Mens Sana Prêmio Literário

ENQUADRAMENTO

Desde que São João de Deus, célere no ímpeto de concretização dos seus sonhos e já com 40 anos, se lançou pelas ruas de Granada na venda de livros, carregando volumosas obras religiosas, profanas e pequenos prospectos, que as histórias das pessoas e das suas vidas se foram ligando a este Homem. Anos mais tarde, dedicou­se por completo aos cuidados de saúde aos mais necessitados, principalmente às pessoas com doença mental. A Ordem Hospitaleira de São João de Deus, nos seus cinco séculos de história, deu sempre continuidade à vontade de manter vivas e em registo escrito as vidas dos muitos que, por sorte ou infortúnio, ajudaram ou foram ajudados pelas mãos hospitaleiras dos Irmãos de São João de Deus, precursores de uma vida de serviço aos mais necessitados. O desafio que se lança está impregnado do mesmo espírito: manter vivas as histórias de muitos, para que o futuro de cada um se faça mais esclarecido e rico.

MENS SANA (COLECTÂNEA)

A iniciativa MENS SANA​nasce da máxima latina “mens sana in corpore sano”. É uma colectânea de contos inspirada na loucura, nas fronteiras entre a demência e a sanidade da mente humana, cujo principal objectivo é a sensibilização para as questões da saúde mental e luta contra o estigma que ainda perdura na sociedade civil. Promovida pela Fundação S. João de Deus​, em parceria com a editora Livros de Ontem​, tem como fim, além de divulgar a vida de S. João de Deus enquanto homem e livreiro, criar uma colectânea de textos (contos) na forma de livro solidário de apoio aos projectos de promoção da saúde mental que a Fundação promove e incentivar a escrita literária, apostando na publicação de novos textos, novos autores e novos valores literários.

1. Âmbito e aplicação:
a. À MENS SANA podem concorrer todas as obras inéditas em Língua Portuguesa (qualquer que seja a sua variante) e no género conto​.

b. Podem participar todos os autores falantes de Língua Portuguesa (qualquer que seja a sua variante), com idades a partir dos 18 anos, que nunca tenham publicado, ou que tenham publicado, no máximo, 1 livro individual em Português (participações em outras colectâneas não serão contabilizadas como critério).

MENS SANA (COLECTÂNEA)

2. Formato dos trabalhos

a. Cada participante deve enviar 1 conto original e da sua autoria, inédito, que ocupe, no máximo, 15 páginas A5, letra Times New Roman, tamanho 12, com 1 espaçamento entre linhas e no formato doc.

b. Os contos deverão ser assinados, acompanhados de uma pequena biografia (600 caracteres s/espaços), foto com boa resolução, fotocópia de documento de identificação civil e dados gerais do autor (nome completo, data de nascimento, nacionalidade, morada, contactos telefónicos e email) para o seguinte endereço: premioliterario2015@fsjd.pt;

c. Todas as questões adicionais deverão ser endereçadas para o seguinte email: comunicacao@fsjd.pt;

d. Prazo limite para recepção dos trabalhos: 31 de Maio de 2015, até às 23h59.

3. Selecção das Obras

a. Serão seleccionados até 8 autores para integrar a colectânea;

b. Cada autor seleccionado aceita como condição a celebração de um contrato de utilização da obra nos termos do artigo 41º do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos;

c. Cada autor seleccionado terá direito a 3 exemplares do livro final.

4.​Júri

a. O painel de Júri é composto por 5 elementos, que serão revelados após o término da recepção das obras concorrentes;

b. Os casos omissos serão resolvidos pelo Júri, que é soberano, e de cujas decisões não haverá recurso;

c. A decisão final do Júri é irrevogável.

5. O lançamento da colectânea será financiado em regime de crowdfunding, estando assim dependente do sucesso da campanha, que a editora Livros de Ontem comparticipará em 10%.

6. Os autores não têm obrigatoriedade de apoiar financeiramente a campanha nem de comprar o livro.

7. 50 % das receitas da venda da colectânea revertem a favor da Fundação São João de Deus para o financiamento dos seus programas de intervenção social em especial para projectos de prevenção da doença mental.

8. O facto de concorrer implica a aceitação do regulamento na sua totalidade.

*

Fonte: FSJD

BACK