamento acarretará a automática eliminação da obra concorrente.

6.2. O presente regulamento será publicado no endereço eletrônico da Fundação Biblioteca Nacional e no Diário Oficial da União.

6.3. Os casos omissos serão resolvidos pela Presidência da Fundação Biblioteca Nacional.

Anexo I – Descrição das Categorias

Romance: Narrativa ficcional longa.
Conto: Narrativa ficcional curta.
Poesia: Expressão textual lírica que utiliza efeitos linguísticos sonoros, rítmicos e harmônicos, escritos em prosa ou verso. Atividade criativa da linguagem, com base em recursos sintáticos, vocabulares e gramaticais.
Ensaio literário: Textos que apresentam ideias e reflexões a respeito de teoria, interpretação e crítica literária.
Ensaio social: Textos que apresentam ideias e reflexões a respeito de um tema, como História, Filosofia, Ciências Sociais, Política, Sociologia e Antropologia.
Tradução: Obras literárias (romance, conto, poesia, crônicas) traduzidas de outros idiomas para o português do Brasil.
Projeto gráfico: Conjunto da criação e disposição de elementos gráficos e textuais no livro – capa, tipologia, arte, fotos, imagens, cores, formas, texto, diagramação, papel e impressão.
Literatura Infantil e Juvenil: Obras de conteúdo ficcional, podendo ou não conter elementos de não-ficção, que abordam temas e assuntos destinados ao público infantil e juvenil.

Anexo II – Depósito Legal
O Depósito Legal é definido como exigência, por força de Lei N. 10.994, de 14/12/2004, que revogou o Decreto-lei N. 1825, de 20/12/1907 de remessa à Biblioteca Nacional de um exemplar de todas as publicações produzidas em território nacional, por qualquer meio ou processo, objetivando assegurar a coleta, a guarda e a difusão da produção intelectual brasileira, visando à preservação e formação da
Coleção Memória Nacional.

O Depósito Legal deve ser realizado única e exclusivamente no endereço abaixo indicado.
Fundação Biblioteca Nacional
Divisão de Depósito Legal
Av. Rio Branco, nº219 / 3º andar- Centro
CEP 20040-008 – Rio de Janeiro – RJ – Brasil
Tels.: 21-2220-1892 e/ou 3095-3951
E-mail: ddl@bn.br | www.bn.br/depositolegal

Anexo III – Cronograma
Inscrições 5 a 24 outubro de 2011
Lista das inscrições
recebidas 4 de novembro de 2011
Avaliação e seleção 4 de novembro a 5 de dezembro de 2011
Resultado 9 de dezembro de 2011
Cerimônia de Premiação 15 de dezembro de 201

Retificação dos itens 2.3.1 e 2.9 do Edital

Formulário de Inscrição


Fonte: BN

1º Concurso Cultural de LitFan da Revista Fantástica

Acesse outros concursos

Mundos de Mirr, Revista Fantástica e República dos Escritores convidam:

Mirr é um mundo de fantasia muito semelhante a centenas de outros existentes por ai. Possui elfos, dragões, orcs, magias e deuses. Porém existe algo que Mirr não possui, um conceito muito comum em outros mundos, mas inexistente nesse, uma verdade universal.

Uma verdade é tão somente a versão dos fatos vista por um dos lados de um conflito, geralmente aquele que o venceu. Os que escrevem a história tendem a engrandecer seus feitos e minimizar seus fracassos, ocultando aquilo do qual se envergonham.

Mirr é um mundo em constante expansão, com sua história sendo escrita a cada instante. Enquanto guerras são travadas no campo de batalha, forças políticas conspiram no interior dos palácios. Enquanto os deuses acompanham a distância a evolução dos mortais, existem seres poderosos que buscam na magia a força para mudar a realidade.

site literário conto Revista literária benfazeja

Siga @benfazeja
e mantenha-se atualizado!

Agora é a sua vez de deixar sua marca nesse mundo, de conhecer terras distantes e de dar vida a personagens fascinantes. É a sua chance de criar sua própria verdade sobre os fatos. a Revista Fantástica (www.revistafantastica.com.br), a República dos Escritores (www.republicadosescritores.com.br) e o autor Cláudio Villa convidam você para o 1º Concurso Cultural de Literatura Fantástica da revista digital, com ambientação no Mundo de Mirr.

Acesse a Mirr Enciclopédia em www.mundosdemirr.com/wiki, navegue por suas páginas, aprenda mais sobre esse mundo e crie sua própria visão da história. Escreva um conto com no máximo 3.000 palavras ambientado em Mirr e envie para thiago@revistafantastica.com.br

Uma comissão julgadora formada pelos editores do site, pela República dos Escritores e pelos criadores do mundo irá selecionar o melhor conto e será premiado com:

1 exemplar de Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 1 – Guerra dos Tronos
1 exemplar de Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 2 – Fúria de Reis
1 exemplar de O Hobbit
1 exemplar de Silmarillion
1 exemplar de Crônicas dos Senhores de Castelo – Livro 1 – Poder Verdadeiro
1 exemplar de Pelo Sangue e Pela Fé (autor: Cláudio Villa)
1 exemplar de O Vento Norte (autor: Cláudio Villa)
1 exemplar de 72 Horas para Morrer do autor Ricardo Ragazzo (Editora Novo Século) para os 3 melhores contos

Além disso, sua criação, devidamente creditada, fará parte permanente da Mirr Enciclopédia ou de alguma história desenvolvida pelo escritor Cláudio Villa, autor dos livros Pelo Sangue e Pela Fé e O Vento Norte. Os 3 melhores contos também farão parte de uma coletânea fantástica digital que será lançada pela Revista Fantástica em breve.

Critérios de Análise

Ambientação (valor máximo: 10 pontos)

Enredo (valor máximo: 10 pontos)

Condução da Trama (valor máximo: 10 pontos)

Qualidade Técnica (valor máximo: 10 pontos)

Criação de Personagens (valor máximo: 10 pontos)

Para a adequação do seu texto às melhores técnicas de criação e desenvolvimento recomendamos a leitura abaixo das “8 regras básicas do conto”, escrito por James McSill e traduzido por Kyanja Lee.

As 8 regras básicas do conto

Um bom conto deve:

1. Ter um único fio narrativo.
Como o espaço de um conto é limitado – talvez pouco mais do que 1000 a 2000 palavras – não há espaço para explorar as histórias de vários personagens ou mostrar como os personagens principais reagem em diferentes situações. 
Estabeleça uma linha de história e não se desvie da mesma. Alguns exemplos:

a. Helena planeja uma vingança contra a mulher que roubou o seu emprego.
b. Camila decide se fica ou não com a carteira que encontrou na rua.
c. Ricardo enfrenta o seu arqui-rival numa competição de vida ou morte de motocicleta.

Se você começar a ampliar a trama de sua história – talvez focalizando as vidas de todos os competidores da corrida de moto de Ricardo – você está escrevendo uma novela ou um romance. Qualquer conto com mais de 4000 palavras é difícil de vender. Qualquer texto com mais de 6000 palavras é, em difinitivo, uma novela.

2. Um espaço temporal curto.
Um conto é como uma foto – um instante congelado no tempo. 
- Faz um check-up de como seu personagem lida com um fato, em um período difícil ou traumático de sua vida. (Não é para lidar com a história de sua vida, fazer o estudo de um personagem ou escrever a crônica de suas várias aventuras.) 
- Os melhores contos têm um foco restrito – uma linha de história cobrindo não mais do que alguns dias. As histórias mais envolventes cobrem eventos que atingem seu herói em poucas horas cruciais. 
Um único estado de espírito, ritmo e estilo. 
- Um conto deve produzir o mesmo sentimento ao longo da narrativa. Não deve iniciar com um tom emocional recheado de sofrimento, para acabar descambando para um de comédia explícita. 
- Ele não d eve acelerar ou diminuir o seu ritmo de forma oscilante. Ou passar de um estilo seco, com sentenças cortantes e um vocabulário simples para uma prosa ininterrupta, langorosa, destilando expressões barrocas e imagens hiperbólicas. 
- No momento em que você muda a direção ou o tom que está sendo adotado, você provoca um tranco em seu leitor.

3. Descrições breves.
– Um conto não é o espaço para exibir suas habilidades descritivas. Descrições extensas matam o ritmo e desviam a trama da atenção do leitor. 
- Você deve sempre ter como objetivo alcançar o máximo efeito com o mínimo de palavras. Você pode preencher uma página descrevendo cada aspecto da aparência de uma mulher de idade, mas a única informação útil que você terá dado ao leitor é que a mulher é idosa. Ou seja, você poderia atingir o mesmo efeito em seis palavras. Ex: Edite tem ondas prateadas nos cabelos. 
- Forneça apenas as informações secundárias que forem relevantes à trama. 
- Se a estória for sobre as lutas e as vitórias de John com o fim de seu casamento, o fato de ele ter feito seis tentativas para obter suas medalha s de natação nos 100 metros ou ser alérgico a amendoim não é importante. 
- O truque é manter um bom balanço e fornecer informações concisas e fatos relevantes suficientes sobre um personagem, de maneira que o leitor consiga visualizá-lo.

4. O mínimo de personagens.
– Quatro personagens ou menos. Não há tempo nem espaço em um conto para encontrar um batalhão de novos rostos, e memorizar cada personagem e seu grau de parentesco ou envolvimento com outros. 
- Pense em como é difícil você se lembrar de todos os nomes das pessoas a quem é apresentado em uma festa. Dois é o número ideal de personagens para um breve conto, pois permite que você use diálogos de como eles conversam e reagem. Três é excelente para contos explorando o eterno triângulo amoroso, mas quatro é, de fato, o limite.

5. Sem enredos paralelos, moral camuflada ou subtemas.
– Simplifique. Conte a estória da forma mais direta possível e não tente ser tão brilhante ou intelectual. 
- O enredo é de suprema importância. Assim, não permita que nada interfira na forma ligeira e uniforme que se recomenda ao narrar a história. Esse desvio poderá acontecer se sua escrita falar em vários níveis e revelar toda a sorte de verdades ao leitor. Se isso acontecer, ótimo. Mas não se esforce para isso, em definitivo. Deixe que aconteça de modo espontâneo. 
- Não faça de seu texto uma lição de moral. – Não use simbolismos. 
- Não estabeleça a noção de que tudo tenha que ser significativo e profundo, pois grandes são as chances de que você termine com uma história cheia de significados entediantes.

6. Nada de criar um cenário ultra elaborado e redundante.
– As razões mais comuns que dispersam o leitor em alguns contos é que os escritores gastam as preciosas linhas iniciais montando o cenário. Ao invés de narrar a história, prendem-se a descrições desnecessárias sobre o tempo, a cidade em que a história ocorre, ou o estado de humor do personagem principal, sua aparência ou seu histórico familiar. 
- Vá direto à trama em sua primeira frase. 
- Saiba também estabelecer o final da história. Termine-a de imediato assim que o conflito de seu personagem for resolvido. Não se deixe arrastar sem rumo por vários parágrafos extras, até se esgotar num sopro. 
- Assim como uma boa piada, um conto tem que ter um final arrebatador.

7. Diálogos tensos e cortantes.
– Não há como justificar um título atraente e arrebatar a atenção de seu leitor se toda vez que seu personagem principal fala, dá vontade de bocejar. 
- Diálogos devem ter um ritmo veloz, excitante e dramático. São uma ótima maneira de injetar emoção em uma história. Ajudam a criar estados de humor e tensão. 
- Crie diálogos concisos. Que eles sejam apenas um flash (recorte sonoro) da realidade, e sirvam apenas para dar vida ou caracterizar de forma peculiar os personagens, e não prosaicos bate-papos. 
- Um texto sem diálogos fica menos tenso.

8. O menor número de pontos de vista quanto possível.
– Um bom conto deve relatar o que acontece ao seu personagem principal quando ele enfrenta uma certa quantidade de situações. E nós, leitores, devemos enxergar esses eventos através de seus olhos – e somente através deles. Se começarmos a ver a ação pela perspectiva de outro personagem, o texto não está sendo eficaz. 
- Além de ser muito confuso, isso distancia o leitor do herói – quebrando o vínculo de empatia. Quando uma história funciona bem, tem apenas um único ponto de vista, através do qual o leitor imagina a si próprio como herói. 
- Troque de ponto de vista quando isso for vital para o enredo. Não mais do que uma vez, no conto.

Essa é a sua chance de ter seu trabalho conhecido, dando o primeiro passo na criação de seu próprio mundo de fantasia. Escreva, participe, faça parte da história de Mirr.

1º Concurso Cultural de Literatura Fantástica da Revista Fantástica
Formato: Contos em Língua Portuguesa
Limite: 3.000 palavras
Ambientação: Mundos de Mirr
Período: De 25/07/11 até 25/10/11
Resultado: 25/12/11

Premiação:
1 exemplar de Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 1 – Guerra dos Tronos
1 exemplar de Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 2 – Fúria de Reis
1 exemplar de O Hobbit
1 exemplar de Silmarillion
1 exemplar de Crônicas dos Senhores de Castelo – Livro 1 – Poder Verdadeiro
1 exemplar de Pelo Sangue e Pela Fé (autor: Cláudio Villa)
1 exemplar de O Vento Norte (autor: Cláudio Villa)
1 exemplar de 72 Horas para Morrer do autor Ricardo Ragazzo (Editora Novo Século) para os 3 melhores contos

Além disso, sua criação, devidamente creditada, fará parte permanente da Mirr Enciclopédia ou de alguma história desenvolvida pelo escritor Cláudio Villa, autor dos livros Pelo Sangue e Pela Fé e O Vento Norte. O 3 melhores contos também farão parte de uma coletânea fantástica digital que será lançada pela Revista Fantástica em breve.

Fonte: Revista Fantástica

BACK