18.ª Edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves

A Câmara Municipal da Amadora lança a 18.ª Edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves, este ano dedicada à modalidade de Ficção Narrativa. Esta iniciativa visa incentivar a produção literária, contribuindo desta forma para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa, bem como homenagear a memória do jornalista e escritor Orlando Gonçalves.

Os trabalhos deverão ser entregues até dia 19 de junho de 2015.

Entre outros requisitos, as obras a concurso devem ser escritas em língua portuguesa, inéditas (trabalhos originais, não editados e que não foram objeto de prémios em concursos literários ou divulgados por qualquer outra forma). A escolha do tema fica a cargo do autor.

O júri que procederá à seleção da obra premiada é composto por três elementos: um representante da Câmara Municipal da Amadora, um representante da Sociedade Portuguesa de Autores e um representante da Associação Portuguesa de Escritores.

Este ano, a sessão pública de entrega do galardão terá lugar no dia 15 de outubro, pelas 19.00h, no auditório da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, onde será entregue ao autor vencedor um prémio de cerca de 5 mil euros. A autarquia patrocinará ainda a publicação da obra vencedora.

O Prémio – breve nota

O Prémio Literário Orlando Gonçalves, instituído em 1998 pela Câmara Municipal da Amadora, tem por objetivo, por um lado, homenagear a memória do escritor e jornalista Orlando Gonçalves e por outro incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.

Este prémio destina-se a galardoar, anualmente e de forma alternada, uma obra de ficção narrativa e um trabalho jornalístico de investigação ou grande reportagem.

Orlando Bernardino Gonçalves, um dos percursores do movimento neorrealista português, foi escritor e jornalista de imprensa escrita e de rádio, tendo sido inclusive Diretor do jornal Notícias da Amadora durante mais de trinta anos, atividade que sempre desenvolveu a par das suas intervenções cívicas e políticas na defesa dos direitos e deveres de uma cidadania plena, consciente e esclarecida, sustentada pelo enriquecimento intelectual.

Orlando Gonçalves foi agraciado com a Medalha de Ouro da Cidade da Amadora em 1989, em 1993 o seu romance Enredos da Memória foi galardoado com o Prémio Literário Cidade da Amadora e em 1997 foi mais uma vez homenageado pela Câmara Municipal da Amadora, por ocasião das comemorações do 25 de Abril.
*

Fonte: Notícia e regulamento

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*

BACK